Os autores de novelas deveriam aprender a assistir novelas

  • Wolnei (Peter Brandão) de "Babilônia", e Bola (Pedro Maya), de "A Regra de Jogo"
  • Wolnei (Peter Brandão) de “Babilônia”, e Bola (Pedro Maya), de “A Regra de Jogo”

A direção da teledramaturgia da TV Globo vem se batendo contra repetições de qualquer ordem – temas, situações ou características de personagens, e, na medida do possível, se empenhado para que elas não voltem a acontecer.

É um trabalho necessário, como também será imprescindível uma maior colaboração por parte dos autores. Principalmente da parte deles. É muito comum neste meio, e isso desde que elas existem, um não assistir à novela do outro. E olha que essa experiência ou observação vem desde a Tupi, ainda nos tempos do Geraldo Vietri e Ivani Ribeiro.

Por exemplo: será que o João Emanuel Carneiro, mesmo às voltas com a sua “A Regra do Jogo”, teve tempo de assistir “Babilônia”? Com toda certeza não, caso contrário teria evitado aquela passagem do garotinho colocando droga na mochila do Cauã Reymond, cena que em tudo, do antes ao depois, lembrou outro menino fazendo a mesma coisa com a filha da Camila Pitanga? Por que isso?

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.