#Retrospectiva2019 Flamengo campeão brasileiro da Serie A do Campeonato Brasileiro

Palmeiras e Grêmio duelaram pela 34ª rodada da Série A

No Allianz Parque

GRÊMIO VENCE O PALMEIRAS FORA DE CASA E SE GARANTE NA LIBERTADORES

Tricolor gaúcho abriu o placar, viu o Verdão chegar ao empate, mas garantiu a vitória nos minutos finais da partida. Resultado deu título da Série A ao Flamengo

Tricolor gaúcho confirmado da Libertadores 2020! Na tarde deste domingo (24), o Grêmio visitou o Palmeiras, pela 34ª rodada do Brasileirão, e vai voltar para Porto Alegre com uma vitória por 2 a 1 na bagagem. No Allianz Parque, Everton e Pepê marcaram para o Imortal, enquanto Bruno Henrique fez para o Verdão.

Com o resultado, o Tricolor chegou aos 59 pontos e se consolidou na quarta posição. Já o Alviverde segue com 68 e caiu para a terceira colocação. O resultado do duelo entre gaúchos e paulistas deu o título do Brasileirão 2019 ao Flamengo.

O jogo

Tentando manter vivo o sonho do título, o Palmeiras controlou o jogo nos primeiros minutos e teve chances de abrir a contagem com Borja, Bruno Henrique e Thiago Santos. A pressão inicial do Verdão não surtiu efeito e, aos poucos, o Grêmio passou a ter mais a posse de bola, mas também sem efetividade, o Tricolor pouco assustou a defesa paulista. O time da casa ainda levou perigo uma última vez antes do intervalo. Aos 29, Dudu cruzou na área e Vitor Hugo finalizou para boa defesa de Paulo Victor.

O confronto demorou para engrenar no segundo tempo até que, aos 21, Everton Cebolinha de pênalti colocou o Grêmio na frente. O gol acordou o Verdão que foi para cima em busca do empate. Bruno Henrique e Lucas Lima assustaram. Mas a resposta palmeirense veio na mesma moeda. Na marca dos 35, Dudu foi derrubado dentro da área e, na cobrança da penalidade, Bruno Henrique deixou tudo igual: 1 a 1. A igualdade deu emoção aos minutos finais do jogo, com as duas equipes jogando para frente. E, já nos acréscimos, Pepê recebeu passe açucarado de Alisson e tocou com categoria para o fundo das redes garantindo o triunfo gaúcho fora de casa: 2 a 1.

CBF

#Retrospectiva2019 Monterrey campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF

Por GloboEsporte.com — San Nicolás de los Garza, México

 

Monterrey vence Tigres fora de casa e larga com vantagem na final da Concachampions

O triunfo do Monterrey veio através de uma bola parada aos 43 minutos da etapa inicial. Dorlan Pabón cobrou escanteio para a pequena área, e o zagueiro Sánchez subiu mais que todo mundo para testar firme no ângulo esquerdo de Nahuel Guzmán, que apenas olhou a bola morrer no fundo da rede.

Tricampeão em 2010/11, 2011/12 e 2012/13, o Monterrey busca a quarta conquista da Liga dos Campeões das Américas do Norte e Central. Vice em 2015/16 e 2016/17, o Tigres corre atrás de enfim levantar seu primeiro caneco da competição.

Por GloboEsporte.com — Guadalupe, México

Monterrey empata com Tigres e conquista Concachampions pela quarta vez

De pênalti, aos 25 minutos do primeiro tempo, o argentino Nicolás Sánchez abriu o placar e encaminhou o título dos Rayados. No segundo tempo, o Tigres quase empatou numa cabeçada do atacante francês Gignac, aos nove, mas Barovero salvou com a ponta dos dedos voando no canto. Pouco depois, aos 14, Funes Mori percebeu a saída do goleiro Guzmán da área e arriscou da intermediária. Acertou o travessão.

Nicolás Sánchez comemora gol do Monterrey na final da Concachampions — Foto:  REUTERS/Daniel Becerril

Nicolás Sánchez comemora gol do Monterrey na final da Concachampions — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

O empate saiu somente aos 40 minutos. Depois de cruzamento da direita para a área, Gignac acertou um belo voleio no contrapé de Barovero. Mas não foi suficiente.

O Tigres é treinado pelo brasileiro Ricardo Ferretti, o Tuca, e ainda tem o volante Rafael Carioca, ex-Atlético-MG, Vasco e Grêmio, entre os titulares. Foi a terceira derrota na final da Concachampions nos últimos quatro anos – foi vice também do América do México e Pachuca, em 2016 e 2017, respectivamente. E continua em busca do primeiro título de competição internacional.

Ricardo Ferretti, o Tuca, sai de campo com a medalha de prata pelo vice-campeonato da Liga dos Campeões da Concacaf — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

Ricardo Ferretti, o Tuca, sai de campo com a medalha de prata pelo vice-campeonato da Liga dos Campeões da Concacaf — Foto: REUTERS/Daniel Becerril

Teoricamente, o campeão da Concachampions tem vaga assegurada no Mundial de Clubes da Fifa. Mas a entidade ainda não anunciou sede para 2019 e 2020, tampouco ratificou que o formato é o mesmo de anos anteriores ou parabenizou o Monterrey nas redes sociais pela garantia de classificação no torneio normalmente disputado ao fim do ano, o que normalmente faz. De concreto, só o planejamento para mudanças a partir de 2021: quadrienal e com 24 clubes.

GLOBO ESPORTE