O PT quebrou Minas Gerais-Pimentel usa ato oficial para anunciar retorno de Lula

Resultado de imagem para Pimentel e Lula

O governador Fernando Pimentel usou uma solenidade oficial do Estado em Montes Claros para fazer promoção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na manhã de sábado de manhã foi realizado o ato de entrega de 45 tratores para vários municípios, quando ele alegou que aprendeu a trabalhar com os pobres, por orientação “dele”. Alegou que não poderia citar o nome, pois a lei eleitoral impedia, mas imitou o ex-presidente Lula, com quem esteve no dia anterior. Além disso, citou que aceleraria a solenidade, pois teria que acompanhar o ex-presidente. Outro ato falho foi chamar o ex-deputado Virgílio Guimarães para o palanque oficial, sem que o petista tenha cargo político. Fez questão de cumprimenta-lo, como um deputado que está retornando.

Antes da cerimônia oficial, Pimentel se reuniu separadamente com 18 prefeitos, em estrutura de tenda montada na área externa. O presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), José Reis Nogueira Barros, prefeito de Bonito de Minas, mostrou-lhe que os prefeitos estavam insatisfeitos com as retenções de recursos do Transporte Escolar, Saúde e ainda do Imposto Sobre Circulação de Mercadoria. Recebeu um apelo para ser criado um refinanciamento das dividas dos municípios no BDMG. Pimentel, em clima de campanha, anunciou que na segunda-feira dia 30 se reuniria com o Governo para ver como ajustar as finanças mineiras e socorrer os prefeitos. Mandou licitar o projeto da BR 479, que liga Bonito de Minas a Brasília Federal e prometeu acionar a bancada federal para inserir emenda destinada a duplicação da BR 251.

Na solenidade aberta, o presidente da Amams, José Reis, mostrou que a seca está castigando o Norte de Minas, mas que o Estado anunciou medidas para aliviar os dramas, inclusive com tecnologias para segurar as águas das chuvas, que além de abastecer a população, permitirá a produção. O deputado Paulo Guedes mostrou que mesmo com a crise financeira, o Governo tem ajudado os municípios, pois além dos 45 tratores, ainda tinha licitado mais de 200 poços artesianos e caixas d’água.

O governador Fernando Pimentel começou seu discurso mostrando sua viagem a Rondônia para pedir maior vigilância nas fronteiras e com isso, neutralizar o tráfico de armas. Explicou que abriu o coração para os prefeitos sobre a crise financeira e que mesmo sem dinheiro, vai ajudar os municípios, “pois com farinha pouca, vamos dividir o pirão”. Foi assim que explicou ter aprendido com Lula, sem citar o nome dele, de que importante era ajudar o pobre. Por isso, acredita no retorno dele. Citou que a seca reduziu demais as chuvas nos últimos 10 anos e isso se evidencia em Montes Claros, que tem de buscar água do rio Pacuí. (GA)

 

Site Minas de Verdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.