Jetstar opens applications for cadet pilot program

AIRBUS-A320-JETSTAR-HBA-JUL13-RF-5K5A2531

 

Jetstar has started accepting applications for its 2017 pilot cadet program.

The program will be run by CAE Oxford Aviation Academy and Swinburne University in Melbourne, with successful candidates going through an ab initio training course for their Multi Engine Instrument Rating and Multi Crew Cooperation Training and a frozen ATPL.

The cadet pilots will then work towards their type Endorsement on an Airbus A320 or Boeing 787 aircraft.

CAE Oxford Aviation Academy is based at Melbourne’s Moorabbin Airport, while coursework for Swinburne University’s Associate Degree of Aviation will be at the university’s Hawthorn campus.

“Jetstar Australia has recently confirmed that it will be running its cadet pilot program in 2017,” CAE Oxford Aviation Academy said on its website.

“The Jetstar Cadet Pilot Program is now open for applications from suitably qualified candidates.

“This is an exceptional opportunity for aspiring pilots to train under the mentorship of Jetstar and go on to fly as First or Second Officers with the airline.

More details are on CAE Oxford Aviation Academy and Jetstar websites.

Jetstar first launched its cadet pilot training scheme in 2010 in partnership with two schools – Oxford Aviation Academy Group, as it was known then, and CTC Aviation Group based in Hamilton, New Zealand.

In October, Qantas started its first external pilot recruitment drive since 2009. The airline planned to hire 170 new pilots over the next three years ahead of the arrival of the Boeing 787-9 in October 2017.

 

Australian Aviation

Sérgio Cabral e Sérgio Cabral Filho foram presos por razões diferentes

PAI FOI PRESO POR DESAFIAR A DITADURA; O FILHO, POR CORRUPÇÃO
Publicado: 18 de novembro de 2016 às 00:00 – Atualizado às 00:13
CABRAL PAI FOI PRESO POR DESAFIAR DITADURA E FILHO POR CORRUPÇÃO
Preso sob a acusação do Ministério Público Federal (MPF) de chefiar a quadrilha que roubou R$ 220 milhões dos cofres públicos do Rio de Janeiro, o ex-governador Sérgio Cabral não é o primeiro membro da família a ir em cana. Seu pai, também Sérgio Cabral, jornalista e compositor, passou dois meses preso, nos anos de chumbo: ele era da turma do semanário de humor Pasquim que desafiava o regime militar. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.Tocando o Pasquim após a prisão dos colegas, o criativo Cabral pai irritou militares ao “revisitar” o Grito do Ipiranga na Semana da Pátria.

Cabral pai publicou na capa do Pasquim a imagem de Pedro I às margens do Ipiranga gritando: “Eu quero é mocotó!” Foi preso também.

Ao contrário do pai, um carioca boa praça, Sérgio Cabral Filho exerceu o poder com truculência e soberba. E fez do enriquecimento sua meta.

 

Site Diário do Poder

TV Record em São Paulo reativa o Estúdio C

ae509-rederecord2012

 

O Estúdio C, da Record, em São Paulo, há mais de 10 anos desativado e apenas servindo de depósito, voltará a ser utilizado. Já existe um trabalho para a sua recuperação e torná-lo adequado para a gravação de merchandisings.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery