“MasterChef” é um grande sucesso, mas precisa ser reavaliado para 2016

Ana Paula usa a mesma roupa no ao vivo e na gravação, mas muda cabelo e batom

Ana Paula usa a mesma roupa no ao vivo e na gravação, mas muda cabelo e batom

O “MasterChef” veio a se tornar, nos últimos dois anos, o maior sucesso da Band e isso ninguém pode discutir, só que para se tornar um bom programa de televisão ainda há um longo caminho a ser percorrido. Existem falhas muito graves na sua produção, que apenas se intensificaram no dia da grande final.

Nada a ver o pré-programa com a Preta Gil. Um tiro no pé. Foram muitos também os problemas com áudio, microfones abertos, ruídos e voz da Ana Paula engolida pelas trilhas. No entanto, a incoerência maior foi colocar no ar um programa tão longo, com abertura e encerramento ao vivo e o resto gravado. Mesmo se valendo de todo um teatrinho e os participantes usando os mesmos figurinos, como explicar o sumiço da plateia durante a realização da prova? No gravado, antes de anunciar o resultado, Ana Paula pediu que os participantes se colocassem atrás dos jurados e todos desapareceram, em questão de segundos, na volta do ao vivo? Fazer teatrinho em televisão é complicado.

Se o resultado já tinha vazado, por que não assumir a parte gravada? Poderiam muito bem ter feito um programa mais enxuto. Valeu pela audiência, pela repercussão e pelo seu sucesso, inclusive comercial, mas para a próxima edição será necessário reavaliar tudo isso.

E o pior, agora, é voltar para a vidinha normal.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Roma 1 x 1 Barcelona deixa Band em segundo lugar

A partida entre Barcelona e Roma, no ar das 15h46 às 17h37, rendeu para a Bandeirantes a vice-liderança isolada no horário com 6,9 pontos de audiência e 15,7% de share, de acordo com dados prévios, na Grande São Paulo. O pico de audiência da partida foi de 8,2 pontos de audiência. Na faixa de confronto, a Globo ficou com 10,3; SBT 4,9 e Record 3,5.

Atual campeão da “Liga”, o Barcelona estreou pelo Grupo E com empate de 1 a 1.

Enquanto a Globo não entrar em campo e passar a transmitir os jogos, a Band acredita que poderá sempre atingir bons índices de audiência.

E também colabora a fragilidade, hoje, da concorrência da televisão paga, representada pelo EI Maxx, do Grupo Turner, canal criado pelo Esporte Interativo para transmitir a Liga, presente apenas nas operadoras Oi, GVT e TV Alphaville, além de outras regionais.

O Grupo Turner ainda busca espaço nas grades das gigantes NET e Sky, mas até aqui sem sucesso. E a torcida da Band é para que esse quadro permaneça assim.

A Turner está com uma campanha no ar, mobilizando inclusive o ex-jogador Zico, para tentar reverter essa situação, e também conta com campanhas nas redes sociais, de assinantes das duas operadoras, pressionando pela inclusão do EI Maxx na grade.

Fontes do mercado, porém, acreditam que isso só acontecerá se a Turner abrir mão da exclusividade da Liga na televisão paga.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Gugu e Record não chegaram a um acordo sobre novos programas

Gugu Liberato na Record

Gugu Liberato na Record

Na Record, o novo contrato com o Gugu ainda não foi assinado. O apresentador continua batendo na tecla de programa uma vez por semana, só às quartas-feiras, a partir de março.

Prevalecendo este desejo do Gugu restará a Record, como alternativa já pensada, resgatar o antigo plano de um outro programa com Marcelo Rezende nas noites de terça ou quinta.
Algo no gênero do “Linha Direta”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Paolla Oliveira vai reviver Tancinha, sucesso de Claudia Raia

Paolla Oliveira será Tancinha, papel de Claudia Raia em "Sassaricando"

Paolla Oliveira será Tancinha, papel de Claudia Raia em “Sassaricando”

Paolla Oliveira foi a escolhida, entre muitas outras indicações e candidatas para ser Tancinha na nova leitura de “Sassaricando”, vivida pela Claudia Raia na primeira. E a novela, na fila das 7, vai mesmo se chamar “Haja Coração”.

Ainda de “Haja Coração”, o ator Johnnas Oliva será um dos seus lançamentos. Mas no que diz respeito a novelas. Além de vários trabalhos no teatro, na TV ele já fez as séries “O Negócio” e “Sessão Terapia”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Escolhidos para substituir Xuxa provocaram onda de ciúmes na Record

Rodrigo Faro apresenta com Ticiane Pinheiro e Marcos Mion o programa de Xuxa, que precisou ser substituída em razão da morte de seu irmão

Rodrigo Faro apresenta com Ticiane Pinheiro e Marcos Mion o programa de Xuxa, que precisou ser substituída em razão da morte de seu irmão

Certamente teremos os desmentidos de praxe. Até aí, normal. Verdade é que a opção do Artístico da Record por Faro, Mion e Ticiane no palco e Sabrina, gravado, segunda-feira, na ausência de Xuxa, provocou um mal-estar em seus interiores.

Alguns que se sentiram preteridos ou esquecidos estão reclamando até agora. Sabe quando bate aquela ciumeira doida? Ah! E o Britto, nem nessa situação foi lembrado!

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Uzbekistan 8-0 Maldives

West Bank: Yemen scored two late goals to record a 2-0 victory over Palestine, who played with ten men for most of the match following a first-half red card, while Uzbekistan eased to an 8-0 win over the Maldives in the opening round of matches in Group A of the qualifiers for the AFC U-16 Championship on Wednesday.

Palestine’s hopes of kicking-off their qualification quest on a winning note took a turn for the worse when referee Pratap Singh red-carded defender Malik Rashid with 24 minutes at the Arab American University Stadium played.

The ten-men of Palestine held out until the 86th minute when second-half substitute Abdulmajeed Mohammed Sabarah broke the deadlock before scoring his and Yemen’s second three minutes into stoppage time.

In Group A’s other fixture played at the Faisal Al Husseini Stadium Rasul Yuldoshov and Abunozir Abdurakhmonov both scored hat-tricks as Uzbekistan turned up the heat in the second half to sweep aside the Maldives.

The Indian Ocean islanders had restricted the Uzbeks to just Yuldoshov’s 12th minute opener in the first half but it was an altogether different story after the interval as the Central Asians scored seven times without reply.

Yuldoshov scored his and Uzbekistan’s second five minutes into the second half before substitute Abdurakhmonov, who replaced Ibrokhim Ganikhonov – himself a 29th minute sub – in the 53rd minute, scored the first of his treble seven minutes after entering the field of play.

Two minutes later defender Islom Karimov made it 4-0 and after Yuldoshov completed his hat-trick in the 71st minute Abdurakhmonov, repeated the feat with two goals (74th, 86th) either side of skipper Abubakir Muydinov’s 83rd minute effort as the Uzbeks ended Match Day 1 top of the table.

Ten group winners and four best second-placed teams will join DPR Korea, who topped the already concluded Group H, and India in next year’s finals, with the tournament hosts receiving an automatic qualification.

Should India finish top of their qualifying group or among the four best second-placed teams, the fifth best second-placed nation will qualify for the final competition.

Asian Football Confederation

Yemen 2-0 Palestine

West Bank: Yemen scored two late goals to record a 2-0 victory over Palestine, who played with ten men for most of the match following a first-half red card, while Uzbekistan eased to an 8-0 win over the Maldives in the opening round of matches in Group A of the qualifiers for the AFC U-16 Championship on Wednesday.

Palestine’s hopes of kicking-off their qualification quest on a winning note took a turn for the worse when referee Pratap Singh red-carded defender Malik Rashid with 24 minutes at the Arab American University Stadium played.

The ten-men of Palestine held out until the 86th minute when second-half substitute Abdulmajeed Mohammed Sabarah broke the deadlock before scoring his and Yemen’s second three minutes into stoppage time.

In Group A’s other fixture played at the Faisal Al Husseini Stadium Rasul Yuldoshov and Abunozir Abdurakhmonov both scored hat-tricks as Uzbekistan turned up the heat in the second half to sweep aside the Maldives.

The Indian Ocean islanders had restricted the Uzbeks to just Yuldoshov’s 12th minute opener in the first half but it was an altogether different story after the interval as the Central Asians scored seven times without reply.

Yuldoshov scored his and Uzbekistan’s second five minutes into the second half before substitute Abdurakhmonov, who replaced Ibrokhim Ganikhonov – himself a 29th minute sub – in the 53rd minute, scored the first of his treble seven minutes after entering the field of play.

Two minutes later defender Islom Karimov made it 4-0 and after Yuldoshov completed his hat-trick in the 71st minute Abdurakhmonov, repeated the feat with two goals (74th, 86th) either side of skipper Abubakir Muydinov’s 83rd minute effort as the Uzbeks ended Match Day 1 top of the table.

Ten group winners and four best second-placed teams will join DPR Korea, who topped the already concluded Group H, and India in next year’s finals, with the tournament hosts receiving an automatic qualification.

Should India finish top of their qualifying group or among the four best second-placed teams, the fifth best second-placed nation will qualify for the final competition.

Asian Football Confederation