Traficante argentino procurado pela Interpol é preso em Foz do Iguaçu

Segundo a Polícia Civil, ele estava escondido no Paraguai havia quatro anos.
Acusado de homicídio, também foi apontado como traficante de efedrina.

Bandeira do estado do Paraná

Segundo a polícia, Corradi era operador do traficante mexicano 'El Chapo'. (Foto: Reprodução/Interpol)
Segundo a polícia, Corradi era operador do traficante mexicano 'El Chapo'.
(Foto: Reprodução/Interpol)

A Polícia Civil prendeu na manhã deste domingo (19) um traficante argentino que estava foragido havia quatro anos. Segundo os policiais, Ibar Esteban Perez Corradi foi condenado por crimes no país em que nasceu e também no Paraguai. Desde 2012, no entanto, ele vivia no Paraguai, com uma identidade falsa. O homem era procurado pela Interpol.

A prisão aconteceu em um prédio residencial, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A operação para prendê-lo aconteceu com a ajuda de autoridades paraguaias.

Ainda de acordo com os investigadores, Corradi é considerado operador de drogas do mexicano Joaquín Guzman, conhecido como “El Chapo”, um dos maiores traficantes do mundo.

De acordo com a Polícia Civil, o traficante teve a prisão decretada na Argentina por suspeita de ser o mandante intelectual de um triplo homicídio. Ela ainda era apontado como um dos principais fornecedores de efedrina, um composto usado para preparar drogas sintéticas. De acordo com o o jornal “The New York Times”, os cartéis mexicanos vêm investindo na propagação dessa substância, que foi encontrada no corpo do cantor Prince, em abril deste ano.

No Paraguai, Corraldi ainda foi apontado como autor de crimes de adulteração de documentos, uso de identidades falsas e corrupção. Ele também é procurado nos Estados Unidos.

Ele vivia no Paraguai portando documentos falsos, com o nome de Walter Miguel Ortega Molinas. Neste período, chegou a ter filhos e transitava livremente pelo país vizinho.

Extradição
Ao ser preso, os policiais deram conta de que Corradi não possuía as impressões digitais. Conforme a Polícia Civil, Corradi foi extraditado ainda neste domingo e voltou ao Paraguai em um voo com destino a Assunção, a capital do país.

 

Segundo a polícia, Ibar Corradi não possui impressões digitais (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Segundo a polícia, Ibar Corradi não possui impressões digitais (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
G1.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.