James Akel divulga quanto Marilena Chui ganha por mês

A professora Marilena Chaui, que em vídeo declarou ódio à classe média, com gargalhadas de Lula, ganha 24 mil por mês de órgão público.

Quem sabe convidam ela pra fazer parte do próximo show de Mulheres Ricas.

Estes são os comunistas.

 

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 10h05  no dia 18/11/2014

James Akel dá dica para programa noturno que o SBT deveria produzir e exibir aos sábados à noite

ee94e-mundonovelas_sbtretomasuaprogramac3a7c3a3oee94e-mundonovelas_sbtretomasuaprogramac3a7c3a3o

O SBT está perdendo uma grande chance de ter um bom programa de sábado à noite e que com certeza seria vice de ibope.

Eu falo da reencenação do Cassino do Chacrinha, uma ideia de Leleco Barbosa, filho de Chacrinha e que aproveitaria João Kleber apresentando.

João foi apresentador do Cassino no final da vida de Chacrinha, dividindo o palco com Chacrinha quando ele não mais fazia o programa todo.

E neste tempo João foi um excelente apresentador com muita dignidade e coreografia de palco e cena.

Isto não custa caro, teria excelentes anunciantes e bastante merchadising.

Mas precisa que alguém mostre isto ao Silvio lá no salão de cabeleireiro do Jassa, escritório de verdade onde Silvio trabalha e acerta as contratações da emissora.

Aliás o salão de cabeleireiro do Jassa nem é apenas um escritório de Silvio mas sim a sede principal da presidência do SBT e local onde tudo que é importante acontece e se realiza.

Conhecido como Porta da Esperança, aquela bonita porta de entrada em madeira nobre do salão é o marco entre o que vai ou não acontecer no SBT e o que Silvio vai contratar pra emissora.

O mais recente exemplo foi a contratação do jornalista Roger Turchetti, feita literalmente na frente da porta.

Em relação ao Cassino do Chacrinha, a pessoa ideal pra dirigir seria Alexandre Frota.

 

James Akel no dia 19/11/2014

James Akel comenta transferência do Repórter Record Investigação para o domingo à noite em 2015

38340-record-hd

Desde sempre e antes de entrar no ar o programa Repórter Record Investigação comandado por Domingos Meirelles, esta coluna sempre disse que o dia e horário certo ao programa seria o domingo depois do Domingo Espetacular.

E na época eu contei os motivos de tal estratégia.

Mas a TV Record acreditava que o horário certo seria a segunda à noite e assim fez.

Passa o tempo e agora a coluna de Flávio Ricco conta que o programa Repórter Record Investigação vai mudar pra domingo depois do Domingo Espetacular, exatamente tudo que eu tinha sugerido aqui e com razões de sobre pra sugestão.

Ou seja, parece que depois de equivocadamente colocarem o programa no dia e horário não adequados, entenderam que o dia certo é exatamente o que esta coluna disse muito tempo antes do programa ir ao ar.


Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h58 no dia 18/11/2014
<!–[ ] –>
         

Após criticar Jornal Nacional , Patrícia Poeta vai ficar na ‘geladeira’ da Globo em 2015

Por DANIEL CASTRO, em 19/11/2014 · Atualizado às 05h28

 

Quando se despediu do Jornal Nacional, em 31 de outubro, Patrícia Poeta afirmou que na semana seguinte começaria a trabalhar no projeto de um programa de variedades que irá comandar na Globo em 2015. Passados quase 20 dias, nenhuma movimentação ocorreu em torno do novo programa e nenhum profissional da emissora foi deslocado para trabalhar na criação ao lado de Patrícia, diferentemente do que aconteceu com Fátima Bernardes em 2011.

Segundo uma alta fonte na Globo, Patrícia Poeta vai passar uma temporada na “geladeira” da emissora. Seu novo programa, se sair do papel, só estreará na metade do segundo semestre do ano que vem. Não há nada programado para a jornalista na nova programação que estreia em abril. Ela deve receber um “castigo” porque, ao pedir para deixar o JN, justificou que o telejornal limitava seu crescimento, o que foi visto como uma ingratidão e afronta.

O Notícias da TV apurou que Patrícia solicitou desligamento do Jornal Nacional pouco antes da Copa do Mundo, cansada do desgaste com William Bonner, que nunca a tolerou. Na época, a cúpula da Globo pediu para ela pensar melhor e continuar na mais importante bancada do país. Imaginava-se que as ancoragens do Mundial a fariam esquecer os problemas, mas um comentário de Bonner durante a Copa detonou nova crise.

Com o desempenho sofrível nas rodadas de entrevistas com presidenciáveis, em agosto, Patrícia Poeta selou sua saída do JN. O pedido de desligamento feito antes da Copa virou um álibi para a cúpula agir.

Patrícia foi substituída por Renata Vasconcellos, que ficou pouco mais de um ano no Fantástico. Na despedida do JN, ela foi irônica com Bonner, referindo-se a ele como “editor-chefe” em duas ocasiões (leia mais aqui).

 

Rede Record deve demitir mais de 800 funcionários após o Natal e assusta funcionários

38340-record-hd

Por DANIEL CASTRO, em 19/11/2014 · Atualizado às 11h37

 

A Record deverá demitir cerca de 800 funcionários em janeiro. O corte representará aproximadamente 20% dos 4.300 empregados da emissora em São Paulo e no RecNov, a central de estúdios no Rio de Janeiro. Diretores de programas como o Hoje em Dia e o Programa da Tarde já foram notificados informalmente dos cortes e repassaram a informação a suas equipes, gerando muito temor nos bastidores. Oficialmente, a Record não comenta o assunto. Executivos da emissora, contudo, confirmam que vai haver uma “redução de 20% nos investimentos” em 2015.

Os cortes não devem afetar a quantidade de programas produzidos e exibidos, ou seja, não haverá impacto para telespectadores e anunciantes. Isso será possível porque parte das vagas eliminadas serão substituídas por profissionais terceirizados. A emissora irá transferir a outras empresas a produção de programas (a próxima edição de A Fazenda, por exemplo, deverá ser executada pela GGP, de Gugu Liberato), o departamento de arte e cenografia (arquitetos, marceneiros, serralheiros, contrarregras) e até a maquiagem.

As demissões só devem ocorrer em janeiro por dois motivos: 1) fluxo de caixa (os gastos com funcionários já são altos em novembro e dezembro, por causa do 13° salário); 2) uma ala da emissora não quer demissões antes do Natal, para não estragar as festas de fim de ano dos colaboradores.

Nos bastidores da Record ainda há a esperança de que as demissões (ou parte delas) sejam revertidas pelo bispo Edir Macedo, dono da emissora. Nem toda a cúpula da emissora é a favor da terceirização, e executivos contrários ao procedimento devem aproveitar a vinda de Macedo ao Brasil, nesta semana, para tentar sensibilizá-lo.

Parte dos cortes, no entanto, será inevitável. A Record, assim como o SBT, trabalha com um cenário de redução nos investimentos publicitários em 2015. Ou seja, vai entrar menos dinheiro de propaganda.

 

 

James Akel comenta que a TV Globo coloca 6 pessoas para fazerem coisas que Boni fazia sozinho anos atrás

e6d71-rede-globo

A TV Globo escalou 6 novos diretores pra cuidares das áreas de entretenimento.

Um cuida de programa de dia, outro cuida de programa de noite, outro de novela longa, outro de seriado, outro de uma coisa e outro de outra.

No passado apenas um homem, Boni, fazia isto tudo.

Mas os tempos de agora tem o perfil de mais gente e menos competência.

 

 Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h20 no dia 18/11/2014
<!–[ ] –>