Pesquisadores de Pernambuco criam fórmula para tratar cárie sem uso da broca

Professor da UFPE coordena pesquisa com nanopartículas de prata.
Custo de aplicação da fórmula para tratamento de cárie não passaria de R$ 1.

Bandeira do estado de Pernambuco

Pesquisador de Pernambuco cria fórmula para combater cárie sem broca de dentista (Foto: Thays Estaquer)

Um pesquisa desenvolvida pelo Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene) pretende aposentar a temida broca usada pelos dentistas no tratamento de cárie. Coordenada pelo professor do departamento de Química da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), André Galembeck, a inovação traz uma fórmula composta de nanopartículas de prata que tem ação bactericida. O custo da aplicação não passaria de R$ 1.

Galembeck explica que já existe um produto que é comercializado no Japão e em outros países, porém, por ter maior concentração de prata, deixa os dentes totalmente pretos. “O nosso produto tem uma coloração amarelada, mas volta a ficar branco em 48h e o composto continua agindo por 12 meses”.

A quantidade de prata no composto é 600 vezes menor do que esse já comercializado. Por isso, o impacto é bem menos abrasivo do que o existente. “Se você consegue um efeito clínico usando uma dose menor do que o princípio ativo, isso vai ser sempre melhor. Qualquer que seja a droga, é um corpo estranho no organismo”, explica.

O coordenador ainda credita esse resultado ao fato de serem nanopartículas. “O que já existe no mercado é uma molecula com 30% de prata na concentração. Isso é muito alto. O nosso possui algumas partes por milhão”, exemplifica.

Fórmula penetra os túbulos dentários, vistos na foto, e libera as nanopartículas aos poucos (Foto: Francisco Rangel / Divulgação)
Fórmula penetra os túbulos dentários (foto) e
libera as nanopartículas aos poucos
(Foto: Francisco Rangel / Divulgação)

Funcionamento
A aplicação não leva mais de cinco munitos, segundo o coordenador. “É só a criança por a cabecinha para trás. O dentista molha uma espécie de pincel que tem uma esponja na ponta e aplica o composto como se estivesse pincelando. É rápido e não dói”, garante.

A fórmula penetra os túbulos dentários e libera as nanopartículas aos poucos. “Em cáries não muito profundas conseguimos tratar e resolver sem necessidade de ir lá e debastar [limpar] o material morto. Sem agressão a boca e sem trauma para a criança”, completa o coordenador.

Com cinco anos de densenvolvimento, o produto teve eficácia em 85% dos casos de cárie. Ao todo, foram analisadas 5,5 mil crianças entre 5 e 7 anos de idade no estado. Do total, 2,2 mil tinham alguma lesão  nos dentes. Mesmo sendo aplicado a fórmula em todas elas, apenas foram coletadas informações de 130 crianças .

“Quando fazemos a parte cientifica temos que cumprir uma série de requisitos, que se a criançar não cumprir é descartada da pesquisa na hora. Então sabemos que tudo funcionou numa proporção muito maior do que a que entrou na conclusão”, menciona Galembeck.

 

Nanopartículas de prata deixam dente amarelado no início, mas depois eles voltam a ficar brancos (Foto: Divulgação / Cetene)

Nanopartículas de prata deixam dente amarelado
no início, mas depois eles voltam a ficar brancos
(Foto: Divulgação / Cetene)

 

Baixo custo
Por ser um produto de baixo custo e que não precisa de uma grande estrutura clínica para aplicá-lo, a intensão do projeto teve início com a intenção humanitária de universializar o acesso ao tratamento dentário para a população carente. “Segundo uma pesquisa divulgada pelo IBGE, em 2011, nós temos 17 milhões de crianças com menos de 12 anos que nunca tiveram acesso a esse tratamento. Fizemos um trabalho em uma escola pública de Gravatá [no interior do estado] na sala de aula mesmo, nas próprias cadeiras. Isso é incrível”, informa Galembeck.

Com uma equipe formada por oito pessoas, o projeto contou com a colaboração da  Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a Faculdade de Odontologia da Universidade de Pernambuco, além do apoio de uma pesquisadora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Hilzeth Pessoa. “Ela ajudou nos primeiro ensaios de microbiologia porque antes de se testar nas crianças nós testamos em laboratório”.

Agora, a equipe está trabalhando em duas frentes. No desenvolvimento de um produto para o mercado que previne a cárie e na droga de combate. “Temos resultados que mostram a mesma fórmula impedindo a formação de placa bacteriana, que é onde começa o processo de cáries”. A proxima meta dos pesquisadores é iniciar os estudos para incorporar o que foi descoberto no projeto em pastas de dentes e enxaguantes bucais. O que deve acontecer já no começo de 2016.

O proximo passo para a equipe é tornar todas essas descobertas disponíveis no mercado. “Já recebi algumas ofertas. A gente conseguiu o primeiro gol, mas se não conseguir lá no final universializar o acesso para as crianças carentes ao tratamento dentário eu não resolvi o problema. Esse é o caminho que vamos continuar andando”, espera Galembeck.

 

G1.COM.BR

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba divulga novos editais de seleção para professores do Pronatec

São ofertadas 67 vagas em quatro campi.
Algumas inscrições começam nesta quinta-feira.

Bandeira do estado da Paraíba

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) divulgou novos editais de seleção para professores do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) com 67 vagas para quatro campi. As inscrições já estão abertas e são presenciais, com a entrega da documentação exigida no respectivo campus. Confira os editais.

Os cursos são de Formação Inicial e Continuada (FIC), voltados à qualificação profissional. Há oportunidades para professores de várias formações. Entre elas, química, música, segurança do trabalho, serviço social, psicologia, letras, administração, artes, direito, informática, matemática, moda, comunicação social, turismo, engenharia, libras, ciências contábeis, enfermagem, educação física, biologia, economia, design gráfico.

A hora-aula é no valor de R$ 50. A seleção é por análise curricular e mesmo quem já fez seleção anteriormente deve ficar atento às mudanças no edital, principalmente nos critérios de pontuação. O candidato pode ser convocado a fazer uma prova de desempenho didático-pedagógico.

De 5 a 11 de novembro, serão realizadas inscrições para professores que vão atuar no Campus João Pessoa, nas Unidades de Ensino voltadas ao Pronatec Sistema Prisional e no Campus Itaporanga. Para os campi Campina Grande e Avançado de Areia, as inscrições começam no dia 9 e vão até 13 de novembro.

 

G1.COM.BR

Voos com destino a Recife e Teresina começam a operar em São Luís

Rotas terão seis voos semanais para Recife e dois para Teresina.
Voos completam lista de novas frequências maranhenses em 2015.

Bandeira do estado do Maranhão

Duas rotas aéreas semanais com origem em São Luís (MA) começaram a operar, nesta quinta-feira (5), no Aeroporto Marechal Cunha Machada, na capital. A primeira oferece seis voos por semana com destino a Recife (PE), pela Azul Linhas Aéreas, enquanto a segunda disponibiliza dois voos semanais para Teresina (PI), pela Gol Linhas Aéreas. A informação foi divulgada pela Secretaria Estadual de Turismo.

De acordo com a secretaria, os voos completam uma lista de seis novas frequências maranhenses negociadas em 2015, que terão como foco destinos turísticos como São Luís, Lençóis Maranhenses, Deltas das Américas e Chapada das Mesas.

“Após estudos técnicos e rodadas de diálogo, o governo passou a atuar com carga tributária de 17% para empresas que operarem em um aeroporto maranhense, de 12% para operações em dois aeroportos e 7% para três ou mais aeroportos ou promoção de voos internacionais a partir do Maranhão. A alíquota praticada anteriormente era de 25% para todas as empresas”, explicou a secretária Delma Andrade.

Andrade acredita que os novos trechos são estratégicos por fazerem ligação direta do Maranhão com importantes portões de entrada de turistas estrangeiros no Nordeste. “Aproximará o estado de outros estados da região, pois, atualmente, não há conectividade direta como Bahia e Alagoas”, observa.

 

G1.COM.BR

Barraca de praia é autuada no Ceará por expulsar cliente que comprou de ambulante

Barraca pode ser condenada a pagar multa de até R$ 10,1 milhões.
Procon constatou ‘abuso e uma infração gravíssima’ em empresa.

Bandeira do estado do Ceará

Jornalista havia denunciado barraca de praia por meio de rede social (Foto: Facebook/Reprodução)

Jornalista havia denunciado barraca de praia por meio de rede social (Foto: Facebook/Reprodução)

A Barraca Saturno Beach, na Praia do Futuro, em Fortaleza, poderá pagar multa de até R$ 10,1 milhões por ter impedido que uma cliente consumisse produtos ofertados por um ambulante e “por exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva”. O Procon Fortaleza autuou a barraca por prática abusiva nesta quinta-feira (5).

De acordo com reclamações de consumidores, além da proibição de adquirir produtos que não fossem da barraca, o proprietário exigia o pagamento de R$ 10 pela utilização da cadeira de sol e de R$ 5 pelo guarda-volumes. O Procon constatou as irregularidades e abusos contra o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

O G1 tentou falar com o dono da barraca Saturnino Beach, mas ele não se encontrava no estabelecimento comercial. A funcionária que atendeu a ligação do G1 afirmou que os funcionários do local não estão autorizados a comentar sobre o assunto.

O caso ocorreu no dia 2 de novembro. A consumidora, a jornalista Beatriz Jucá, relatou o caso em uma rede social.  “Viemos para a Praia do Futuro, e o dono da Barraca Saturno Beach acaba de nos expulsar porque optamos por comprar três águas de coco de um ambulante para acompanhar a batata frita que pedimos na barraca. Gostaria de saber porque um empresário que coloca um estabelecimento em um terreno da União, na faixa de praia (a qual todos devemos ter acesso) tem mais direito de comercializar que um ambulante. E mais: que direito tem ele de nos expulsar de um local público, do qual ele se apropriou indevidamente?”, disse.

Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, o consumidor não pode sofrer constrangimento ao ponto de ser obrigado a adquirir algo. “É um abuso e uma infração gravíssima exigir do consumidor a exclusividade na compra de produtos ou alimentos. O Código de Defesa do Consumidor garante a livre escolha e a barraca não poderia cobrar de forma diferenciada por um serviço que já é oferecido”, comentou.

Segundo a representante do Procon, o consumidor tem o direito de complementar o consumo com alimentos e produtos de vendedores ambulantes. O estabelecimento também não pode impor valor mínimo de consumação.

Infrações
De acordo com o Procon, a barraca infringiu o artigo 6, inciso II, do CDC, quando a lei garante ao consumidor “a educação e divulgação sobre o consumo adequado dos produtos e serviços, asseguradas a liberdade de escolha e a igualdade nas contratações”. E ainda o inciso III, do mesmo artigo, “a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, tributos incidentes e preço, bem como sobre os riscos que apresentem”. Também houve infração ao 39 do CDC ao exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva.

Denúncia
Para denunciar abusos, o consumidor pode enviar fotos, vídeos e áudios pelo aplicativo Procon Fortaleza ou ainda registrar uma reclamação pela internet. Mais informações pela Central de Atendimento ao Consumidor, 151.

 

G1.COM.BR

Armamento de uso restrito das Forças Armadas é apreendido na Bahia

Quatro fuzis e submetralhadora estavam em casa de Santo Estevão.
Uma pessoa foi presa em flagrante durante a operação policial.

Bandeira do estado da Bahia

Armamento de uso exclusivo das Forças Armadas foram apreendidas na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Quatro fuzis, sendo dois AK-47, um Fal 7.62 e outro de calibre 5.56, além de uma submetralhadora 9 mm com silenciador e farta munição foram apreendidos por equipes da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira de Santana) e da Delegacia Territorial (DT) de Santo Estevão, na quarta-feira (4).

As armas estavam em um imóvel ocupado por Miguel Vicente de Assis Oliveira, conhecido como “Topete”, de 46 anos,  na localidade de Altamira, zona rural de Santo Estevão, que fica a cerca de 155 quilômetros de Salvador.

O cooordenador da 1ª Coorpin/Feira, delegado João Uzzum, informou que ele é suspeito de integrar uma quadrilha de assaltantes de bancos e que as armas seriam utilizadas em ações do bando.

“Nós já temos informações suficientes que indicam que ele faz pare de uma quadrilha de roubo a bancos e de estouro de caixas eletrônicos. Esse armamento foi utilizado em uma assalto na cidade de Ponto Novo, na região de Senhor do Bonfim, e vários dos integrantes daquela quadrilha moram na cidade de Santo Estevão. As investigações agora são no sentido de identificar e prender todos eles”, diz o delegado.

Uzzum ainda destacou que Miguel tem antecedentes criminais por tráfico de drogas e foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de uso restrito. Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Feira de Santana. O material apreendido será periciado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

 

G1.COM.BR

Consolidados Grande SP 04/11/2015

AUDIÊNCIAS DE 4/11/2015

Pela primeira vez na história, Jornal Nacional perde três dias seguidos para novela

William Bonner no Jornal Nacional de ontem (4): noticioso sofreu terceira derrota seguida -

William Bonner no Jornal Nacional de ontem (4): noticioso sofreu terceira derrota seguida

REDAÇÃO – Publicado em 05/11/2015, às 13h24

Em um feito inédito, o Jornal Nacional perdeu ontem (4) pelo terceiro dia consecutivo para os Dez Mandamentos. O principal telejornal da televisão brasileira, tradicional desde os anos 1970, já havia sido derrotado pela novela bíblica, mas nunca três dias seguidos. O informativo de William Bonner marcou 22,8 pontos, contra 24,1 da Record no horário. A novela fechou com 24,6 de média na Grande SP

Média do dia (6h/5h59): 11,9
Hora 1 4,5
Bom Dia São Paulo 7,6
Bom Dia Brasil 9,0
Mais Você 7,4
Bem Estar 6,0
Encontro 7,4
SP TV 1ª Edição 12,2
Globo Esporte 10,8
Jornal Hoje 11,9
Vídeo Show 9,9
Sessão da Tarde 10,6
Caminho das Índias 14,5
Malhação 15,0
Além do Tempo 20,5
SP TV 2ª Edição 23,4
I Love Paraisópolis 25,9
Jornal Nacional 22,8
A Regra do Jogo 28,0
Cinema Especial – Minha Mãe É uma Peça 21,8
Jornal da Globo 10,6
Programa do Jô 6,4
Stalker – Obsessão 5,6
Corujão do Esporte 3,4
Corujão 2,9
Média do dia (6h/5h59): 5,6
Jornal do SBT Manhã 3,0
Carrossel Animado 2,8
Mundo Disney  4,3
Bom Dia e Cia.  6,8
Maria do Bairro 6,1
Casos de Família  5,9
Pérola Negra 6,5
Teresa 6,7
A Dona  7,0
Chaves  7,2
SBT Brasil  6,7
Cúmplices de um Resgate  11,2
Carrossel  11,3
Roda a Roda 7,7
Programa do Ratinho  6,0
The Noite  5,8
Jornal do SBT   3,0
Okay Pessoal  2,5
Média do dia (6h/5h59): 7,4
Balanço Geral Manhã 3,6
SP no Ar 6,7
Fala Brasil  7,1
Hoje em Dia 6,0
Balanço Geral SP  8,7
Prova de Amor 6,8
Chamas da Vida 4,6
Dona Xepa 4,2
Cidade Alerta 10,4
Os Dez Mandamentos 24,6
Jornal da Record 13,6
Batalha dos Confeiteiros Brasil 11,3
A Fazenda 8 9,6
Câmera Record 5,6
Igreja Universal do Reino de Deus 1,1
Média do dia (6h/5h59): 3,0
Band News 0,7
Café com Jornal 1,3
Dia Dia  0,7
Os Simpsons  0,8
Jogo Aberto 3,4
Os Donos da Bola 2,9
Os Simpsons 2,2
Brasil Urgente 5,0
Liga dos Campeões da Europa – Barcelona x Bate Borisov 8,5
Jornal da Band 5,2
Fatmagül 2,5
Polícia 24 Horas – Melhores Momentos 1,3
Sessão Especial – True Lies 4,9
Jornal da Noite 2,0
O Melhor da Liga 1,3
Média do dia (6h/5h59): 0,7
Te Peguei  0,6
Melhor pra Você 0,6
A Tarde É Sua 2,2
Você na TV 1,5
TV Fama 1,6
TV Fama (2ª edição) 0,7
RedeTV! News 1,1
Superpop 1,0
Leitura Dinâmica 0,6
Amaury Jr.  0,5

Órgãos públicos e empresas definem regras para réveillon 2016 em Maceió

Normas de segurança, higiene e limpeza foram acordadas em um Termo de Ajustamento de Conduta.
No caso de descumprimento, serão aplicadas multas de R$ 10 e R$ 40 mil.

Bandeira do estado de Alagoas

Foram definidas normas de segurança, higiene, limpeza e fluidez do trânsito (Foto: Ascom/MP)

Foram definidas normas de segurança, higiene,
limpeza e fluidez do trânsito (Foto: Ascom/MP)

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL), órgãos públicos e representantes de festas privadas da capital firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para definir as regras dos festejos de réveillon 2016 em Maceió. Foram definidas normas de segurança, higiene, limpeza e fluidez do trânsito.

Para firmar o TAC, o promotor de Justiça Max Martins considerou a violência e a falta de segurança que afeta o público frequentador de espetáculos e locais de diversões em Maceió.

“Cabe ao poder público e aos demais órgãos envolvidos zelar pelo bem-estar dos cidadãos, bem como assegurar a ordem nos divertimentos, tendo em vista o interesse social da comunidade”, disse.

Segundo o TAC, qualquer descumprimento das obrigações assumidas, será aplicada multa de R$ 10 mil. Ficou estipulado ainda a aplicação de multa no valor de R$ 40 mil para qualquer empresa de réveillon privado que descumprir o termo de ajustamento ou realizar o evento sem a autorização dos órgão competentes.

O Termo foi assinado pela Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL), Academia Brasileira de Bombeiro Civil, Polícia Militar do Estado de Alagoas (PM/AL), Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCC), Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública (Sima), Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (SLUM).

Também assinam o TAC as empresas realizadores dos festejos de réveillon Celebration, Paradise e Allure, além da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) e a Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania.

Além de observar o que foi definido no TAC, os organizadores dos festejos de réveillon deverão contratar bombeiros civis de acordo com a legislação em vigor; adotar as providências necessárias para coibir o acesso de pessoas portando armas de fogo no interior dos eventos; contratar empresa de segurança devidamente registrada; e providenciar a instalação de sistema de monitoramento por câmeras no interior, e se possível, no entorno do evento.

Queima de fogos na praia de Pajuçara, em Maceió. (Foto: Jonathan Lins/G1)
Queima de fogos em Maceió será fiscalizada pelo Corpo de Bombeiros (Foto: Jonathan Lins/G1)

O Corpo de Bombeiros deverá analisar, vistoriar e autorizar as queimas de fogos em shows pirotécnicos, a partir da apresentação dos respectivos projetos pelos organizadores e interessados, que deverão ser subscritos por engenheiro de segurança cadastrado no CBM/AL e no Conselho Regional de Engenharia (CREA), e apresentados, no prazo de 30 dias antes do evento.

Com a aprovação e execução dos projetos, os bombeiros efetuarão a vistoria das balsas e pontos terrestres, no dia 30 de dezembro, conjuntamente com a SMCCU e Marinha do Brasil, para fins de autorização da queima.

Na ocasião da visita, também serão observados os projetos de segurança contra incêndio e pânicos dos eventos. O CBM vai receber o pedido de vistoria das festas particulares até o dia 28 de dezembro. Os militares devem fazer as vistorias necessárias até às 13h do dia 31 de dezembro.

Segurança
O Comando de Policiamento da Capital (CPC) disponibilizará um contingente suficiente de homens para o policiamento ostensivo dos festejos oficiais em Maceió.

A relação dos produtores e organizadores de réveillons públicos e privados será publicada no Diário Oficial do Município, no início da primeira semana de dezembro, a fim de servir de subsídio para o quantitativo do planejamento específico do CPC.

Já a SMCCU vai adotar medidas destinadas à manutenção da ordem, respeito e segurança ao público, objetivando impedir nas vias públicas onde ocorrerá eventos, a venda, transporte e consumo de bebidas alcoólicas em vasilhames de vidro e a comercialização de churrasquinhos em espetos de madeira, por parte de ambulantes, comerciantes e público em geral.

A superintendência observará com rigor o cumprimento dos horários pertinentes aos eventos públicos, que ocorrerão na orla marítima, das 22h do dia 31 de dezembro até às 4h do dia 1º de janeiro de 2016. Também ficou acordado que todos os ambulantes que forem utilizar os polos onde ocorrerão eventos públicos de réveillon devem solicitar o pagamento da taxa de uso de solo público junto à SMCCU, até o dia 21 dezembro.

Compromissos do Município
Os pontos fixos de apoio que deverão acomodar a PM/AL, SAMU e CBM/AL e demais órgãos deverão ser providenciados pelo Município de Maceió. As tendas serão instaladas e distribuídas nos pontos dos eventos de Maceió, os quais servirão como ponto de referência para o atendimento em geral da população.

A Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente de Maceió (Sempma) estipulou o quantitativo de 115 banheiros químicos para o réveillon da orla de Maceió, no percentual de 60% feminino e 40% masculino.

Após a definição dos demais polos pela Fundação Municipal de Ação Cultural, serão definidos no TAC de adesão o quantitativo dos demais banheiros químicos para cada localidade. Os responsáveis por festas públicas e privadas também deverão requerer autorização à Secretaria para a realização dos eventos.

A Sempma deve providenciar a reparação de qualquer degradação de áreas verdes ou de danos no espaço público onde ocorrerão os festejos. Já a SLUM deverá realizar a imediata limpeza das vias públicas.

 

G1.COM.BR