Mogi Mirim 1 x 1 Sampaio Corrêa

O JOGO

TUDO IGUAL

O empate por 1 a 1 na noite desta sexta-feira, no Romildão, manteve o Mogi Mirim em baixa e o Sampaio Corrêa em alta na Série B do Brasileiro. Mas a diferença na tabela não se refletiu em campo. Os paulistas mostraram superação para buscar a igualdade com Júnior Juazeiro no segundo tempo e evitar a terceira derrota seguida. Já o Sampaio, eficiência à parte no gol de Robert, deixou a desejar e perdeu o aproveitamento de 100% e também a chance de dormir na liderança (Foto: Guto Marchiori).

DESTAQUE
OLHO NA TABELACom sete pontos, o Sampaio Corrêa dorme na segunda colocação. No complemento da rodada, só corre o risco de ser ultrapassado pelo Bahia, que, com quatro pontos, enfrenta o CRB, fora de casa. Na parte de baixo, o Mogi somou o primeiro ponto, mas continua na zona de rebaixamento.

 

DESTAQUE

AGENDA

Mogi e Sampaio voltam a campo no outro sábado. Em duelo paulista contra o Oeste, fora de casa, o Sapo busca a primeira vitória, às 21h. Mais cedo, o Sampaio faz confronto direto pela primeira posição contra o Náutico, atual líder, a partir das 16h30, em São Luis.

 

DESTAQUE

RESUMO

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente. Os times começaram abusando das ligações diretas. Faltava criatividade no meio de campo. Bastou o Sampaio colocar a bola no chão uma vez e pensar a jogada para chegar ao gol, após bela tabela entre Daniel e Válber que Robert completou. A partir daí, os visitantes praticamente abdicaram do ataque e chamaram o Mogi, que começou a evoluir timidamente. Geovane, ao acertar a trave, proporcionou o principal lance dos donos da casa antes do intervalo. O segundo tempo teve uma pressão inicial do Sapo que resultou no empate. Com as mudanças (Rivaldinho, Geovane Lobo e Júnior Juazeiro), Edinho colocou a equipe para a frente. Rivaldinho deu novo gás ao ataque. Ele tentou uma, duas, três vezes… Na terceira, o seu rebote caiu nos pés de Júnior Juazeiro, que acabara de entrar, marcar. Quando parecia que o Mogi seguiria em cima até achar a virada, o ritmo caiu. Apesar dos espaços, nenhum dos lados fez mais para merecer a vitória.

 

 

 

DESTAQUE

COMO FICA?

Em seu terceiro jogo como técnico profissional, Edinho conseguiu o primeiro ponto, o que deve ser suficiente para seguir à frente do cargo e dar sequência ao trabalho no Mogi.

 

DESTAQUE

NA BRIGA

Os autores dos dois gols da partida lideram a artilharia da Série B ao lado de outros nove jogadores. Robert e Júnior Juazeiro já marcaram duas vezes, a exemplo de Escudero (Vitória), Anderson Aquino (Santa Cruz), Júnior Negão (Oeste), Edvânio (Sampaio Corrêa), Wagninho (Oeste), Válber (Sampaio Corrêa), Elton (Vitória), Pipico (Macaé) e Zé Roberto (Bahia).

 

DESTAQUE

DECEPCIONANTE

A torcida do Mogi deixou a desejar novamente. Apenas 604 pagantes compareceram, para uma renda de R$ 7.010,00

 

GLOBO ESPORTE .COM

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.