Espresso da Bolsa: Petrobras pode dar descontos em “privatização fatiada”; Bradespar tem prejuízo

Notícia Publicada em 21/03/2016 10:57

Usiminas aprova proposta de aumento de capital de US$ 1 bilhão; CPFL Energia teve lucro líquido de R$ 363 milhões no quarto trimestre

Petrobras está disposta a ganhar menos com a venda de ativos para evitar contratos que levem a empresa a ter de assumir passivos trabalhistas (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Petrobras está disposta a ganhar menos com a venda de ativos para evitar contratos que levem a empresa a ter de assumir passivos trabalhistas (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

SÃO PAULO – Veja os destaques do mundo corporativo desta segunda-feira (21):

Destaques

Liquidação – Apesar da necessidade de recursos, a Petrobras está disposta a ganhar menos com a venda de ativos para evitar contratos que levem a empresa a ter de assumir passivos trabalhistas e tributários no futuro.

“A mesma postura estaria sendo assumida na negociação da subsidiária de gasodutos do Sudeste (NTS). Segundo Estado de São Paulo, a ideia seria vender 81% da participação da malha de dutos através da subsidiaria TAG. Entre os interessados nos dutos mencionados pela imprensa estariam a chinesa CNPC, o fundo canadense Brookfield e um consórcio entre o fundo canadense CPPIB e o grupo Engie”, avalia o analista Carlos Herrera, da Empiricus Research.

Capitalização – O Conselho de Administração da Usiminas aprovou uma proposta de aumento de capital de US$ 1 bilhão. Uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) foi convocada para analisar e aprovar a capitalização.

“A queda na rentabilidade da Usiminas e o forte crescimento dos indicadores de alavancagem indicaram a necessidade de uma capitalização urgente. Portanto, é muito positivo ver que os passos para esta capitalização estão sendo tomados. Porém, temos de insistir que o aumento de capital não resolve a questão básica da Usiminas, que é sua baixa rentabilidade operacional”, afirma a Planner Corretora, em relatório.

Minério – A Bradespar teve prejuízo líquido de R$ 1,98 bilhão no quarto trimestre de 2015, piora ante o resultado negativo de R$ 343 milhões no mesmo período do ano anterior, informou nesta segunda-feira.

Energia – A CPFL Energia teve lucro líquido de R$ 363 milhões no quarto trimestre, queda de 22,8% ante o mesmo trimestre do ano anterior, divulgou nesta segunda-feira (21).

Diversificação – Para reduzir sua dependência do insumo – e, consequentemente, da própria Petrobras, que fornece 70% de toda a demanda da petroquímica -, a Braskem decidiu diversificar: acaba de fechar um acordo para importar dos Estados Unidos o shale gas, ou gás de xisto.

Participação – A Braskem informou que o BNDESPar reduziu sua participação acionária na companhia com a venda de ações preferenciais classe A, o que levou sua fatia do capital total de 4,33% em 17 de fevereiro para 2,16%.

Rebaixamento – A Citi Corretora reduziu suas estimativas de lucros para a empresa principalmente para refletir a queda maior do que o esperado nas vendas da indústria de cosméticos no Brasil, que está mais do que compensando o crescimento robusto nas redes internacionais. Dessa forma a recomendação passou para venda, por conta do valuation.

“Parte da nossa preocupação no valuation reflete uma valorização de 21% da ação no ano ao mesmo tempo de fraqueza no crescimento de vendas da indústria, juntamente com nossa visão de que uma recuperação sustentável do crescimento da produtividade é improvável no curto prazo”, explica o analista Alexander Robarts.

Mais peso – A empresa de investimentos de Abilio Diniz poderá ampliar sua participação na segunda maior rede de varejo do mundo, o Carrefour, depois que ele foi indicado para compor o corpo de conselheiros efetivos da companhia. Diniz terá seu nome indicado pelo Carrefour em lista a ser submetida à assembleia de acionistas da rede marcada para 17 de maio.

Mais essa – A Justiça Federal recebeu denúncias e abriu dois processos contra o projetoda Vale de mineração de cobre Salobo Metais, no sudeste do Pará, após o Ministério Público Federal acusá-la por crime ambiental, por supostamente poluir e desmatar ilegalmente áreas de floresta.

Plano B – A Petrobrasconsidera vender o controle da sua subsidiária de combustíveisBR Distribuidora, depois de não conseguir garantir lances por uma participação minoritária na companhia, afirmaram nesta sexta-feira duas fontes à Reuters.

 

O ANTAGONISTA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.