Adolescentes têm tentativa de fuga frustrada na Fasepa, em Ananindeua

Internos foram flagrados tentando fugir de unidade noite da última sexta, 27.
Ciepas fez revista no local, que custodia 37 adolescentes sentenciados.

Bandeira do estado do Pará

Adolescentes que cumprem medida socioeducativa na Unidade de Atendimento Socioeducativo (UASE), que pertence à Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), tiveram uma tentativa de fuga frustrada da noite da última sexta-feira (27), em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.

Segundo a Fasepa, os dois internos tentaram deixar o espaço, destinado a menores de 18 anos em conflito com a lei, mas a ação foi desmobilizada no início da noite pela equipe da Unidade, que solicitou reforço da Companhia Independente de Polícia Assistencial (Ciepas). Uma revista foi realizada nas dependências do espaço.

A UASE Ananindeua custodia atualmente 37 adolescentes, entre 16 e 17 anos, sentenciados pelo poder judiciário a cumprir medida socioeducativa de internação.

 

G1.COM.BR

Homem é morto a tiros em rua na Zona Sul de Manaus, diz polícia

Crime ocorreu durante a madrugada; vítima recebeu sete tiros pelo corpo.
Autor dos disparos fugiu sem ser identificado.

Bandeira do estado do Amazonas

Assassinato ocorreu na rua Boa Sorte, bairro Presidente Vargas  (Foto: Suelen Gonçalves/G1 AM)

Assassinato ocorreu na rua Boa Sorte, bairro Presidente Vargas (Foto: Suelen Gonçalves/G1 AM)

O autônomo Eglesom Evelyn da Silva, de 23 anos, foi morto a tiros na rua Boa Sorte, bairro Presidente Vargas (também conhecido como Matinha), na Zona Sul de Manaus. O crime ocorreu na madrugada deste sábado (28).

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi alvejada por sete tiros. Os disparos foram feitos  em via pública por volta das 2h. O autor do crime não foi identificado. Testemunhas relataram à polícia que o homem teria se aproximado a pé, feito os disparos e fugido.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o crime. A suspeita é que a morte tenha sido motivada por um possível acerto de contas.

Familiares da vítima disseram não saber se Eglesom teria algum envolvimento com drogas.

 

G1.COM.BR

Sistema de GPS em ônibus pode ser implantado a partir de 2016, diz CTMac

Monitoramento prevê reduzir atrasos e demora nos coletivos de Macapá.
Medida integra acordo com empresas feito após aumento do valor da tarifa.

Bandeira do estado do Amapá

Ônibus voltaram a circular normalmente em Macapá (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

Ônibus vão ser monitorados em tempo real em
toda a cidade (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

Os atrasos de ônibus em Macapá poderão ser reduzidos a partir de 2016, segundo previsão da Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac), que informou, nesta terça-feira (24), a finalização da implantação de aparelhos de GPS nos veículos que circulam na capital.

O mecanismo pretende apresentar em tempo real a localização do ônibus em circulação, conforme a companhia.

Para a diretora-presidente da CTMac, Cristina Baddini, a novidade vai permitir uma análise mais precisa de horários dos ônibus e duração dos itinerários.

A implantação dos equipamentos faz parte de um acordo judicial feito entre a companhia e as empresas que operam o serviço em Macapá.

O acordo aconteceu após o reajuste da tarifa do transporte urbano em 5 de setembro, que passou de R$ 2,10 para R$ 2,75. “No sistema de gerenciamento temos uma tela onde a CTMac vai poder ter condição de visualizar e saber onde estão [os ônibus]. Com esse controle operacional por GPS teremos condições de ligar para a empresa e ela atenderá o bairro”, reforçou Baddini, em entrevista à Rede Amazônica no Amapá.

A companhia adiantou também a previsão de inserção de corredores exclusivos de ônibus, que pretendem facilitar o acesso dos veículos, dos bairros até o Centro da capital. Segundo a diretora-presidente, pelo menos três corredores com trechos podem receber recursos para início das obras do Ministério das Cidades.

“Nesses corredores teremos ônibus grandes, com ar-condicionado, e teremos ônibus menores dentro dos bairros para que eles possam circular até a pessoa e que o veículo a deixe na linha principal [corredor] pagando só uma passagem“, acrescentou Baddini. 

Ainda para o próximo ano, a CTMac pretende aumentar a frota de transporte coletivo, que atualmente chega a 220 carros. A expansão vai atender prioritariamente bairros mais distantes do Centro, e que rotineiramente reclamam da demora e baixa disponibilidade de ônibus, como Cuba de Asfalto, Nova Esperança, Fortaleza, Goiabal e a comunidade do Curiaú.

 

G1.COM.BR

Banco alemão deve enviar 25 mi de euros ao Acre para proteção ambiental

REDD busca redução da emissão de gases poluentes e degradação.
REM I prevê repasse de 16 mi e REM II um total de 9 mi de euros ao Acre.

Bandeira do Acre

Rios serpenteiam as florestas no Acre (Foto: Reprodução/EPTV)

Banco alemão deve apoiar execução de REDD no
Acre (Foto: Reprodução/EPTV)

O Acre deve receber ao menos 25 milhões de euros, do banco alemão KFW Bankengrupp até o final do programa de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD).

O REDD é executado no estado há três anos através de medidas implantadas pelo REDD Early Movers (REM). Os resultados do trabalho serão apresentados no dia 7 de dezembro, durante a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (CQNUAC), em Paris, na França.

Segundo Magaly Medeiros, diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação dos Serviços Ambientais do Acre (IMC), a contribuição financeira ao programa foi realizada através de dois contratos, REM I de 2012 a 2016 e REM II de 2012 a 2015. Ambos preveem a redução de emissões oriundas do desmatamento e degradação florestal.

O primeiro contrato prevê a doação de um valor total de 16 milhões de euros referentes a redução de 4 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2). O segundo, no valor total de 9 milhões de euros, é para que o estado reduza em 2,47 milhões de toneladas de CO2. Juntos, os valores totalizam um repasse de mais de R$ 80 milhões.

Dados do Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), indicam que foram desmatados no Acre 308 km² em 2012 e 199 km² em 2013, o que corresponde a um redução de 188 km² e 297 km², respectivamente, quando se utiliza  como base a taxa média do desmatamento no período de 2001 a 2010 que é de 496 km².

Esses resultados representam uma redução de 8,5 milhões de toneladas de CO2 para o ano florestal 2011 a 2012 e de 13,4 milhões de CO2 para o ano florestal de 2012 a 2013.

Desmatamento anual do Acre segundo PRODES em 2012 e 2013 e redução de emissões calculadas com referencia a taxa média de desmatamento do período 2001 a 2010 (Foto: Divulgação/IMC)
Desmatamento anual do Acre segundo PRODES em 2012 e 2013 e redução de emissões calculadas com referencia a taxa média de desmatamento do período 2001 a 2010 (Foto: Divulgação/IMC)

Medeiros explica que a redução da emissão de gases poluentes é calculada através de uma equação usada pelo governo federal. “Esses valores são repassados após verificação dos resultados obtidos a cada ano e confirmação das reduções. Então, só recebemos por desempenho. Para isso, ao menos 70% dos recursos do primeiro contratos foram destinados aos provedores de serviços ambientais tornando-os beneficiários do programa” destaca.

REDD jurisdicional
As medidas devem ser implantadas através de REDD Early Movers (REM), executado pelo banco. Segundo Medeiros, a Alemanha reconhece não apenas as boas ações conquistadas com o REDD, mas devem apoiar o estado para que o programa continue a ser implementado de forma jurisdicional, ou seja, regulamentado por uma política de governo.

“Atuamos em todo o estado, desde as áreas desflorestadas que são 13% até as áreas de floresta que correspondem a 87%. O público alvo desse programa são os extrativistas, pequenos produtores familiares e indígenas. Além disso, também atuamos com produtores médios e de áreas particulares que desejam implementar uma produção mais sustentável”, explica.

Dessa forma, a Alemanha doa um valor estipulado ao estado para que sejam apresentados resultados positivos na redução do desmatamento. No Acre, a prática é regulamentada pelo Sistema de Incentivos a Pagamento por Serviços Ambientais do Estado do Acre (SISA) e o IMC.

“O apoio financeiro é dado para fortalecer as estratégias de redução. Fomos escolhidos porque em 2010 criamos em forma de lei um sistema de incentivo aos serviços ambientais, então o banco alemão está apoiando essa política de estado. O banco vai levar essa experiência do Acre para outros países, como a Colômbia, onde estão encerrando um projeto, e o Peru”, afirma.

 

G1.COM.BR

Conheça quem interpreta Zulmira em A Bonequinha da Mamãe

Nilton Bicudo caracterizado para a série do Canal Brasil

Nilton Bicudo caracterizado para a série do Canal Brasil

 

Eu sou é homem

Um dos personagens principais de “A Bonequinha da Mamãe”, Zulmira, a mãe da heroína do casal romântico, foi interpretado por Nilton Bicudo – isso mesmo, um homem. Se o Paulo Gustavo (“Minha mãe é uma peça”) pode…

Na história, Zulmira se suicida do topo de um hospital e essa cena foi feita com cuidado redobrado pela produção, afinal, o prédio em questão fica na beira da Marginal Pinheiros, em São Paulo, e os carros começaram a parar, acreditando que a cena de mentira fosse de verdade. Um pandemônio. E pra explicar que não?

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

MP do Distrito Federal acompanha apuração de incêndio em terreiro de candomblé

Caso foi denunciado ao Disque 100 por suspeita de intolerância religiosa.
Polícia Civil apura; em setembro, dois templos foram queimados no Entorno.

Bandeira do Distrito Federal (Brasil)

O Núcleo de Enfrentamento à Discriminação (NED) do Ministério Público do Distrito Federal abriu processo administrativo para acompanhar a apuração do incêndio que atingiu um terreiro de candomblé no Paranoá, em Brasília, na madrugada desta sexta-feira (27). Responsáveis pelo local dizem suspeitar de intolerância religiosa e de ação criminosa.

O terreiro é conhecido como templo Axé Oyá Bagan ou Casa da Mãe Baiana e fica em uma chácara no Núcleo Rural Córrego do Tamanduá, entre o Paranoá e o Lago Norte. O fato foi denunciado por meio do Disque 100, canal da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

O incêndio é investigado pela 6ª Delegacia de Polícia. Até a tarde de sexta, a apuração não tinha esclarecido se o fogo começou por acidente ou se foi provocado. Seis pessoas dormiam no local no momento, mas ninguém ficou ferido. O barracão ficou completamente destruído.

Quando, em outros países, se incendeiam igrejas cristãs e cristãos são degolados, entendemos que isso é inaceitável. Aqui no entorno os mesmos atos de intolerância religiosa são praticados contra templos de religião de matriz africana. Os recentes atentados terroristas na França possuem a mesma raiz de intolerância religiosa. Não podemos admitir que a intolerância vença a democracia”
Thiago Pierobom,
promotor de Justiça do DF

“Chamei os meninos que estavam dormindo e a gente foi pegar água nas caixas d’água para apagar, mas aí o fogo invadiu. Esse fogo foi de fora para dentro. É a intolerância religiosa, mais uma vez, dentro de Brasília e nós precisamos tomar uma providência imediatamente, não podemos deixar mais”, diz Adina Santos, a “Mãe Baiana” que administra o terreiro.

Segundo o MP, nenhum caso do tipo foi registrado no DF nos últimos três anos. Em setembro, dois templos de religiões de matriz africana foram incendiados em Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto, no Entorno.

“Quando, em outros países, se incendeiam igrejas cristãs e cristãos são degolados, entendemos que isso é inaceitável. Aqui no Entorno os mesmos atos de intolerância religiosa são praticados contra templos de religião de matriz africana. Os recentes atentados terroristas na França possuem a mesma raiz de intolerância religiosa. Não podemos admitir que a intolerância vença a democracia”, diz o coordenador do NED e promotor de Justiça Thiago Pierobom.

Incêndio em terreiro de Candomblé, em Brasília (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Incêndio em terreiro de Candomblé, em Brasília (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Denúncias sobre atos de intolerância religiosa, racismo, xenofobia e outros tipos de discriminação podem ser encaminhadas à ouvidoria do MPDF, pelos números 127 ou 0800-644-9500, ao Disque 100 ou ao Disque Racismo, no 156, opção 7.

 

G1.COM.BR

Após reparos, 2 trechos da Marginal Botafogo são liberados, em Goiânia

Terceiro ponto, onde asfalto cedeu após chuva, permanece interditado.
SMT estima que via seja completamente liberada no início da próxima semana.

Bandeira de Goiás

Dois dos três pontos que tinham sido interditados na Marginal Botafogo após uma forte chuva foram liberados nesta sexta-feira (27), em Goiânia. Um terceiro ponto, mais atingido, segue com tráfego de veículos apenas em meia pista. A previsão é que os trabalhos sejam finalizados em uma semana.

Os estragos foram causados na quinta-feira (26). Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra), os pontos localizados na ponte entre as Avenidas Anhanguera e Universitária e próximo a Avenida Independência estão desobstruídos. Este último, porém, pode ser fechado novamente no sábado (28) para novos reparos.

Já a parte da Rua 301, onde a pista cedeu, ainda há interdição, pois o asfalto ainda precisa ser refeito.

O secretário municipal de Trânsito, Andrey Azeredo, estipulou um prazo para o fim das obras. “No início da próxima semana a nossa expectativa é que todos os trabalhos necessários tenham sido feitos e a Marginal volte a transitar normalmente”, pondera.

Os motoristas também precisam redobrar a atenção ao trafegar nas proximidades do Parque Mutirama, pois uma árvore caiu no acostamento. A via está sinalizada, mas não chegou a ser interditada.

Chuva fecha aeroporto por 1h, alaga ruas e derruba árvores em Goiânia, goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Chuva fecha aeroporto por 1h, alaga ruas e derruba árvores  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Na quarta-feira (25), uma das pistas do trecho entre as avenidas Anhanguera e Universitária havia sido interditada para reparos. O tráfego foi liberado no dia seguinte. Apesar da obra recente, segundo a Seinfra, o local não sofreu danos.

Engenheiros da Seinfra analisam os danos. De acordo com o órgão, os reparos começam nesta manhã. Agentes da SMT controlam o tráfego nos pontos de interdição.

Chuva
O temporal que atingiu a capital na quinta-feira (26) provocou vários transtornos. Além da Marginal Botafogo, ruas e avenidas ficaram alagadas, deixando o trânsito parado.

O Aeroporto Santa Genoveva ficou fechado por uma hora. Árvores caíram e atingiram veículos. Apesar dos estragos, ninguém se feriu.

Asfalto desmoronou na Margina Botafogo próximo à ponte da Rua 301, em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
Asfalto desmoronou na Margina Botafogo próximo à ponte da Rua 301
(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
G1.COM.BR