Renato Maurício Prado comenta Chapecoense 1 x 3 Flamengo

 

Uma das coisas mais impressionantes na autêntica metamorfose sofrida pelo Flamengo, com a saída de Cristóvão e a chegada de Oswaldo de Oliveira, é que até mesmo sem os badalados reforços contratados no “pacote Guerrero”, o time vem jogando e bem e vencendo. Foi o que aconteceu na vitória sobre a Chapecoense, no campo do rival, onde até agora a equipe catarinense havia sofrido apenas duas derrotas – para São Paulo e Corinthians

.
Na Arena Condá, o Fla não pode contar com Guerrero, Emerson e Alan Patrick, que podem ser considerados, sem favor algum, os três jogadores mais talentosos do elenco. E foi com Paulinho, Éverton, Cirino, Canteros etc. (todos ainda do tempo de Vanderlei Luxemburgo), que a equipe dirigida por Oswaldo de Oliveira dominou as ações desde que a bola rolou e obteve um triunfo tranquilo e justo.
É impossível dizer, a esta altura do campeonato, se o rubro-negro conseguirá se manter no G-4 e, consequentemente, garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem. Mas que voltou a ser Flamengo, voltou. Toma a iniciativa do jogo em qualquer campo e, na base de um toque de bola surpreendente, busca o gol em primeiro lugar. Que diferença faz um bom treinador!

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 15/09/2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.