Perspectivas: Mercado encara incertezas políticas na véspera do feriado

Notícia Publicada em 23/03/2016 20:08

Temor sobre impeachment faz Ibovespa cair mais de 2%; dólar sobe a R$ 3,67

Mercado teme que delação premiada da Odebrecht possa enfraquecer o processo de impeachment de Dilma (Flickr/Caliel Costa)
Mercado teme que delação premiada da Odebrecht possa enfraquecer o processo de impeachment de Dilma (Flickr/Caliel Costa)

SÃO PAULO – Após forte recuo, o Ibovespa pode continuar com o sinal negativo de olho no cenário político na última sessão da semana, que é mais curta em função do feriado de Páscoa.

Os temores de que delação premiada dos executivos da Odebrecht, assim como a lista da construtora com o nome de políticos, pode enfraquecer o processo de impeachment de Dilma Rousseff devem atribuir mau humor aos investidores locais.

Segundo Luis Gustavo Pereira, analista da Guide Investimentos, “o movimento de queda poderia se perpetuar na próxima sessão caso não surgisse nenhuma novidade na esfera política e econômica local”.

A imprevisibilidade do cenário político faz com que os investidores permaneçam atentos ao noticiário ao longo do pregão.

“O andamento do impeachment de Dilma tem sido um dos principais catalisadores do mercado. Quanto mais rápido o andamento do processo e maiores as chances de a presidente sair, a Bolsa sobe. Se acontecer o contrário, ela cai”, observa Pereira.

Sem grandes destaques, a agenda doméstica conta com a publicação da taxa de desemprego da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), às 9h.

No exterior, os Índices de Gerentes de Compras (PMIs, na sigla em inglês) da indústria, de serviços e composto da Alemanha e da zona do euro serão publicadas às 5h30 (horário de Brasília) e 6h (horário de Brasília), respectivamente.

Nos Estados Unidos, o PMI industrial sairá às 10h45 (horário de Brasília), enquanto o indicador que mede o número de pedidos iniciais de seguro-desemprego (Initial Claims, em inglês) será publicado às 9h30.

Ibovespa e câmbio

A Bovespa fechou com o seu principal índice em forte queda nesta quarta-feira (23), abaixo dos 50 mil pontos, com as ações da petroquímica Braskem desabando quase 12%, após nova sessão em que o cenário político dominou os holofotes.

O Ibovespa caiu 2,59%, a 49.690 pontos. O volume financeiro somou R$ 6 bilhões.

O dólar fechou em alta superior a 2% frente ao real, após o Banco Central atuar para sustentar as cotações pelo terceiro dia consecutivo e em meio ao cenário político conturbado no Brasil.

O dólar avançou 2,11%, a R$ 3,6768 na venda, após atingir R$ 3,6837 na máxima da sessão. No mês, contudo, a moeda norte-americana ainda acumula queda de 8,16%.

(Com Reuters)

 

O FINANCISTA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.