Air Europa Celebrate Delivery of the Airline’s First 787 Dreamliner

MADRID, March 15, 2016 /PRNewswire/ — Boeing [NYSE: BA], Air Europa and SMBC Aviation Capital are celebrating the delivery of the carrier’s first Boeing 787 Dreamliner today.

Air Europa leased its first 787 through an agreement with SMBC Aviation Capital. The delivery is also the first Dreamliner to SMBC Aviation Capital. The newest addition to Air Europa’s fleet will touch down in Madrid on March 16th following a nonstop 4,128 miles (6,643 kilometres) delivery flight from Boeing’s 787 assembly site in North Charleston, South Carolina.

“Today’s delivery begins a new chapter in Air Europa’s story. The state-of-the-art 787 Dreamliner will provide us with significant operational advantages as we aim to expand our footprint around the globe,” said Juan José Hidalgo, president, Globalia, the parent company of Air Europa. “Additionally, it is an airplane that will offer our passengers an unrivalled on-board experience, and arrive at their holiday destination feeling refreshed.”

The 787 is a family of technologically advanced, super-efficient airplanes with new passenger-pleasing features. In addition to bringing big-jet ranges to midsize airplanes, the 787 will provide Air Europa with unmatched fuel efficiency and environmental performance, using 20 to 25 percent less fuel and with 20 to 25 percent fewer emissions than the airplanes it replaces.

“We are honored to deliver the first 787 Dreamliner to our partners at Air Europa,” said Ray Conner Boeing Commercial Airplanes President & CEO. “This airplane is a great addition to its fleet and provides the capability to grow its long haul network to the Americas and beyond while offering superior passenger comfort.”

Air Europa announced an order for 14 787-9 Dreamliners in 2015, the largest ever Boeing widebody order from a Spanish carrier. Air Europa now has a combined total of 22 787-8s and 787-9s on order as it continues its transition to an all-Boeing long-haul fleet.

Peter Barrett, CEO of SMBC Aviation Capital, who attended the landmark delivery said: “We are very pleased to have concluded this delivery to Air Europa, particularly as the aircraft involved represents a significant first for both companies.  We look forward to building on this partnership and continuing to work with Air Europa and Boeing.”

Contact:

Keelan Morris
International Communications
Boeing Commercial Airplanes
+ 44(0)208 235 5664
keelan.j.morris@boeing.com

Photo – http://photos.prnewswire.com/prnh/20160315/344436

 

SOURCE : Boeing Website

 

Boeing 787-10 Dreamliner Begins Major Assembly

Steady progress as first production fuselage section begins weeks early

EVERETT, Wash., March 15, 2016 /PRNewswire/ — Major assembly of the first Boeing (NYSE: BA) 787-10 Dreamliner is underway, the latest major milestone in the development of the newest member of the super-efficient 787 family. Boeing partner Kawasaki Heavy Industries, Ltd. began installing the circular frames into the midforward section of the fuselage on March 14, a full two weeks ahead of schedule.

“Beginning major assembly early underscores the commitment, discipline and performance of the entire Boeing and partner team worldwide,” said Ken Sanger, vice president of 787 Airplane Development, Boeing Commercial Airplanes. “We are taking all the right steps to ensure we integrate the 787-10 into the production system smoothly.”

As a straightforward stretch of the 787-9, which entered service in 2014, Boeing designed the 787-10 for both superior efficiency and maximum commonality. Ninety-five percent of the design and build of the 787-10 and 787-9 will be identical, reducing complexity, cost and risk across the entire production system while providing operational benefits to customers.

The 787-10, which will undergo final assembly at Boeing South Carolina in North Charleston, will set a new benchmark in efficiency when deliveries begin in 2018. With a robust range capability covering more than 90 percent of the world’s twin-aisle routes, the 787-10 will deliver 25 percent better fuel use and emissions than the airplanes it will replace and at least 10 percent better than anything being offered by the competition in the future.

To date, the 787-10 has won 153 orders from nine leading customers around the world, accounting for 13 percent of all 787 orders.

Contact:
Julie O’Donnell
Boeing Commercial Airplanes Communications
+1 425-266-2927
julie.o’donnell@boeing.com 

 

SOURCE : Boeing Website

O PT quebrou Minas Gerais – secretariado admite que escalonamento e parcelamento de salários devem ser mantidos

foto audiencia

 
 Sem economia com a prometida reforma administrativa, funcionários públicos continuam pagando a conta da máquina inchada

Após mais de cinco horas de audiência pública, os secretários Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão) e José Afonso Bicalho (Fazenda) foram embora sem dar aos mineiros, em especial, aos servidores públicos, as respostas sobre a falta de planejamento do Executivo. Com velhos discursos e números já conhecidos, os homens de confiança de Fernando Pimentel não apresentaram solução para o rombo financeiro criado pelo PT no Estado. Os únicos “anúncios” feitos pelos secretários foram que a tão prometida reforma administrativa não cortará na própria carne e que os servidores continuarão com os salários escalonados e parcelados.

A audiência pública na Comissão de Administração Pública foi realizada nesta terça-feira (15/3) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a partir de requerimento dos deputados da oposição. O secretário de Planejamento chegou a fugir do debate na semana passada. Na reunião de hoje, Helvécio admitiu que somente no final de março o governo vai apresentar um calendário de pagamentos a partir de abril. Desde janeiro, os salários estão sendo quitados de forma escalonada e em até três parcelas.

“O secretário jogou por terra qualquer esperança dos servidores de voltar a receber no quinto dia útil a partir do salário de abril, como ocorria até 2014, nas gestões dos tucanos e aliados. E com o anúncio somente no final de março, o funcionalismo ficará com pouco tempo para planejar suas contas para os próximos meses”, afirmou o deputado Gustavo Valadares (PSDB), líder da Minoria.

Ainda de acordo com o secretário Helvécio, a reforma administrativa, que até hoje não foi enviada à ALMG, não trará grandes economias ao estado. O maior impacto, segundo ele, são os cortes propostos no contingenciamento anunciado em fevereiro, cujo montante não ultrapassa R$ 2 bilhões e afetará diretamente os investimentos de áreas estratégicas como segurança pública e saúde. O secretário, com isso, desmente o próprio governador, que em 14 de janeiro anunciou que a reforma teria um impacto de 1 bilhão.

“Com o contingenciamento já anunciado pelo governo, quem está pagando a conta é o cidadão. É menos dinheiro para a gasolina das viaturas e, consequentemente, menos policiamento nas ruas. E nada de cortar na estrutura. Até hoje a única reforma administrativa que o PT mandou para essa Casa foi para inchar a máquina pública”, afirmou o deputado Gustavo Corrêa (DEM). O líder do bloco Verdade e Coerência lembrou que em janeiro de 2015, o primeiro ato de Pimentel foi enviar à Assembleia um projeto aumento secretarias e salários do seu alto escalão.

Mais do mesmo
Na audiência pública, um ano e dois meses após a posse do governador Pimentel, os secretários mais uma vez tentaram creditar o insucesso da gestão petista às administrações anteriores e a um falso déficit herdado. Mesmo cientes que dados do Banco Central demonstram que o estado foi superavitário em 2013 e 2014.

Como o governo insiste nessa mentira, Corrêa destacou que a conta petista não fecha nunca e que mesmo com receitas que não estavam previstas no orçamento em 2015, o governo Fernando Pimentel conseguiu fechar as contas no vermelho no ano passado e esse déficit cresce a cada dia.

“Logo depois que assumiu, Pimentel mandou para essa Casa um orçamento com déficit de R$ 7,2 bilhões. Logo depois o Sindifisco mostrou que o governo estava escondendo uma receita de R$ 1,5 bilhão. E também no ano passado o PT colocou a mão em R$ 4,8 bilhão dos depósitos judiciais. E mesmo com essa dinheirama toda entrando nos cofres do estado, conseguiu fechar com um déficit de R$ 8,9 bilhões. Esses números não fecham e só podem se justificar pelo aumento de despesas do governo”, afirmou Corrêa.

Os representantes do governo do partido que se diz dos trabalhadores chegaram também a criticar os reajustes concedidos aos servidores ao longo dos últimos anos, em particular o reajuste para a segurança. O que os secretários esqueceram, propositadamente, de dizer é que todos os reajustes concedidos até 2014 foram feitos com responsabilidade, sem infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal e com salários pagos em dia. Diferente do atual governo, que já atingiu o limite prudencial da LRF em agosto do ano passado e, ainda assim, manteve a farra de nomeações em cargos comissionados e promete ou concede aumentos sem fonte de receita correspondente.

Com longas apresentações, os secretários mostraram hoje na ALMG dados que contradizem o que foi previsto pelo governo na peça orçamentária aprovada para 2016.

“O governo apresenta hoje uma despesa de pessoal que é superior em R$ 5 bilhões ao que está previsto na Lei de Orçamento. Além disso, infla as receitas tributárias, que apresentam um crescimento não compatível com a realidade econômica do país e nem com a execução em anos anteriores. São diversas as maquiagem que este governo fez em seu orçamento, e muitas as pedaladas que pratica na sua execução.” alertou o deputado Felipe Attiê (PP).

 

Site Minas de Verdade