Melbourne to welcome Caltex Socceroos stars at Fan Day

Caltex Socceroos fans can meet the players at the team's Fan Day on Sunday in Melbourne.

Victorian sports fans will have the opportunity to see the stars from the Caltex Socceroos at a special Fan Day event to be held at Lakeside Stadium, Albert Park this Sunday (9 October 2016).

Fans will also be able to be part of a special Caltex Socceroos team photo, featuring all of the stars including captain Mile Jedinak, Aaron Mooy, Matthew Leckie and Melbourne City’s new star Tim Cahill.

Coming off the back of a win in Perth against Iraq, Caltex Socceroos Head Coach Ange Postecoglou has selected a full strength squad for their 2018 FIFA World Cup Asian Qualifier against Japan at Docklands Stadium on Tuesday 11 October.

 

Ange will put the team through their paces at Lakeside Stadium and you can be there to witness the magic.

The free Fan Day will commence at 2pm with a host of activities and fun for the whole family, including an appearance by Maloo (the Caltex Socceroos mascot) plus face painting, giveaways, as well as a Football Federation Victoria AIA Vitality MiniRoos demonstration. Fans will be encouraged to show off their shooting skills at the Melbourne City inflatable shooting target.

The Caltex Socceroos Fan Day has been a popular part of the team’s community engagement prior to whenever the team plays a match on Australian soil.

Socceroos Fan Day Details

2:00pm-4:30pm

Sunday 9 October

Lakeside Stadium, Albert Park

Activities include: 

– Get your Socceroos Fan Day Passport stamped and receive free gifts

– Don’t miss the opportunity to get your photo take with the Asian Cup trophy

– Test your football skills with the ‘keep ups’ competition and penalty goal challenge

– Be a part of the biggest Socceroo ‘Team Selfie’

– Get your war paint on with the face painters

– Bring the kids and have them meet Maloo, the official Caltex Socceroos mascot

– Deck yourself out in green and gold at the merchandise van

– FFV MiniRoos demonstration

– Melbourne City FC Shooting target and Membership tent

 

Football Federation Australia

O PT quebrou Minas Gerais -Projeto prevê ICMS do álcool e da gasolina mais caro em MG

Atual cédula de 100 reais anverso.jpg

Alíquota pode passar de 14% para 20%, no caso do etanol, e encarecer o litro em até R$ 0,18

Com um rombo de R$ 8,06 bilhões previstos para o ano que vem, o governo do Estado de Minas Gerias começa a esticar os impostos para ver de onde vai tirar dinheiro. Parte da conta vai cair no colo consumidor, que vai ter que encarar um aumento de combustíveis. Nessa terça-feira (4), o governador Fernando Pimentel enviou à Assembleia Legislativa um Projeto de Lei (PL) que prevê a elevação da alíquota de Imposto sobre Circulação e Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de 14% para 20%, no caso do etanol, e de 29% para 30% no caso da gasolina. Se o texto for aprovado como está, o litro do álcool vai subir R$ 0,18 e o da gasolina vai ficar R$ 0,04 mais caro, com base nos valores do litro dos combustíveis de hoje.

Os prazos para a implantação das novas alíquotas dependem de tramitação no Legislativo estadual e não têm datas previstas.

O impacto foi estimado pelo presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos. “Pelo preço médio ponderado, usado como base para calcular o ICMS, com a alíquota de 14%, o imposto corresponde a R$ 0,43. Se for 20%, subirá para R$ 0,61”, estima Campos. Hoje, o litro do etanol custa em média R$ 2,55 em Minas. Com a nova alíquota de ICMS, passará a custar R$ 2,73. Já a gasolina, que custa cerca de R$ 3,66, passará a custar R$ 3,70. “É claro que essa proposta ainda vai depender de discussão. Mas, se virar lei, o etanol vai perder muito a competitividade. Atualmente, ele custa 69,6% do valor da gasolina e a proporção vai subir para 74%”, calcula.

Campos destaca que o consumo vai cair muito. No entanto, diz que, muito mais grave do que isso, será um retrocesso em relação ao compromisso mundial de redução das emissões de gás carbônico (CO2). “Hoje (ontem) a União Europeia assinou o acordo firmado em Paris. Até 2030, o Brasil tem que aumentar a participação da matriz de biocombustíveis de 9% para 18%. Atualmente, consumimos 30 bilhões de litros de etanol e a meta é chegar a 54 bilhões. O texto, da forma como está, é um grande retrocesso, pois não vamos conseguir atingir a meta sem política pública”, critica Campos.

Ele lembra que a indústria sucroenergética de Minas só conseguiu se recuperar graças à política pública que, de 2010 para cá, reduziu o ICMS do etanol de 25% para 14%. O PL 3810/2016 também prevê elevação do ICMS da gasolina para 30% e prevê a possibilidade de, ao invés de elevar a do etanol para 20%, eleve para 16%. Entre as propostas enviadas pelo governo à ALMG, também há indicativo de acabar com o desconto de 30% dado no IPVA para carros movidos exclusivamente a álcool.

A reportagem tentou contato com o governo, mas não recebeu retorno até o fechamento desta edição.
Outros custos
Mais caro. O governo também enviou à ALMG propostas para mudanças na forma de cálculo dos valores de serviços de cartórios, além da criação da Taxa de Defesa Sanitária Animal.

image

Caminhonetes de cabine dupla estão na lista de IPVA mais caro

Uma das propostas do governo estadual enviadas nessa terça-feira (4), o PL 3.807/16, aumenta de 3% para 4% a alíquota do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para caminhonetes de cabine dupla ou estendida. A alteração proposta é feita na Lei 14.937, de 2003, que trata do IPVA.

A justificativa do governador Fernando Pimentel, segundo informações do site da Assembleia Legislativa, é que as caminhonetes ou furgões de cabine dupla ou estendida exercem preponderantemente o papel de carro de passeio, transportando passageiros. Por isso, na opinião dele, não se justifica a manutenção de alíquota reduzida, destinada a veículos utilitários. (Da redação)
Mais taxas
Propostas do governo que constam no PL:

IPVA de caminhonetes: Aumenta de 3% para 4% a alíquota do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para caminhonetes de cabine dupla ou estendida.

Taxa de defesa sanitária animal: Institui a Taxa de Defesa Sanitária Animal, a ser paga pelas indústrias frigorífica e de laticínios, incluindo cooperativas, a fim de custear as ações de defesa sanitária animal, combate a zoonoses e indenizações pelo sacrifício de animais.

Criação de taxas ambientais: Institui várias hipóteses de cobrança da taxa de expediente sobre serviços relacionados à proteção e conservação do meio ambiente e dos recursos hídricos. No total, são instituídos 30 novos subitens de cobrança, alguns deles com desdobramentos.

 

Site Minas de Verdade

Hyundai A-League Fantasy is back!

Bruno Fornaroli was the highest point scorer in Hyundai A-League fantasy last season.

Tuesday, 4 October 2016

Staff writer
With the start of the new season just days away, it’s time to register your Hyundai A-League Fantasy squad for the campaign.

 

It’s free to play and there are some fantastic prizes to be won for the best performers.

The overall champion will win the ultimate Grand Final experience for themselves and one campanion to the city of the decider which includes flights, accomodation and tickets to an exclusive FFA function to watch the match.

 

There are also great weekly prizes on offer and club Champion prizes for the top ranked fans for each Hyundai A-League club.

We’ve seen some huge signings to the Hyundai A-league during the off-season so there’s plenty of big-name talent to add to your team.

Each squad has a salary cap of $3million to spend on 15 players.

 

All the starting prices have been locked in so there’s no better time to assemble your side.

Will you go for returning Caltex Socceroo Tim Cahill or James Troisi, or maybe some international flavour in Brazilian Bobo or Wanderers Japanese winger Jumpei Kusukami?

 

Melbourne City star Bruno Fornaroli was the standout performer last season, scoring an impressive 206 points from his 27 games at an average of 7.6 points per match.

Brisbane Roar striker Jamie Maclaren (161 pts) and Perth Glory playmaker Diego Castro (154 pts) were the next best averaging 7 and 6.2 points per match respectively.

When it comes to value for money, Wanderers star Mitch Nichols and Sydney FC’s Milos Ninkovic were two standouts in 2015/16.

Nichols cost just over $290,000 for the 144 points he scored last season, while Ninkovic managed 104 points and is a steal at just $170,000.

 

So will last year’s top guns deliver again or will you go with some fresh faces you believe will deliver the goods in Hyundai A-League Fantasy 2016/17.

If you think you have what it takes to be a manager sign up now!

 

It’s free to play and there are some fantastic prizes to be won for the best performers.

 

Football Federation Australia

O PT quebrou Minas Gerais – Governo de Minas mantém parcelamento de salário de servidores

Atual cédula de 100 reais anverso.jpg

O governo de Minas Gerais prorrogou por pelo menos mais dois meses o escalonamento dos salários dos mais de 477 mil servidores estaduais.

Em reunião com representantes dos sindicatos, eles foram informados das datas de pagamento dos salários de outubro e novembro – pagos em novembro e dezembro, respectivamente.

O vencimento de outubro será pago nos dias 14, 18 e 23 de novembro. A folha de novembro será creditada nos dias 12, 19 e 21 do mês seguinte.

Os critérios adotados serão os mesmos das folhas anteriores: receberá na primeira data, de forma integral, quem recebe até R$ 3 mil líquidos.

Aqueles que possuírem salário superior receberão a segunda parcela até o limite de mais R$ 3 mil líquidos. O restante será pago na terceira data.

Décimo terceiro

E os servidores ainda podem ficar sem o décimo terceiro salário deste ano. O secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, afirmou nesta segunda-feira que apenas em 30 de novembro o governo vai anunciar como será o pagamento do abono de Natal.

“Estamos fazendo todos os esforços para garantir o pagamento em dezembro, que é o nosso objetivo. Mas dar a data, que é o que dá a tranquilidade definitiva, não podemos ainda”, afirmou o secretário, que negou qualquer possibilidade de conceder reajuste salarial para a categoria.

No final de novembro também será anunciada a forma de pagamento dos três primeiros meses de 2017.

 

Site Minas de Verdade

O PT quebrou Minas Gerais – Governo do estado quer aumentar ICMS de combustíveis

Atual cédula de 100 reais anverso.jpg

Proposta enviada à ALMG aumenta o ICMS de combustíveis e põe fim à redução de 30% para cálculo do IPVA de veículos movidos a álcool

O governador Fernando Pimentel encaminhou para a Assembleia Legislativa quatro novos projetos de lei que irão onerar ainda mais o contribuinte mineiro. De acordo com as mensagens recebidas nesta terça-feira (04/10) pela Mesa Diretora, o Executivo pretende aumentar impostos como o ICMS de combustíveis, além de criar taxas que sobrecarregarão o setor produtivo, em especial o agronegócio.

Os deputados de oposição na Assembleia receberam com indignação a proposta do governo e afirmaram que farão obstrução à tramitação dos projetos na Casa. “Há um ano, Pimentel aumentou, por meio de um decreto, o imposto de mais de 150 produtos em Minas. Não satisfeito, quer sacrificar ainda mais o contribuinte com novos aumentos e conta com sua base, que é maioria na Assembleia, para isso. Nosso bloco irá usar todas as ferramentas regimentais para obstruir os projetos e sensibilizar o governo a voltar atrás nessa medida”, explicou o deputado Gustavo Valadares (PSDB), líder da Minoria.

No novo arrocho pretendido por Pimentel, os motoristas e proprietários de veículos automotores serão diretamente impactados. A alíquota do ICMS do álcool combustível subirá de 14% para 20%, e o da gasolina saltará de 29% para 30%. O governador petista pretende acabar ainda com a redução de 30% que atualmente é praticada para cálculo do IPVA dos carros movidos exclusivamente a álcool.

Para se ter ideia o quanto essa mudança pesará no bolso do consumidor, basta pegar um carro a álcool que custe, por exemplo, R$ 20 mil. Hoje, o IPVA deste veículo seria R$ 560 (calculado sobre R$ 14 mil). Com a revogação do desconto, o imposto pago pelo mesmo veículo subiria para R$ 800.

Mais aumentos

Nas mensagens enviadas à Assembleia, o governo petista estipula a cobrança de ICMS de 25% nas operações de importação de mercadorias por remessa postal ou encomenda aérea internacional, e cria taxas de segurança no valor de R$ 196 para a área de fiscalização de trânsito (fábrica de placas, comércio de peças usadas, etc).

O texto também prevê mudanças na forma de cálculo dos valores de serviços de cartórios (nos atos de intimação e de entrega pessoal de cartas de notificação), além de criar a Taxa de Defesa Sanitária Animal. Com essa taxa, os frigoríficos terão que pagar pela fiscalização de entrada de animais (R$ 6,01 por bovino, bubalino ou por um lote de 300 aves e R$ 1,38 por suíno) e a indústria de laticínios pela captação de leite (R$ 2,25 a cada 1000 litros).

Decreto

Em primeiro de outubro de 2015, menos de uma semana após subir o ICMS da energia elétrica das classes comercial e de serviços, Pimentel aumentou o imposto de mais de 150 produtos através do decreto nº 46.859. Para a maioria dos produtos, a alíquota passou de 12% para 18%. Em alguns casos, o salto foi ainda maior – de 7% para 18%.

“Não houve nenhuma discussão com o cidadão, com entidades de classe e nem com o Legislativo. Pimentel, na calada da noite e sem dar qualquer justificativa, elevou o preço de itens como material escolar, medicamentos, produtos de higiene e tantos outros de primeira necessidade. Infelizmente, quem paga a conta de medidas autoritárias como esta é o cidadão, que, desde 1º de janeiro, está sendo obrigado a arcar com o peso de tantos impostos”, explicou o líder do Bloco Verdade e Coerência, Gustavo Corrêa (DEM).

 

 Site Minas de Verdade