Após 9 meses, aparelho de radioterapia volta a funcionar no Acre

Máquina foi consertada nesta segunda-feira (9), segundo Sesacre.
Hospital está fazendo novo planejamento para atendimentos.

Bandeira do Acre

Aparelho de radioterapia (Foto: Aline Nascimento/G1)

Único aparelho de radioterapia voltou a funcionar após 9 meses quebrado

(Foto: Aline Nascimento/G1)

Após nove meses quebrado, o único aparelho de radioterapia do Acre foi consertado e voltou a operar nesta segunda-feira (9), segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre).

De acordo com o responsável pelo serviço de radioterapia do Hospital do Câncer, Miguel Miguel Guizzardi, o primeiro atendimento após o conserto da máquina foi ainda na segunda-feira (9).

“Os atendimentos foram normalizados. Os pacientes que entrarem agora terão atendimento normal. O primeiro paciente foi uma emergência ainda ontem [segunda,10]. Durante esse período, ninguém ficou sem atendimento, mas com certeza o tratamento em casa é bem mais cômodo para o paciente”, destaca.

De acordo com a Sesacre, os pacientes que foram encaminhados para a cidade de Porto Velho (RO), para fazer Tratamento Fora de Domicílio (TFD), no período em que o aparelho de radioterapia estava sem operar, devem voltar a ser atendidos no estado.

Guizzardi informou ainda que cerca de 212 pacientes foram encaminhados para fora do estado e uma média de 18 pacientes estavam no aguardo para fazer o tratamento. “Vamos colocar 4 pessoas por turno para começar o planejamento de atendimentos.

Há um ano, a dona de casa Francisca Silva, de 54 anos, iniciou o tratamento para o câncer de mama. Mesmo tendo a assistência necessária para o tratamento em PVH, ela comemora a volta do aparelho.

“Eu fui para PVH, mas não gostei, porque as comidas eram diferentes e eu não estava na minha casa. Eu gosto de estar em casa ou no meu hospital. Me cansei muito, porque voltei de ônibus. Passei um mês longe de casa”, contou.

Entenda o caso
O único aparelho radioterapia do Acre estava sem funcionar desde janeiro de 2015. Em matéria do G1, publicada em 28 de outubro, o secretário de saúde Armando Melo informou que a demora no conserto da máquina ocorreu porque o aparelho pertence a uma empresa de origem argentina e o que dificultou o transporte das peças até o estado brasileiro. Ainda de acordo com ele, o aparelho já possui sete anos em operação.

O secretário informou ainda, que uma empresa acreana chegou a ser habilitada para realizar as manutenções, porém, algumas peças do equipamento não estavam disponíveis aos empresários acreanos, sendo necessário o auxílio da empresa argentina.

O Hospital do Câncer recebe em média 650 novos casos da doença por ano, de acordo com a direção. Os pacientes têm à disposição os serviços de oncologia clínica, pediátrica, radioterapia, hematologia, ginecologia, mastologia, urologia e geneticista. Além de cirurgia torácica de cabeça e pescoço, proctologia e cuidados paliativos.

Francisca Silva (esq.) faz radioterapia contra cancêr de mama (Foto: Aline Nascimento/G1)
Francisca Silva (esq.) faz radioterapia contra cancêr de mama (Foto: Aline Nascimento/G1)
G1.COM.BR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.