Pedro Paulo votará pelo impeachment, apesar de retaliação do PT

01/04/2016 às 21:36 – Atualizado em 01/04/2016 às 21:47

Pedro Paulo vota impeachment de Dilma mesmo com ameaça de retaliação do PT
(Alexandre Cassiano/Agência o Globo)

Pré-candidato do PMDB a prefeito do Rio, Pedro Paulo Carvalho, deputado federal licenciado e secretário de Governo de Eduardo Paes, voltará à Câmara para votar em plenário o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Pedro Paulo tem dito que “jamais” perderia o momento, mesmo que tenha repercussão negativa na sua campanha eleitoral. O homem forte da gestão Paes esteve em Brasília na terça-feira para aprovar, com apoio da bancada do Rio, a ruptura do PMDB com o governo Dilma. O PT fluminense ameaça retaliar Pedro Paulo e abandonar o arco de dezesseis partidos aliados que ele e Paes costuraram para as eleições. O presidente do PMDB estadual, Jorge Picciani, reconhece que seu partido e o PT devem seguir “caminhos distintos” nas eleições municipais de outubro. Ter o PT como adversário pode fomentar mais manifestações com viés de esquerda e feministas contra Pedro Paulo, investigado no Supremo Tribunal Federal por agressão a sua ex-mulher. (Felipe Frazão, de Brasília)

 

VEJA.COM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.