Flávio Ricco explica a saída de 3 profissionais da TV Record para o Domingo Legal a peso de ouro

Pingos nos is
Como ponto 1, o SBT, via Silvio Santos, tirou um diretor de externas e dois produtores da Record para colocar no “Domingo Legal”, do Celso Portiolli.

Ao mesmo tempo, como outra ação de socorro, uma vinheta no ar, nos intervalos da emissora, oferece R$ 10 mil a quem se apresentar com uma boa história, tipo pai procura filho ou filho procura pai, irmão desaparecido e outras do gênero. É a tentativa de enfrentar o principal adversário como o mesmo veneno. É a subtelevisão.

Vamos combinar
O “Domingo Legal” tinha que ter acabado lá atrás, com a saída do Gugu para a Record. A identificação sempre foi muito forte.

O bom moço e bom apresentador Celso Portiolli entrou numa fria. Prestou-se a servir como tapa-buraco e, a exemplo de tantos em circunstâncias parecidas, nunca conseguiu fazer do programa um sucesso.

Jogando contra
Não bastassem seus próprios problemas, o “Domingo Legal”, contra ele tem a forte Globo de sempre, Geraldo Luís na Record como adversário direto e o próprio SBT, que se curvou ao dinheiro da Disney.

O “DL” enxugado em duas horas, não poderia ter pior espera.

É de se esperar
O que tem para agora é aguardar o que esses três meninos da Record, transformados em salvadores da pátria, irão fazer para o bem do “Domingo Legal” e do próprio Portiolli.

Se para virar o jogo eram necessários reforços, eles foram oferecidos. Resta esperar pelos resultados. Será que eles virão? As decisões tomadas foram mesmo as mais acertadas?

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.