PF prende líder de quadrilha de tráfico internacional de drogas em Fortaleza

Outro mandado de prisão preventiva foi cumprido contra a mulher dele.
Organização criminosa traficava cocaína entre Brasil e Paraguai.

Bandeira do estado do Ceará

A Polícia Federal prendeu em Fortaleza, na manhã desta quinta-feira (2), um homem suspeito de ser o líder de uma quadrilha internacional de drogas. A mulher dele também foi presa, em uma casa no Bairro Lagoa Redonda. A organização criminosa que eles integravam é suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, o grupo comprava cocaína na fronteira do Brasil com o Paraguai e revendia no Nordeste brasileiro, tendo Recife como base operacional. A organização lavava o dinheiro do tráfico adquirindo veículos, apartamentos e terrenos, onde eram construídos empreendimentos para revenda. Por isso, o nome da operação é ”Construtor”.

Na capital cearense, além dos dois mandados de prisão preventiva, foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e o sequestro de seis imóveis.

A Polícia Federal informou que o líder da organização reside atualmente em Fortaleza com a mulher. Em nome deles, estão registrados alguns dos imóveis sequestrados nesta quinta. O homem já foi preso e indiciado por homicídio, por causa de um acidente de carro, supostamente causado por embriaguez, que resultou na morte da motorista do veículo atingido, uma mulher que estava grávida de oito meses.

Operação Construtor
Os mandados da operação são cumpridos simultaneamente, também, no Recife, João Pessoa eFoz do Iguaçu (PR). No total, 45 policiais federais atuaram.

Na operação, três veículos foram apreendidos, além do bloqueio de oito contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas, e do afastamento de sigilo fiscal de quatro pessoas físicas e jurídicas. Todas as medidas cautelares foram expedidas pela 13ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco.

Investigações
As investigações são conduzidas pela Delegacia de Repressão a Drogas e tiveram início em 2014, quando uma organização criminosa comandada por um indivíduo que utilizava nome falso, promovia a internação de cocaína na fronteira Brasil/Paraguai, remetendo para Recife, onde a droga era pulverizada para várias cidades do Nordeste.

Três dos oito membros da organização foram presos em flagrante delito em agosto de 2014, com 24,4 quilos de cocaína, em pousada em Jaboatão dos Guararapes (PE), quando um químico da quadrilha veio do Paraguai para melhorar a qualidade da droga.

Os integrantes são investigados pela prática dos crimes de associação e tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e constituir/integrar organização criminosa. Em caso de condenação, as penas somadas podem chegar a 65 anos de reclusão.

 

G1.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.