Números atuais validam o protagonismo da TV aberta

 

Em recente entrevista de Willy Haas, diretor-geral de Negócios da Rede Globo ao Propaganda & Marketing, que aqui foi repercutida, ele abordou com propriedade a questão da audiência e demonstrou o que representavam 30 pontos de audiência em 1997, quando começou a medição do PNT(Painel Nacional de Televisão), equivalendo na ocasião a 10.106.038 de domicílios com TV, com os mesmos 30 pontos de agora, que correspondem a 19.345.915 lares e um aumento de 91%.

São números que antes de nos revelar e atestar o protagonismo da televisão aberta, nos levam a ser mais cuidadosos na análise dos índices de audiência. Hoje, para se traçar qualquer comparativo com registros do passado, uma soma de valores precisa necessariamente ser levada em conta, para se chegar a um legítimo e verdadeiro resultado.

Mesmo com todos os problemas que nos atingem e uma crise política atravancando vários setores de atividade, a televisão aberta no Brasil, nunca e em tempo algum, realizou tanto e com tamanha qualidade. Hoje, contrastando com passado recente, três grandes redes trabalham na produção de novelas.

Todo esse conjunto de informações e valores nos dá a certeza que um crescimento parecido ou ainda maior irá acontecer nas próximas décadas, sustentado na confiança que o mercado cada dia mais deposita nela.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.