PIB do Amapá teve o segundo maior crescimento do país entre 2010 e 2013

Valores dos PIBs foram divulgados pelo IBGE; o do Amapá é R$ 12 bi.
Em 2013, Produto Interno Bruto amapaense teve variação de 3,2%.

Bandeira do estado do Amapá

Porto de Santana movimentou 962.607 toneladas de cargas em 2013 (Foto: Aline Medeiros/CDSA)

PIB do Amapá cresceu 18% em três anos, diz IBGE
(Foto: Aline Medeiros/CDSA)

Com crescimento acumulado de 18,3% entre 2010 e 2013, o Amapá foi o segundo estado com o maior registro de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no referido período. A soma das riquezas produzidas amapaenses perdeu apenas para Mato Grosso do Sul, com 21,9%. A pesquisa é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Norte, o Amapá obteve a terceira melhor variação no PIB de 2013, com crescimento de 3,2%. O percentual foi menor apenas comparado a Roraima (5,9%) e Amazonas(4,4%), no mesmo ano.

O crescimento na soma das riquezas amapaenses fez o PIB do estado somar R$ 12,762 bilhões em 2013, permanecendo com participação de apenas 0,2% em relação ao Produto Interno Bruto do Brasil. A cifra, no entanto, ficou à frente de Roraima (R$ 9,03 bilhões) e Acre (R$ 11,44 bilhões).

O IBGE também divulgou a renda per capita da população dos estados. O Amapá registrou uma renda de R$ 17.363,82. O valor é o quarto melhor da região Norte. À frente, estão Amazonas (R$ 21.873), Roraima (R$ 18.495) e Rondônia (R$ 17.990).

A renda per capita do amapaense também é maior que a média da região Norte, de R$ 17.213. Mas está abaixo da média brasileira, que alcançou R$ 26.445, em 2013.

 

G1.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.