Bebida e armas são apreendidas em comunidade indígena no Amazonas, diz Polícia Federal

Quelônios também foram encontrados na Comunidade do Feijoal.
Dois homens foram presos; operação visa combater venda de bebidas

Bandeira do estado do Amazonas

A “Operação Karot I”, no último fim de semana, resultou na prisão de um homem e apreensão de armas, bebida e quelônios. A ação foi realizada para combater a comercialização de bebidas alcoólicas em aldeias indígenas, em Tabatinga a 1.108 km de Manaus. As informações foram divulgadas pela Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (10).

De acordo com a PF, as investigações iniciaram após denúncias de lideranças indígenas locais e fazem parte das ações de combate à criminalidade implementadas com a Base Anzol. A ação policial contou com a cooperação das Polícias Civil e Militar.

Ao todo, seis mandados de busca e apreensão foram realizados na Comunidade Indígena do Feijoal. Durante a ação, a polícia encontrou cervejas, nove tracajás, duas espingardas e seis munições.

Ainda segundo a PF, as ações policiais devem ser realizadas em outras comunidades indígenas da região do Alto Solimões.

De acordo com o delegado Leon Emerich, dois suspeitos foram detidos no sábado (7). Um deles foi liberado após pagar fiança. Ele deverá responde por posse ilegal de arma de fogo. Já outro homem – suspeito de crime contra a fauna e receptação em concurso formal – foi preso e encaminhado para o Presídio de Tabatinga, onde ficará à disposição da Justiça.

 

G1.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.