Santos 1 x 0 Palmeiras

O JOGO

PEIXE DESENCANTA, VERDÃO RECLAMA

Na estreia de Levir Culpi no banco, o Santos venceu seu primeiro clássico na temporada. Com gol de Kayke no começo do segundo tempo, bateu o Palmeiras na Vila Belmiro, nesta quarta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Já os atuais campeões do torneio conheceram a quarta derrota na competição – na campanha do título no ano passado foram seis reveses em 38 jogos.

 

A equipe alvinegra havia perdido os outros quatro dueos contra seus principais rivais em 2017. Na Vila, Kayke marcou seu terceiro gol em dois jogos – havia feito dois sobre o Atlético-PR no domingo –, e o goleiro Vanderlei garantiu o bicho, com quatro grandes defesas. Pelo lado do Verdão, muita reclamação com a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio e sua equipe.

DESTAQUE

GOL LEGAL?

Aos 5 minutos do segundo tempo, após cruzamento de Jean Mota, Kayke passou por Edu Dracena e colocou a bola na rede de Fernando Prass. O zagueiro alviverde pediu falta do atacante alvinegro.

DESTAQUE

PÊNALTI?

Aos 49 da etapa final, Vanderlei defendeu um levantamento de bola de Raphael Veiga, que estava indo direto para o gol. No meio do caminho, Edu Dracena reclamou que foi empurrado por Lucas Veríssimo

DESTAQUE

NA TABELA

Com a vitória, o Santos embalou no terceiro triunfo consecutivo no Brasileirão e entrou no G-6: agora é o quinto colocado, com 12 pontos. O Palmeiras, por outro lado,está  flertando com a zona de rebaixamento. Com sete pontos, é o 15º colocado, um ponto a mais do que o Atlético-MG, o 17º

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

Fora de casa, Cuca montou seu time com o zagueiro Juninho atuando na lateral esquerda e Zé Roberto pelo meio – uma forma de povoar a intermediária e dificultar as ações de Lucas Lima, que voltava ao Santos após se recuperar de lesão. Do outro lado, Levir Culpi, que assumiu na antevéspera, quase não teve tempo de conhecer o elenco, e montou a equipe de forma bem parecida ao que Elano havia feito como interino nas duas rodadas anteriores.

 

O jogo começou como os anfitriões no ataque. Com apenas três minutos, Bruno Henrique desperdiçou uma chance na frente de Fernando Prass. O restante do primeiro tempo, porém, foi sonolento. Exceção a uma finalização de longe de Róger Guedes que acertou a trave de Vanderlei e uma cabeçada de Willian que obrigou o goleiro santista a se mexer, o duelo se concentrou no meio de campo.

DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo foi bem mais movimentado. Guerra teve a primeira oportunidade, mas parou em Vanderlei. Pouco depois, aos cinco minutos, Kayke marcou: Jean Mota cruzou para o camisa 11 que, de frente para Prass, tocou para a rede palmeirense. Teve polêmica, porém, como no gol santista, de Kayke, aos 5 minutos: Edu Dracena reclamou de um empurrão do adversário.

 

O jogo ficou mais aberto a partir de então. David Braz obrigou Prass a fazer grande defesa em cabeceio após um escanteio aos 14 minutos, enquanto Vanderlei salvou o Santos em pelo menos quatro lances. Com a vantagem, Levir fechou o time e colocou Leandro Donizete no lugar de Kayke. A estratégia funcionou, e o Santos segurou o placar.

DESTAQUE

NA VILA BELMIRO

Público: 10.143 pagantes. Renda: R$ 406.970,00.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s