#Retrospectiva2019 Monterrey campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF

Por GloboEsporte.com — San Nicolás de los Garza, México

 

Monterrey vence Tigres fora de casa e larga com vantagem na final da Concachampions

O triunfo do Monterrey veio através de uma bola parada aos 43 minutos da etapa inicial. Dorlan Pabón cobrou escanteio para a pequena área, e o zagueiro Sánchez subiu mais que todo mundo para testar firme no ângulo esquerdo de Nahuel Guzmán, que apenas olhou a bola morrer no fundo da rede.

Tricampeão em 2010/11, 2011/12 e 2012/13, o Monterrey busca a quarta conquista da Liga dos Campeões das Américas do Norte e Central. Vice em 2015/16 e 2016/17, o Tigres corre atrás de enfim levantar seu primeiro caneco da competição.

Por GloboEsporte.com — Guadalupe, México

Monterrey empata com Tigres e conquista Concachampions pela quarta vez

De pênalti, aos 25 minutos do primeiro tempo, o argentino Nicolás Sánchez abriu o placar e encaminhou o título dos Rayados. No segundo tempo, o Tigres quase empatou numa cabeçada do atacante francês Gignac, aos nove, mas Barovero salvou com a ponta dos dedos voando no canto. Pouco depois, aos 14, Funes Mori percebeu a saída do goleiro Guzmán da área e arriscou da intermediária. Acertou o travessão.

Nicolás Sánchez comemora gol do Monterrey na final da Concachampions — Foto:  REUTERS/Daniel Becerril

Nicolás Sánchez comemora gol do Monterrey na final da Concachampions — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

O empate saiu somente aos 40 minutos. Depois de cruzamento da direita para a área, Gignac acertou um belo voleio no contrapé de Barovero. Mas não foi suficiente.

O Tigres é treinado pelo brasileiro Ricardo Ferretti, o Tuca, e ainda tem o volante Rafael Carioca, ex-Atlético-MG, Vasco e Grêmio, entre os titulares. Foi a terceira derrota na final da Concachampions nos últimos quatro anos – foi vice também do América do México e Pachuca, em 2016 e 2017, respectivamente. E continua em busca do primeiro título de competição internacional.

Ricardo Ferretti, o Tuca, sai de campo com a medalha de prata pelo vice-campeonato da Liga dos Campeões da Concacaf — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

Ricardo Ferretti, o Tuca, sai de campo com a medalha de prata pelo vice-campeonato da Liga dos Campeões da Concacaf — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

Teoricamente, o campeão da Concachampions tem vaga assegurada no Mundial de Clubes da Fifa. Mas a entidade ainda não anunciou sede para 2019 e 2020, tampouco ratificou que o formato é o mesmo de anos anteriores ou parabenizou o Monterrey nas redes sociais pela garantia de classificação no torneio normalmente disputado ao fim do ano, o que normalmente faz. De concreto, só o planejamento para mudanças a partir de 2021: quadrienal e com 24 clubes.

GLOBO ESPORTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.