Hospital do Barreiro deve começar a funcionar parcialmente neste mês

Segundo a prefeitura, funcionamento parcial deve ser a partir do dia 12.
Audiência Pública na Câmara de BH discutiu recursos para manter hospital.

Bandeira do estado deMinas Gerais

O Hospital do Barreiro, em Belo Horizonte, deve começar a funcionar parcialmente neste mês. De acordo com o secretário municipal de saúde, Fabiano Geraldo Pimenta Júnior, o atendimento ao público começa no dia 12 de dezembro. Apesar da inauguração, o funcionamento será com uma pequena parte da capacidade.

Nesta terça-feira (1º), uma audiência pública na Câmara Municipal de Belo Horizonte discutiu os recursos para manter o hospital depois de inaugurado. Como a unidade será metropolitana, ou seja, vai atender também moradores de cidades vizinhas, foram convidados representantes do Ministérios da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, mas não compareceram. Fabiano Pimenta informou que as negociações continuam, mas há dúvida de quanto vai ser a participação do governo federal.

“Normalmente, quando nós estamos falando de um hospital municipal, o Ministério da Saúde entra com 50% dos recursos do custeio, o estado com 25% e o município com 25%. Nós estamos pleiteando que o Ministério da Saúde chegue no mínimo a 60% do financiamento pelas características dos hospitais metropolitanos”, afirmou o secretário.

Inicialmente, apenas o pronto-socorro vai funcionar para atender pacientes encaminhados pelas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) ou hospitais. Serão 200 atendimentos por dia, com 67 leitos, sendo 39 de internação. A previsão é triplicar o número de leitos em três meses. A capacidade total de 430 leitos, 2 mil consultas eletivas e 700 cirurgias por mês, só deve ser atingida em outubro do ano que vem, dependendo dos recursos federais.

Segundo o vereador Ronaldo Gontijo (PPS), o funcionamento parcial é “frustrante”. “Eu acho que seria muito interessante que ele viesse funcionar na sua totalidade. É o que esperamos”, cobrou o parlamentar.

A comunidade aguarda a inauguração desse unidade hospitalar desde 2012. As obras foram iniciadas em 2010 e teriam que ter sido concluídas dois anos depois, mas a primeira construtora abandonou o projeto e uma sucessão de atrasos provocou o adiamento da abertura do hospital. Moradores do Barreiro que participaram da audiência pública na Câmara Municipal ficaram preocupados com o anúncio do funcionamento parcial depois da inauguração.

“Nós temos também no Barreiro uma Upa que fica congestionada. Seria para desafogar a Upa do Barreiro. E a gente está meio cabisbaixo. Nos estamos esperando ver realmente o que vai acontecer no Hospital do Barreiro. Se realmente vai atender a nossa expectativa”, contou Elias Lourenço de Souza, morador da região. Wander Pereira, outro morador, contou que visitou o hospital. “Excelente. Agora, se aquilo lá for ficar um elefante branco pra nós muita tristeza. Muito ruim”, falou.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que não foi comunicada oficialmente sobre a audiência pública. A secretaria informou ainda que aguarda publicação de portaria pelo Ministério da Saúde, que irá informar qual o valor a ser repassado por cada ente da federação ao hospital. O Ministério da Saúde ainda não se pronunciou sobre o assunto.

 

G1.COM.BR

Sindicato dos Médicos entra com ação contra salário parcelado no Rio de Janeiro

Governo do estado parcelou salário de quem ganha mais de R$ 2 mil.
‘Crise não pode ser jogada nas costas do servidor’, diz sindicalista.

Bandeira do estado do Rio de Janeiro

O Sindicato dos Médicos entrou na Justiça nesta quarta-feira (2) contra a decisão do governo do estado de parcelar o pagamento dos servidores, segundo o RJTV. A decisão do governo do estado de parcelar o pagamento de quem ganha mais de R$ 2 mil gerou protesto entre os sindicatos. São 53% dos servidores que estão nessa situação.

A primeira parcela, de R$ 2 mil, foi depositada nesta quarta, e a diferença será paga até a quarta-feira (9). O governo informou que o parcelamento não inclui os servidores do Detran, que tem receita própria, e as 13 entidades da administração indireta como o Detro e a Loterj.

“A crise não pode ser jogada nas costas do servidor público. Não temos nenhuma responsabilidade no que está acontecendo na área financeira do estado”, disse Jorge Darze, presidente do Sindicato dos Médicos.

O Sindicato dos Delegados da Polícia Civil também não aprovou o parcelamento.

“Algumas categorias receberam salários na sua integralidade, inclusive com adicionais, com proposta de abono de Natal, enquanto outras categorias são chamadas a suportar este peso”, disse Rafael Barcia, presidente do Sindepol.

Na Uerj, a ocupação dos estudantes já dura dois dias, e teve confusão na noite de terça-feira (1º). O protesto é contra o atraso no pagamento dos residentes do Hospital Pedro Ernesto e da bolsa de R$ 400 dos cotistas.

Com o atraso no salário dos funcionários terceirizados, muitos deixaram de trabalhar e o resultado foi falta de limpeza. Esse foi um dos motivos para a reitoria suspender as aulas. A Secretaria de estado de Fazenda fez pagamentos de R$ 8 milhões aos fornecedores da universidade na sexta-feira (27). Os funcionários receberam o salário atrasado de outubro, mas ainda não viram o de novembro.

A Associação de Empresas Prestadoras de Serviços do Rio de Janeiro teve uma reunião com o governo na tarde desta quarta. Não foi decidido prazo para o pagamento dos atrasados.

 

‘Lutando para pagar o 13º’
Na terça-feira (1º), o governador Luiz Fernando Pezão disse que estava “lutando para pagar” o 13º salário dos servidores estaduais e que a data prevista para o pagamento da segunda parcela é na quinta-feira (17), mas o pagamento ainda “não está garantido”. Segundo ele, a primeira parcela foi paga no meio de 2015.

“O Rio foi um dos poucos estados do Brasil que teve condição de pagar 50% do 13º. A data do pagamento da segunda parcela é no dia 17. Estou lutando muito para honrar o pagamento de novembro. Parcelamos e todo mundo vai receber até R$ 2 mil na quarta (2) e estou tentando antecipar ainda o do dia 9 para ver se a gente consegue pagar mais adiantado. É uma luta para o 13º e depois é uma luta para dezembro. Vai ser uma luta novamente”, disse o governador.

Pezão disse ainda que, assim como a crise no país, a falta de repasses das empresas tem atrapalhado a situação financeira do Rio de Janeiro.

“A gente fez uma bateria de pagamentos, estamos montando uma outra forma hoje que possa agilizar o pagamento de outros setores e vai ser uma luta diária daqui para frente para nós honrarmos os nossos compromissos. O estado passa por um momento muito difícil, assim como o país. A gente vive dos repasses, do recolhimento de impostos das empresas”, explicou.

O governador também afirmou que o estado começou com uma nova lei na segunda-feira (30) para facilitar os pagamentos e reafirmou a necessidade de que, se as empresas não recolherem seus impostos, o estado continuará passando por situações como essa.

“O governo federal também está suspendendo os seus repasses. Não recebi ainda uma parcela do Arco Metropolitano que nós entregamos em julho de 2014”, disse Pezão.

Ainda de acordo com o governador, o estado perdeu mais de R$ 12 bilhões somente em 2015.

“Este ano o estado perdeu mais de R$12 bilhões da sua receita. Nenhum estado do país aguenta uma perda dessas. Perdemos nos royalties de petróleo e na atividade econômica”, afirmou.

A crise financeira do estado já afeta 2.400 empresas terceirizadas e cerca de 20 mil pessoas estão sem receber os salários.

 

G1.COM.BR

Família é vítima de sequestro-relâmpago em Cotia, na Grande SP

Mulher e dois filhos ficaram em poder de assaltantes por 3h nesta quarta.
Três suspeitos foram detidos; outros três estão foragidos, segundo a GCM.

Bandeira do estado de São Paulo

Uma mulher e seus dois filhos adolescentes foram rendidos e feitos reféns durante um sequestro-relâmpago na região de Caucaia do Alto Cotia, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira (2), segundo a Guarda Civil Metropolitana (GCM). Eles foram liberados depois de três horas em poder dos sequestradores.

Segundo a GCM, os suspeitos, dirigindo um veículo roubado no dia anterior, bloquearam o carro das vítimas por volta das 11h e se dividiram: três ladrões entraram no carro da família e renderam os adolescentes. O restante dos ladrões permaneceu no veículo roubado e levou a mulher até um shopping center, onde fez compras até atingir o limite do cartão de crédito dela.

A vítima, ainda de acordo com a Guarda, sugeriu que eles fossem à empresa em que o marido trabalha e onde ele teria R$ 5 mil guardados. A mulher deveria entrar e pegar o dinheiro, enquanto três dos suspeitos a aguardavam do lado de fora. Os filhos continuavam com o resto da quadrilha, a cerca de 12 quilômetros da empresa.

A mulher conseguiu avisar o marido sobre o sequestro, e ele comunicou o crime à polícia. Às 13h40, a Guarda encontrou três dos suspeitos em um bar, próximo à empresa onde o marido da vítima trabalha. Em negociação, os agentes combinaram que os criminosos entrariam em contato com seus comparsas e pediriam a liberação dos adolescentes, o que aconteceu por volta das 14h15.

Dos três suspeitos detidos, dois eram maiores de idade e um era menor. Os outros três integrantes da quadrilha conseguiram fugir. Nenhuma arma foi apreendida e ninguém ficou ferido na ação. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Granja Viana, em Cotia.

 

G1.COM.BR

Adolescente de bicicleta morre ao ser atropelado por caminhão, em Rondônia

Garoto havia saído de casa para comprar um controle remoto, em Vilhena.
Jovem seguia de bicicleta pela Avenida Curitiba quando colidiu com veículo.

Bandeira do estado de Rondônia

Adolescente teria saído de casa para comprar controle da TV (Foto: Dennis Weber/ G1)

Adolescente teria saído de casa para comprar controle da TV (Foto: Dennis Weber/ G1)

Um adolescente de 14 anos morreu após ser atropelado por um caminhão na tarde desta quarta-feira (2), no bairro Jardim Primavera, em Vilhena (RO), no Cone Sul.  Segundo a Polícia Militar (PM), o garoto seguia de bicicleta pela Avenida Curitiba, quando próximo da Rua 1515 acabou colidindo com um caminhão-caçamba que seguia sentido Avenida Melvin Jhones.

Em estado de choque, a mãe do adolescente contou que o filho havia saído de casa para comprar um controle remoto da televisão. Enquanto pedalava pela avenida, por volta das 15h, o jovem foi atropelado pelo veículo e teve parte do corpo esmagado pelas rodas. A vítima morreu no local.

A PM e a perícia técnica estiveram no local para coletar dados. O corpo do jovem foi encaminhado para uma funerária. O motorista, de 56 anos, foi encaminhado para a Delegacia De Polícia Civil para prestar esclarecimentos sobre o acidente.

 

G1.COM.BR

Quadrilha com homem que usava tornozeleira eletrônica é presa no Ceará

Suspeito agia com dois homens em assaltos a residências de Fortaleza.
Grupo se passou por cliente para roubar casa que estava à venda.

Bandeira do estado do Ceará

Um homem recém-saído da cadeia e que utilizava tornozeleira eletrônica foi preso novamente nesta terça-feira (1º) suspeito de integrar uma quadrilha especializada em assaltos a residências da Grande Fortaleza. Segundo a polícia, o suspeito de 35 anos que já respondia por cinco roubos, lesão corporal, associação criminosa, porte ilegal de armas e adulteração de placas de veículos foi preso em flagrante com outros dois homens no Bairro Planalto Ayrton Sena.

Ainda de acordo com a polícia, o grupo é suspeito de assaltar residências nos bairros Canindezinho, Planalto Airton Sena e  em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. A última ação investigada ocorreu no último domingo (29), quando eles foram agiram em uma casa no Bairro Canindezinho que estava com anúncio em um site de vendas. A polícia informou que os suspeitos responderam ao anúncio se passando por interessados em comprar o imóvel e, ao chegarem no local, anunciaram o assalto e levaram vários objetos.

Os três homens foram encaminhados ao 12º Distrito Policial, no Bairro Conjunto Ceará, onde foram autuados por roubo, qualificado e associação criminosa. Com eles, foram apreendidos um carro roubado, os objetos levados no assalto à casa do Bairro Canindezinho e a tornozeleira eletrônica usada por um dos suspeitos.

G1.COM.BR

Tiroteio assusta moradores em Porto Nacional

Pelo menos duas pessoas foram baleadas, segundo testemunhas.
Polícia Militar confirmou o tiroteio, mas não deu detalhes sobre vítimas.

Bandeira do estado do Tocantins

Tiroteiro assusta moradores no centro de Porto Nacional no Tocantins (Foto: Reprodução/Whats App)

Tiroteio assusta moradores no centro de Porto Nacional no Tocantins

(Foto: Reprodução/Whats App)

Um tiroteio na tarde desta quarta-feira (2) assustou os moradores de Porto Nacional, a 52 km de Palmas. Segundo testemunhas, pelo menos dois homens foram baleados. Umas das vítimas teria sido morta no local e a outra levada ao hospital da cidade em estado grave. A Polícia Militar confirmou o tiroteio, mas não deu detalhes sobre as outras informações.

Uma das testemunhas, que preferiu não ter a identidade revelada, disse ao G1 que estava trabalhando no momento que ocorreu o tiroteio. “Eu estava na loja e me escondi quando ouvi os tiros. Saí do estabelecimento apenas quando a polícia chegou e vi que tinha um homem caído no chão”, explica.

A PM informou que uma equipe ainda está no local, atendendo a ocorrência. O G1 tentou, mas até a publicação desta reportagem não conseguiu falar com a assessoria de comunicação da Polícia Militar, para confirmar as informações sobre as vítimas.

 

G1.COM.BR