Deputado se irrita com repórter da TV Câmara e a “ensina” como trabalhar

Deputado se irrita com repórter da TV Câmara e a "ensina" como trabalhar

O deputado federal Felipe Bornier (PSD-RJ) se irritou com uma jornalista da TV Câmara por conta de uma reportagem que fazia na semana passada.

Segundo a revista Veja, a matéria era sobre o estágio-visita na Câmara, no qual universitários acompanham durante cinco dias o funcionamento da Casa. A repórter entrevistava alguns dos participantes para compor a reportagem, mas Bornier, aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que tem dado vários pitacos fortes no conteúdo da emissora, queria que ela conversasse com todos os universitários.

A jornalista explicou que não seria possível entrevistar 50 alunos para uma matéria de televisão, dizendo que ela ficaria longa e estranha demais, mas o deputado insistiu e gritou com a repórter.

Em seguida, ele pegou o microfone da mão dela e foi “mostrar como ela deveria fazer”, entrevistando todos os cinquenta alunos pessoalmente e pedindo para que isso fosse gravado e exibido.

O fato causou total constrangimento. Procurado, tanto o deputado quanto a TV Câmara não comentam o assunto.

NaTelinha

Australian Capital Territory Health confirms death in Canberra Hospital mental health unit, suspected suicide

April 8, 2015 – 11:30PM

Tom McIlroy

Legislative Assembly reporter at The Canberra Times

The ACT Coroner will investigate the first death recorded inside the Canberra Hospital’s specialist mental health assessment unit.

A female patient is suspected to have taken her own life inside the secure psychiatric assessment and observation facility on March 20.

An ACT Health spokesman confirmed last month’s death was the first recorded inside the facility, which opened in the hospital’s emergency department in April 2010.

Staff provide 24-hour supervision and treatment and crisis stabilisation and response for patients who present with an acute mental illness or disorder.

“ACT Health has referred a death at the Mental Health Assessment Unit in the Emergency Department at Canberra Hospital to the coroner,” the spokesman said.

“ACT Health extends its sincere sympathy to the patient’s family and friends.

“As this matter is being investigated by the coroner, ACT Health will not be commenting further.”

Designed to reduce cases of aggressive behaviour in the hospital’s emergency department, the facility offers specialised mental health assessment and treatment services in an environment created to be safe for patients and doctors.

It is not known how long the patient had been undergoing treatment or assessment in the unit.

After a mental health assessment, a patient may be observed and assessed further in the facility and can be released or admitted to another inpatient unit in the hospital.

Asked if changes would be made to resources or safety arrangements as a result of the death, a spokesman for Health Minister Simon Corbell said it was not appropriate to comment as the death had been referred for a coronial investigation.

In July 2013, police attended what is understood to have been a stabbing in the unit. A male patient is believed to have stabbed another male patient before staff intervened.

ACT Health also operates a separate adult mental health unit which provides voluntary and involuntary acute psychiatric care and treatment for people with a mental health illness in need of hospitalisation.

If you or someone you know requires assistance, contact Lifeline on 131 114 or Beyond Blue 1300 22 4636

 

The Canberra Times

TV Record aprova sinopse de próxima novela bíblica

O número 1 da Record, Marcelo Silva, acaba de aprovar a sinopse de uma próxima novela bíblica, com início de gravações previsto para ainda este ano, mas que irá estrear só no segundo trimestre de 2016.

Como uma sequência quase lógica de “Os Dez Mandamentos”, atualmente em cartaz, o autor Renato Modesto vai escrever “Josué e a Terra Prometida”. Após a morte de Moisés, Josué é encarregado de levar o seu povo para Canaã, a terra prometida.

Assim como a que está em cartaz e a próxima, “Escrava Mãe”, a trama também terá no máximo 150 capítulos. A partir desta decisão, já existem condições de se definir um diretor e começar a pensar em elenco.

Fato é que há uma certa euforia com os índices crescentes de “Os Dez Mandamentos”, e a tendência é continuar apostando neste filão, o que também não deixa de ser uma outra opção interessante para o público telespectador.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Globo barra prostituição em “Babilônia”, mas libera geral em próxima novela

Murilo (Bruno Gagliasso) e Alice (Sophie Charlotte) em cena de "Babilônia"

Murilo (Bruno Gagliasso) e Alice (Sophie Charlotte) em cena de “Babilônia

Todo o pessoal de “Verdades Secretas”, próxima novela das 23h na Globo, continuará trabalhando em São Paulo por aproximadamente 45 dias. Estão previstas cenas em danceterias e boates gays, além de outras locações.

O núcleo mais exigido nesta primeira etapa é o da agência de modelos.Essa tal agência de modelos também será um artifício para a exploração da prostituição e abordagem de outros temas fortes como o uso de drogas e encontros sexuais via Internet.

Neste seu novo trabalho, com cerca de 80 capítulos Walcyr Carrasco, não deve economizar na polêmica.

Durante o dia de ontem, “Verdades Secretas” teve concluída uma sequência de cenas numa casa noturna da Barra Funda, D-Edge. Curiosamente, a dois passos da Record. De um ponto se enxergava o outro.

A Globo meio que deu um bico no tema prostituição em “Babilônia”, liberando a personagem de Sophie Charlotte dessa abordagem ou envolvimento.
Porém, pelo que se vê, “Verdades Secretas” vai investir pesado na questão.

Uma para e a outra continua. Será que teve um acerto? Porque duas, fazendo a mesma coisa, seria um exagero.

Aliás, “Babilônia” tem os problemas dela, está complicado acertar o passo, mas é importante verificar que em meio a tanta coisa equivocada, o amadurecimento da Sophie Charlotte como atriz deve ser ressaltado. Está melhor ainda que em “O Rebu”, onde já apareceu muito bem.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Ratinho e Gugu brigam por causa de um castelo

José Rico sonhava em construir um castelo com 100 quartos no interior de SP

Ontem, em seu programa, o Gugu apresentou uma entrevista com a mulher do cantor, dona Berenice, dentro do tal castelo.

O Ratinho, quando soube disso, saiu espumando com a sua produção, porque tinha também pedido para fazer e não conseguiram. A alegação, apresentada como justificativa, é que a viúva é muito fã do Gugu.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery