Australian Competition and Consumer Commission approves American-Qantas expanded alliance in draft decision

American Airlines and Qantas have expanded their trans-Pacific alliance. (American)

The Australian Competition and Consumer Commission (ACCC) has issued a draft ruling giving American Airlines and Qantas’s proposed expanded alliance on trans-Pacific routes the green light for the next five years.

Although Qantas and American had an existing alliance that the ACCC approved in September 2011 for five years, the pair sought reauthorisation of a new agreement that included a revenue-sharing component to reflect American’s entry on trans-Pacific routes with its own metal and Qantas’s return to San Francisco.

ACCC Commissioner Jill Walker said the alliance was likely to benefit the travelling public through more flights and new destinations.

“The alliance is also likely to promote competition between other airlines that provide services on trans-Pacific routes,” Dr Walker said in a statement on Friday.

“The ACCC considers that the alliance is unlikely to result in any significant public detriment, largely because the ACCC accepts that American Airlines would be unlikely to introduce its own trans-Pacific services in the absence of its alliance with Qantas.”

In December, American will begin flights between Sydney and Los Angeles with Boeing 777-300ERs, while Qantas is relaunching services to San Francisco in the same month.

The US carrier is also adding Auckland to its network from June 2016 with Boeing 787s.

Under the alliance, Qantas and American would coordinate marketing and sales, freight, pricing, scheduling, distribution strategies including agency arrangements, yield and inventory management, frequent flyer programs, lounges, joint procurement, and product and service standards, the ACCC said.

The ACCC granted interim authorisation in July, which allowed Qantas and American to begin selling tickets for their proposed new flights.

The expanded alliance was approved by the New Zealand transport minister in October.

Qantas and American have also applied to the US Department of Transportation for approval of the expanded alliance.

Qantas said in a statement on Friday it welcomed the ACCC’s draft determination.

 

Australian Aviation

Concurso para procurador de Palmas tem salário inicial de R$ 15.520

São três vagas para posse imediata e 30 para cadastro reserva.
Publicação foi feita no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (25).

Bandeira do estado do Tocantins

A Prefeitura de Palmas lançou um concurso público para o cargo de Procurador do Município, com salário inicial de R$ 15.520. A publicação foi feita no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (25). De acordo com a Secretaria de Comunicação da cidade (Secom), são três vagas para posse imediata e 30 vagas para formação de cadastro reserva.

          Prfeitura de Palmas
                 Inscrições
   8 de dezembro a 12 de janeiro
                     Vagas
                         33
                 Salário Inicial
                   R$ 15.520
                       Taxa
                   R$ 250,00
                     Provas
     20 e 21 de fevereiro de 2016

Segundo a Secom, as inscrições poderão ser feitas a partir do 8 de dezembro e seguem até o 12 de janeiro de 2016. A inscrição tem valor R$ 250,00 e deverá ser realizada, exclusivamente,  pela internet, aqui.

Conforme a secretaria, o concurso será composto de prova objetiva e prova dircursiva, de caráter eliminatório e classificatório. Além da avaliação de títulos, com etapa classificatória. A prova objetiva será aplicada no dia 20 de fevereiro de 2016 e a prova discursiva, no dia 21. Ambas às 14 h.

Ainda segundo a Secom, o concurso será regido por edital, que será de responsabilidade da Secretaria Municipal de Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Humano. O certame será executado pela Comissão Permanente de Seleção da Fundação Universidade Federal do Tocantins (Copese/UFT).

 

G1.COM.BR

Carta da Funai ao Ibama libera obras de Tucuruí; governo de Roraima comemora

Ofício ao Ibama pede licenciamento ambiental para continuidade de obras.
Suely Campos (PP) disse em coletiva ter ficado surpresa com rapidez do ato.

Bandeira do estado de Roraima

Suely Campos (PP) comemorou a carta de anuência da Funai ao Ibama (Foto: Valéria Oliveira/ G1)

Suely Campos (PP) comemorou a carta de anuência da Funai ao Ibama

(Foto: Valéria Oliveira/G1 RR)

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (26), a governadora de Roraima, Suely Campos (PP), informou que a Fundação Nacional do Índio (Funai) enviou ofício ao Ibama para que o licenciamento ambiental seja concedido e se dê continuidade à construção do Linhão de Tucuruí, que trará energia do Amazonas ao estado.

De acordo com o documento, as especificidades dos provos indígenas devem ser obedecidas, tendo em vista que as obras passam pela Terra Indígena Waimiri-Atroari.

Para Suely, a carta de anuência da Funai ao Ibama só foi possível após audiência dela com Dilma Rousseff (PT), ocorrida na segunda-feira (23), em Brasília. Ela disse ainda que o governo federal tem conhecimento do problema energético desde agosto, quando a presidente esteve no estado.

“Por volta das 14h de hoje, recebi um telefonema da presidente Dilma me comunicando que teria sido protocolada no Ibama a carta de anuência da Funai. Desde agosto, eu e ela havíamos conversado a respeito da questão energética. Na segunda, durante a audiência, ela foi enfática ao dizer que iria resolver o impasse”, declarou Suely, acrescentando que ficou surpresa com a rapidez do ato.

Além da governadora, parlamentares do estado, entre eles vereadores, deputados, senadores e membros do Poder Judiciário estiveram na capital Federal e cobraram soluções para a instabilidade energética enfrentada em Roraima.

Suely disse ainda que o estado trabalha o fornecimento de energia em três pontos: a construção de mais uma termelétrica, que levaria em torno de seis meses; a fábrica de energia eólica, proposta por empresários coreanos; e a retomada das obras do Linhão de Tucuruí.

“Então, esse último foi um passo importante para reslver esse problema tão angustiante do nosso fornecimento de energia elétrica. Definitivamente, a decisão da presidente foi resultado da nossa audiência, de uma tratativa da governadora com a Presidência da República”, reforçou.

 

G1.COM.BR

Índice de consumo em Porto Velho cai pelo segundo mês consecutivo

Fecomércio diz que o nível de consumo deve se manter na época natalina.
Queda de consumo das famílias brasileiras permanece pelo décimo mês.

Bandeira do estado de Rondônia

Namorados fazem compras juntos em Ji-Paraná, RO (Foto: Mônica Santos/G1)

Intenção de compras dos portovelhenses caiu 9% em um mês, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo  (Foto: G1)

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Porto Velho caiu pelo segundo mês seguido, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. A queda foi de cinco pontos, baixando de 82,7 pontos para 77,8, segundo a pesquisa do Sistema Fecomércio Rondônia e a Confederação Nacional do Comércio (CNC). Comparado com o nível nacional, o índice está 1,8% acima da intenção de consumo nacional.

A pesquisa mede a intenção de consumo com variação de 0 a 200, sendo positiva somente a partir de 100, o que mostra que a intenção dos rondonienses está abaixo da média dos outros anos.

O índice de consumo atual é um dos mais baixos da história, marcando 53,2 pontos. Segundo o presidente da Fecomércio em Rondônia, Raniery Araújo Coelho, os números observados estão dentro das famílias que se sentem afetadas pela inflação e pela incerteza em relação as perspectivas de renda e de emprego.

Embora as contratações temporárias estejam reduzidas em 2015, o departamento econômico da Fecomércio acredita que o nível das vendas deve se manter, se houver queda, será mínima. Para os analistas econômicos da federação, as famílias acabam gastando mais do que planejam, o que deve manter os níveis atuais com uma singela alteração, podendo ser até mesmo positiva.

No Brasil, a intenção de consumo das famílias está em queda pelo décimo mês seguido, alcançando seu nível mais baixo dos últimos cinco anos, no mês de novembro, com 76,4 pontos, recuando 2,5% de um mês para o outro.

G1.COM.BR

Bandido usa disfarce para tentar assaltar lotérica em Belém

Criminoso armado usava roupa de técnico de concessionária de energia.
Imagens captadas nesta sexta, 27, por circuito de segurança serão analisadas.

Bandeira do estado do Pará

Uma casa lotérica localizada em um condomínio na travessa Lomas Valentinas, em Belém, foi alvo de uma tentativa de assalto na manhã desta sexta-feira (27). O criminoso que, segundo testemunhas, vestia um uniforme de uma concessionária de energia conseguiu fugir antes da chegada da polícia.

De acordo com o gerente do espaço, o homem aguardava do lado de fora, junto com outros clientes, pela abertura da lotérica. Por volta das 8h, quando levantava uma das portas do estabelecimento, o funcionário percebeu a movimentação estranha, quando foi surpreendido pelo homem armado. Rapidamente, o gerente tornou a baixar a porta da agência e foi impedido pelo criminoso, que chegou a largar a arma sobre a calçada, mas não conseguiu entrar no local.

Com a ação, houve tumulto e correria, porém, nenhum dos clientes ficou ferido. O bandido fugiu em um táxi sem conseguir concretizar o assalto.

Uma equipe de policiais da Delegacia do Marco está no local apurando as circunstâncias da tentativa de assalto e informou que irá solicitar as imagens registradas pelas câmeras do circuito de segurança da lotérica. Segundo o delegado que acompanha o caso, em uma análise preliminar do vídeo já foi possível identificar o suspeito como sendo integrante de um bando que vem praticando assaltos na área com as mesmas características.

 

G1.COM.BR

Operação Alcateia prende suspeitos de série de mortes em julho, no Amazonas

Chacina teve saldo de 36 mortes em fim de semana de julho, em Manaus.
Segundo o secretário de segurança, 15 prisões foram efetuadas nesta sexta.

Bandeira do estado do Amazonas

Polciais prenderam um homem no bairro Colônia Oliveira Machado  (Foto: Adneison Severiano/ G1 AM)

Policiais prenderam um homem no bairro Colônia Oliveira Machado

(Foto: Adneison Severiano/ G1 AM)

A Polícia Federal no Amazonas (PF-AM), a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) deflagraram, na manhã desta sexta-feira (27), a Operação “Alcateia”, para prender 15 suspeitos de participação na chacina que vitimou 36 pessoas no mês de julho, em Manaus.  Nas investigações, foram identificados 12 policiais militares suspeitos de envolvimento com a atividade de extermínio, além de 3 cidadãos civis associados ao grupo.

A ação ocorre em diversas zonas da cidade. Os suspeitos estão sendo levados para a sede da Superintendência da PF-AM. No local, os presos estão sendo interrogados e posteriormente serão conduzidos ao presídio militar da PM, onde ficarão à disposição do Tribunal do Júri.

A Operação Alcateia conta com 130 policiais, sendo 24 da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), 17 Oficiais da PM-AM e 21 Policiais Federais. As investigações são conduzidas por uma Força Tarefa coordenada pela SSP/AM, sob supervisão da Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública, com cooperação da Polícia Federal e do Ministério Público do Estado do Amazonas.

Ao G1, o secretário de segurança, Sérgio Fontes, explicou que a operação é uma ação conjunta entre a PF-AM e a SSP-AM. Fontes afirmou que entre os suspeitos presos estão policiais militares.” Não posso falar em números ainda porque a operação está em andamento, mas sei que foram 15 prisões, todas cumpridas”, disse o secretário.

Na manhã desta sexta, o G1 acompanhou diligências de agentes da PF e da corregedoria da SSP-AM na rua Afonso Quaresma, no bairro Colônia Oliveira Machado, na Zona Sul de Manaus. Os policiais levaram um homem preso e recolheram uma caixa de madeira. Agentes não quiseram passar informações sobre a prisão.

Investigação
As investigações da Alcateia são realizadas desde a série de homicídios ocorrida no período de 17 a 20 de julho na capital. Mais de 30 pessoas foram mortas em Manaus. A suspeita é de que as vítimas tenham sido assassinadas por suposto grupo de extermínio. No total, são investigados dez crimes de homicídio e 12 crimes de tentativa de homicídio, todos cometidos a partir do dia 17 de julho.

Os 15 mandados de prisão temporária devem ser cumpridos pelo prazo inicial de 30 dias, e 16 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo juiz Mário Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.

As prisões e as investigações da Operação Alcateia se juntam a parte do resultado da Operação La Muralla deflagrada há alguns dias pela PF. Na coletiva realizada no dia 20 de novembro, a Polícia Federal informou que dados obtidos durante as investigações da La Muralla permitem responsabilizar uma facção criminosa que age no estado por alguns dos homicídios cometidos na série de mortes ocorrida em julho.

O secretário de segurança, Sérgio Fontes, informou que até o fim da manhã desta sexta será divulgado o resultado das ações da Operação Alcateia.

 

G1.COM.BR

Homem morre ao encontrar com mulheres em praça, em Macapá

Vítima de 27 anos teria sido surpreendida por um homem, diz polícia.
Homem morreu no local; suspeitos não foram localizados.

Bandeira do estado do Amapá

Um homem identificado como Warderson dos Santos da Silveira, de 27 anos, foi morto por volta das 21h com tiros após se encontrar com duas mulheres no bairro Jardim Felicidade, Zona Norte de Macapá. De acordo com a Polícia Militar (PM), o a vítima teria recebido uma ligação de uma mulher marcando um encontro em uma praça do bairro.

Segundo relatos de testemunhas para os policiais, ao chegar no local combinado, Warderson teria se deparado com duas mulheres. Nesse momento, o suspeito que aguardava a vítima, foi em direção a ele e efetou dois disparos; um tiro atingiu o pescoço e o outro, o rosto de Warderson.

O suspeito estava sendo aguardado por outro homem em uma moto preta à 200 metros do local do crime, informou a PM. As duas mulheres, uma loira e outra morena, também entraram em um carro e fugiram.

A equipe de polícia realizou buscas na área, mas não conseguiu localizar os suspeitos. A ocorrência foi repassada à Polícia Civil. O corpo foi removido Polícia Técnico Científica (Politec).

 

G1.COM.BR

Sensação térmica chega a 42° C em Rio Branco e mais três cidades

Sipam diz que previsão é de céu nublado e chuva em todo o estado.
Temperaturas devem oscilar entre 23° C e 35° C.

Bandeira do Acre

Instabilidade deve permanecer durante esta terça-feira (14) (Foto: Reprodução/TV Acre)

Tempo deve ser abafado, mas há previsão de chuva
nesta sexta-feira (27) (Foto: Reprodução/TV Acre)

O tempo deve ficar abafado e com muito calor em todo o Acre, nesta sexta-feira (27). De acordo com a Divisão de Meteorologia e Climatologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), o céu deve ficar nublado com pancadas de chuva e trovoadas, que deverão ocorrer no período da tarde e noite.

Em Acrelândia e Rio Branco  a temperatura mínima deve chegar a 24° C e a máxima a 35° C; em Brasileia, Tarauacá e Sena Madureira a variação deve ser entre 23° C e 35° C; por fim em Cruzeiro do Sul termômetros oscilam entre 23° C e 34°.

G1.COM.BR

Servidores da CEB anunciam fim da greve após 19 dias de paralisação

Empresa ofereceu aumento salarial de R$ 350; categoria pedia R$ 811.
De acordo com sindicato, serviços vão ser retomados a partir das 14h.

Bandeira do Distrito Federal (Brasil)

Servidores da CEB decidiram em assembleia realizada nesta sexta-feira (27) encerrar a greve in iniciada no dia 9 de novembro. De acordo com o Sindicato dos Urbanitários no DF, os trabalhos deverão ser retomados a partir de 14h.

A categoria encerrou a paralisação com o aumento salarial de R$ 350, oferecido pela companhia. Os trabalhadores cruzaram os braços reivindicando maior índice no reajuste salarial, aumento do piso da categoria – atualmente de R$ 811,72 –, pagamento de auxílio transporte e auxílio creche e fornecimento de indenização no caso de morte ou invalidez permanente.

O diretor do sindicato Edmilson Silva, diz que a CEB apresentou propostas favoráveis para a categoria. “Vamos receber o reajuste salarial de R$ 350 a partir de janeiro. Também receberemos plano de resultados, que é uma reparação econômica e financeira. Em novembro de 2016, a categoria se reúne novamente para discutir novas metas e melhorias”, diz.

A greve de 19 dias na Ceb prejudicou diversos moradores do Distrito Federal. Só nesta quinta-feira (26) havia mais de 3 mil chamados por serviços, informou a companhia.

 

G1.COM.BR

Marginal Botafogo tem três pontos de interdição após chuva, em Goiânia

Nos locais danificados, tráfego flui em uma pista até realização de reparos.
Local mais crítico é próximo à ponte da Rua 301, onde asfalto desmoronou.

Bandeira de Goiás

A Marginal Botafogo, em Goiânia, está com três pontos de interdição no sentido do Setor Leste Vila Nova ao Setor Pedro Ludovico, nesta sexta-feira (27). As áreas ficaram danificadas após a chuva que atingiu a capital na noite anterior. O tráfego nesses locais flui em apenas uma pista.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra) informou que um dos pontos de bloqueio é nas proximidades da Avenida Independência, onde o asfalto foi arrancado. No local, o bueiro não suportou o volume de água e transbordou, invadindo a pista .

Outro ponto em que há bloqueio é próximo à ponte da Rua 301, onde parte da pista cedeu, segundo o secretário Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Andrey Azeredo. “O gabião, que é uma estrutura metálica com pedras que faz a sustentação e escora do barranco, com o volume da água e a força, ele foi levado. Em razão disso, houve desmoronamento”, explicou.

O terceiro local que apresentou problema é próximo à ponte da Avenida Anhanguera. De acordo com o secretário, rachaduras apareceram na pista.

Os motoristas também precisam redobrar a atenção ao trafegar nas proximidades do Parque Mutirama, pois uma árvore caiu no acostamento. A via está sinalizada, mas não chegou a ser interditada.

Chuva fecha aeroporto por 1h, alaga ruas e derruba árvores em Goiânia, goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Chuva alaga parte da Marginal Botafogo em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Na quarta-feira (25), uma das pistas do trecho entre as avenidas Anhanguera e Universitária havia sido interditada para reparos. O tráfego foi liberado no dia seguinte. Apesar da obra recente, segundo a Seinfra, o local não sofreu danos.

Engenheiros da Seinfra analisam os danos. De acordo com o órgão, os reparos começam nesta manhã. Agentes da SMT controlam o tráfego nos pontos de interdição.

Chuva
O temporal que atingiu a capital na quinta-feira (26) provocou vários transtornos. Além da Marginal Botafogo, ruas e avenidas ficaram alagadas, deixando o trânsito parado.

O Aeroporto Santa Genoveva ficou fechado por uma hora. Árvores caíram e atingiram veículos. Apesar dos estragos, ninguém se feriu.

Asfalto desmoronou na Margina Botafogo próximo à ponte da Rua 301, em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
Asfalto desmoronou na Marginal Botafogo próximo à ponte da Rua 301
(Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
G1.COM.BR