Manaus – Cemitérios têm movimento grande antes do Dia de Finados

Congestionamento de carros já ocorre em áreas visitadas.
Meio milhão de pessoas são esperadas em seis cemitérios da capital.

Bandeira do estado do Amazonas

Houve congestionamentos de veículos no Cemitério São João Batista (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Os principais cemitérios da área urbana de Manaus já registram movimentação intensa neste sábado (31). Alguns visitantes anteciparam a visita do Dia de Finados e outros continuam realizando reparos em túmulos de familiares na véspera do feriado que marca a data. São esperadas 500 mil pessoas nos seis cemitérios da cidade na próxima segunda-feira (2), de acordo com a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp).

Até mesmo o forte calor registrado em Manaus de quase 35°C não afastou a população dos cemitérios na manhã deste sábado. No São João Batista, situado na Avenida Boulevard Álvaro Maia e no bairro Nossa Senhora das Graças (Zona Centro-Sul de Manaus), a movimentação de visitantes era intensa. Houve congestionamento de veículos no local.

O fluxo de pessoas e de carros surpreendeu o casal Mário Romano, de 73 anos, e Maria Nazaré Romano, 69 anos. O autônomo e a dona de casa anteciparam a visita aos túmulos de familiares, mas acabaram enfrentando algumas dificuldades que são comuns no Dia de Finados. O casal queria evitar o tumulto do feriado alusivo aos mortos.

“Antecipamos a visita e pensávamos que hoje estaria mais calmo, mas olha com está ?”, disse o autônomo se referindo ao congestionamento de veículos nas vias dentro do cemitério.

Maria Nazaré disse que prefere visitar os jazigos dos familiares antes do feriado do dia 2 de novembro. “Infelizmente, no dia de finados tem muito tumulto. Gosto de visitar na véspera, resolvemos vir hoje”, comentou.

Luiz Thimoteo há 50 anos faz manutenção de túmulo da família (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Luiz Thimoteo há 50 anos faz manutenção de
túmulo da família (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

O aposentado Luiz Thimoteo, de 79 anos, há dois dias prepara o túmulo da família para receber a visita dos parentes. Ainda na manhã de sábado, o aposentado foi fazer os últimos reparos.

“Ontem vim com minha esposa limpar. Eu limpo da minha família e ela da dela. Há 50 anos faço isso. Quase toda semana venho, não só no Dia de Finados. No verão, principalmente, venho para retirar o mato e cuidar das plantas. No Dia de Finados farei as orações e acederei velas”, contou o aposentado.

Fábio Olavo é mototaxista, mas na véspera e no Dia de Finados vende velas para conseguir renda extra (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Fábio Olavo é mototaxista, mas na véspera do Dia de Finados vende velas para conseguir renda extra (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Comércio
Tradicionalmente, o Dia de Finados aquece as vendas de velas, arranjos de flores naturais e artificiais. Entretanto, o período que antecede o feriado deste ano tem sido animador para os comerciantes.

Vendedores ainda reclamam de pouca procura por produtos (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Vendedores ainda reclamam de pouca procura
por produtos (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

O mototaxista Fábio Olavo, de 32 anos, há dois anos, na véspera e no Dia de Finados, interrompe os serviços de transporte para comercializar velas nos cemitérios da capital. A estratégia adotada por ele é facilitar a visitação com um kit de velas e fósforo. Porém, as vendas no primeiro dia estão abaixo da expectativa.

“As vendas ainda estão fracas. Nos anos anteriores teria vendido todos os kits no início da manhã, mas vamos aguardar se as vendas melhoram no domingo e na segunda-feira”, avaliou Fábio Olavo.

Riscos de incêndio
Apesar da orientação da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) para que a população reduza o número de velas usadas nos cemitérios urbanos de Manaus devido ao risco de incêndio durante o verão, os visitantes continuam deixando velas acesas.

No principal cemitério da capital – São João Batista, o G1 flagrou vários casos de velas abandonadas ainda em chamas. Na área destinada à queima de velas, as chamas em alguns momentos ficaram intensas e foi preciso um funcionário do local apagá-las com areia.

Local destinado ao acendimento de velas estava com focos de intenso de chamas (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Local destinado ao acendimento de velas estava com focos intensos de chamas
(Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Visitantes mantiveram tradição de acender velas mesmo, mas não seguiram orientação contra incêndio (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Visitantes mantiveram tradição de acender velas, mas não seguiram orientação contra incêndio (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Funcionário de cemitério precisou colocar areia em cima de foco para apagar chamas (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Funcionário de cemitério precisou colocar areia em cima de foco para apagar chamas
(Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.