Classificação da Serie A do Campeonato Brasileiro 2017 após a Rodada 9

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Corinthians 23 9 7 2 0 17 5 +12 85 Estável Fase de grupos da Copa Libertadores de 2018
2 Rio Grande do Sul Grêmio 22 9 7 1 1 23 10 +13 81 Estável
3 São Paulo Santos 16 9 5 1 3 9 6 +3 59 Aumento1
4 Rio de Janeiro Botafogo 15 9 4 3 2 12 8 +4 56 Aumento3
5 Paraná Coritiba 15 9 4 3 2 9 6 +3 56 Baixa2 Segunda fase da Copa Libertadores de 2018
6 Rio de Janeiro Fluminense 14 9 4 2 3 16 15 +1 52 Aumento4
7 São Paulo Ponte Preta 14 9 4 2 3 11 11 0 52 Aumento2 Copa Sul-Americana de 2018
8 Rio de Janeiro Flamengo 14 9 3 5 1 15 8 +7 52 Aumento3
9 São Paulo Palmeiras 13 9 4 1 4 12 8 +4 48 Aumento4
10 Santa Catarina Chapecoense 13 9 4 1 4 14 18 –4 48 Baixa5
11 Rio de Janeiro Vasco da Gama 12 9 4 0 5 12 20 –8 44 Baixa5
12 Minas Gerais Cruzeiro 11 9 3 2 4 8 9 –1 41 Baixa4
13 Paraná Atlético Paranaense 11 9 3 2 4 7 13 –6 41 Aumento5
14 São Paulo São Paulo 10 9 3 1 5 9 8 +1 37 Estável
15 Bahia Bahia 10 9 3 1 5 13 13 0 37 Baixa3
16 Minas Gerais Atlético Mineiro 10 9 2 4 3 9 11 –2 37 Baixa1
17 Pernambuco Sport 9 9 2 3 4 11 16 –5 33 Estável Zona de rebaixamento à Série B de 2018
18 Bahia Vitória 8 9 2 2 5 8 11 –3 30 Baixa2
19 Goiás Atlético Goianiense 6 9 2 0 7 7 16 –9 22 Estável
20 Santa Catarina Avaí 5 9 1 2 6 3 13 –10 18 Estável

Flamengo 5 x 1 Chapecoense

DESTAQUE

PRAZER, GUERRERO!

O peruano respondeu a todas as críticas nesta quinta-feira. No seu primeiro jogo na Ilha do Urubu, Guerrero marcou três vezes. No primeiro tempo, desviou de leve cruzamento de Diego. Na etapa complementar, viu a bola bater no travessão após cabeçada de Arão e completou mostrando oportunismo. Deu números finais de cabeça e foi para a galera. Foi o primeiro hat-trick do artilheiro com a camisa do Flamengo – o 16º gol dele na temporada.

O JOGO

“Guerrero ainda não marcou no Brasileiro”. “Guerrero só sabe perder gols”. Tudo que foi dito a respeito do peruano caiu por terra nesta quinta-feira. Na Ilha do Urubu, o atacante balançou a rede três vezes, deu assistência para Diego – que marcou dois – e comandou a goleada por 5 a 1 contra a Chapecoense. A partida ainda foi marcada pela estreia de Rhodolfo, substituto de Réver na segunda etapa, e falha do jovem Thiago no gol de Victor Ramos, o de honra do time de Santa Catarina.

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

A Chape não se intimidou com o caldeirão da Ilha do Urubu e esboçou pressão nos minutos iniciais. Quase surpreendeu Thiago num lance de lateral cobrado na área; Wellington Paulista antecipou Juan e deu toquinho no canto, direto pela linha de fundo. Afobado no início, o Flamengo começou a controlar o jogo quando colocou a bola no chão. Assim, foi premiado aos 13 minutos com um golaço: Diego, de primeira, de direita, de fora da área no ângulo de Jandrei.

 

O barulho aumentou cinco minutos mais tarde. Guerrero desencantou. Arão iniciou a jogada com belo lançamento para Diego. O camisa 35 carregou com liberdade pela esquerda, levou para o pé direito e levantou com precisão para o peruano, que aparece nas costas da marcação para resvalar na bola e tirar o goleiro da jogada: 2 a 0. Poderia ter feito o seu segundo no Brasileirão, mas perdeu chance clara, sozinho contra Jandrei.

DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

O Flamengo parecia caminhar para uma vitória tranquila. Aos três minutos, Guerrero por pouco não ampliou, mas de novo parou em Jandrei. Porém, uma falha de Thiago colocou o time visitante novamente na partida. O goleiro soltou bola fácil após cobrança de lateral de Reinaldo na área e deixou nos pés de Victor Ramos, que só teve o trabalho de empurrar para a rede. Daí em diante uma sequência de jogadas aéreas dos visitantes, sempre com perigo, mas cortadas pela defesa.

 

A partida perdeu intensidade e as duas equipes abusaram dos erros de passe no meio. A individualidade, então, falou mais alto. E falou o nome de Guerrero. O centroavante decidiu o jogo e incendiou a Ilha. Mostrou oportunismo ao aproveitar rebote de Jandrei e bola no travessão, deu passe para Diego marcar seu segundo no jogo e fechou a conta com um de cabeça: 5 a 1, passeio no Rio de Janeiro e terceiro triunfo no Brasileirão.

DESTAQUE

PANORAMA

Com a terceira vitória na competição, o Flamengo foi a 14 pontos na tabela de classificação e pulou para a oitava colocação. No domingo, às 18h30 (de Brasília), encara o Bahia na Fonte Nova. A Chape estacionou com 13 pontos e caiu para a 10ª posição. Na próxima rodada, na Arena Condá, recebe o Atlético-MG, também no domingo, às 19h.

DESTAQUE

EVITOU O PIOR

Não é o jogo dos sonhos para o goleiro, longe disso. Mas Jandrei deixou a Ilha como destaque da Chape. Apesar das cinco bolas na rede, parou Guerrero duas vezes, tentou evitar o terceiro do Fla ainda na cabeçada de Arão – peruano aproveitou o rebote – e não deixou o Rubro-negro sair de campo com uma goleada história. No Cartola FC, saiu no “lucro”: só -0,50 pontos.

DESTAQUE

PÚBLICO E RENDA

Público presente: 14.632 presentes

Público pagante: 13.436 pagantes

Renda: R$ 834.628,00

GLOBO ESPORTE.COM

Grêmio 2 x 0 Coritiba

O JOGO

Depois de saber que o Corinthians havia vencido mais cedo, o Grêmio fez o suficiente para cumprir sua tarefa e seguir colado ao líder antes do confronto com cara de final do próximo domingo. Na noite desta quinta-feira, no encerramento da nona rodada do Brasileirão, o Tricolor gaúcho venceu o Coritiba por 2 a 0, na Arena, com um gol em cada tempo – Pedro Rocha e Fernandinho marcaram. O Coxa até conseguiu pressionar e poderia ter feito o seu, mas a fase dos gaúchos parece iluminada.

DESTAQUE

COMO FICA

A vitória mantém o Grêmio na segunda colocação, agora com 22 pontos, um a menos que o Timão. Já os paranaenses perdem duas posições e encerram a rodada em quinto, com 15. Os dois times voltam a campo no domingo, às 16h. Enquanto o Grêmio joga novamente na Arena, no duelo pela ponta de cima com o Corinthians, o Coxa vai a Minas Gerais enfrentar o Cruzeiro.

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

A primeira chance do jogo foi um chute para fora de Henrique Almeida, aos três minutos, que a torcida tricolor não perdoou e mandou uma sonora vaia ao atacante.
Mas os donos da casa trataram de abrir o placar logo em seguida, com Pedro Rocha. Aos 25, Alan Santos teve que sair, e Tiago Real entrou em seu lugar para emparelhar o duelo. O Coritiba passou a gostar do jogo, enquanto o meio de campo tricolor errava passes em demasia. Matheus Galdezani quase empatou ao receber lançamento de William Matheus.

DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

O Coxa seguiu melhor na volta do intervalo e assustou em chutes de Galdezani e Henrique Almeida. O Grêmio voltou a pressionar somente após os 20 minutos, em finalizações de Fernandinho e Luan. Bruno Cortez também foi cirúrgico ao dar um toque providencial e evitar chute de Iago, que poderia empatar. Aos 39, porém, o Tricolor matou a partida. Luan disparou pelo meio e abriu para Fernandinho, que nem precisou dominar para fuzilar às redes.

DESTAQUE

VAI SAIR FAÍSCA!

A vitória do Grêmio sobre o Coritiba ficou relegada ao segundo plano logo após o apito final. Isso porque agora nada mais importa do que o duelo de domingo contra o Corinthians. Apenas um ponto separa os paulistas dos gaúchos, líderes e vice do Brasileirão, respectivamente. Renato Gaúcho ganhou ainda o retorno de Lucas Barrios, que se recuperou de lesão para o jogo decisivo.  Além disso, Ramiro volta de suspensão, mas Kannemann, com uma pubalgia ainda é dúvida.

DESTAQUE

FOI PÊNALTI?

O Coritiba bem que poderia ter descontado. No finalzinho da partida, a bola bateu no braço do zagueiro Rafael Thyere, mas árbitro mandou seguir.

DESTAQUE

SE NÃO FOSSE WILSON…

Apesar do Coritiba igualar as forças em alguns momentos da partida e quase empatar, o grande nome do time foi o goleiro Wilson, que praticou ao menos cinco defesas difíceis. Por baixo ou por cima, ele fez seu trabalho. Nos dois gols do Grêmio, não teve culpa.

DESTAQUE

MENINO PRODÍGIO

Ele não fez nenhum gol, mas segue como protagonista no Grêmio, rodada após rodada. Luan arriscou, testou Wilson e conseguiu duas assistências na partida. “Pifou” Pedro Rocha e Fernandinho nos dois gols anotados.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Corinthians 3 x 0 Bahia

O JOGO

INVICTIMÃO

A sequência invicta do Corinthians agora é de 22 partidas. Na noite desta quinta-feira, o Timão fez 3 a 0 no Bahia, pela nona rodada do Brasileirão, e manteve a ponta da competição nacional, agora com 23 pontos.

 

O Grêmio, segundo colocado, venceu o Coritiba por 2 a 0, em sua arena, e se manteve na cola do líder. Com um ponto de diferença, os dois times se enfrentam no domingo.

 

Com gols de Jô (o quinto dele no Brasileirão), Balbuena e Marquinhos Gabriel, o Corinthians construiu a vitória contra o bom time do Bahia, que segue com 10 pontos, agora na 14ª posição .

DESTAQUE

TÁ LEMBRADO?

A última derrota corintiana aconteceu em 19 de março, em Araraquara, na primeira fase do Paulistão: Ferroviária 1 a 0. Já são mais de três meses sem perder… Quem segura o cavalinho alvinegro?!?

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

A postura ofensiva do Bahia chamou a atenção no início da partida. Marcando pressão no campo de ataque, a equipe tricolor colocou dificuldades para cima do Timão. Logo aos seis minutos, Zé Rafael exigiu grande defesa de Cássio. Aos poucos, o Timão foi se soltando e acertando bons contra-ataques

 

Com transição ofensiva rápida, o Timão passou a criar as melhores oportunidades. Na cara do gol, Jô teve duas chances de marcar. Na primeira, isolou a bola. Um minuto depois, recebeu passe de Fagner após grande jogada individual, driblou Jean e abriu o placar.

DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

O jogo voltou quente no segundo tempo, com as expulsões do alvinegro Gabriel e do tricolor Renê Júnior. No 10 contra 10, o Bahia seguiu buscando o gol de empate, mas deixando espaço para os contra-ataques alvinegros. Num deles, o Timão conseguiu um escanteio que definiu o segundo gol. Fagner cobrou, Romero desviou e Balbuena, livre e com oportunismo, marcou o segundo.

 

Com resultado praticamente definido, o Corinthians ganhou mais um gol nos acréscimos. O goleiro Jean saiu jogando com o volante Feijão, que vacilou, e perdeu a bola para Marquinhos Gabriel. Esperto, o meia bateu por cobertura na saída do goleiro e deu números finais à partida.

DESTAQUE

POLÊMICA 1

Gabriel, do Timão, poderia ter sido expulso no primeiro tempo, mas só levou o cartão vermelho no segundo

DESTAQUE

POLÊMICA 2

Logo em seguida, o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva expulsou Renê Júnior, do Tricolor baiano

DESTAQUE

EM ITAQUERA

Público na Arena Corinthians: 34.250 pagantes. Renda: R$ 1.504.387,20.

DESTAQUE

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois times voltam a campo no domingo. Às 16h (de Brasília), o Timão enfrenta o vice-líder Grêmio em Porto Alegre, em jogo encarado como a primeira final antecipada do Brasileirão de 2017. Às 18h30, o Bahia pega o Flamengo na Arena Fonte Nova.

GLOBO ESPORTE.COM