Jornalismo da Globo usa critérios diferentes para noticiar o mesmo caso

 

Basta assistir um pouquinho de televisão para se intrigar com certas coisas. Quer ver uma?

No “SPTV – 2ª edição”, da Globo, de quinta-feira, portanto, aquele que vai ao ar às 7 e pouco da noite, entrou uma matéria da jovem, atropelada e morta em sua moto por um motorista bêbado.

A reportagem informou que ela ia do trabalho para zona norte e que o acidente aconteceu em uma rua da Vila Madalena. Não disse qual?

No “Hora 1”, da mesma Globo, faixa das 5 da manhã de sexta, cerca de 10 horas depois, foi repetida a mesma notícia, não só dizendo como mostrando a placa da rua Natingui.

É preciso chegar a um acordo sobre essa cartilha. Pode ou não pode falar? E qual o problema de falar?

Aliás, essa rua Natingui é aquela mesma em que Vitor Gurman, de 24 anos, foi atropelado e morto em 2013 por uma nutricionista e que até agora não aconteceu nada. Só está faltando a família dele ainda ter que pagar o conserto da Land Rover.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.