Renato Maurício Prado elogia Melissa Vargas

Nos dias de hoje, Cuba não é mais nem sombra da potência esportiva que foi nos tempos em que recebia forte apoio financeiro e assessoria técnica da extinta União Soviética. Ainda assim, é sempre bom ver os seus atletas em ação, pois, vira e mexe, surge um novo talento especial.

Foi assim, recentemente, com o jovem gigante Leon (2m01), na seleção masculina de vôlei, que ele abandonou aos 19 anos, para cumprir o período de duas temporadas sem jogar e poder se transferir para o voleibol profissional europeu.

É assim com a menina Melissa Vargas, atacante oposta da seleção feminina, também de voleibol, uma autêntica força da natureza, apesar de seus apenas 14 anos de idade.

Vendo-a em ação é impossível não lembrar de Mireya Luis, cubana considerada por muita gente a melhor jogadora de vôlei de todos os tempos. Vargas, entretanto, jamais alcançará o tricampeonato olímpico e o bi mundial que ostenta Mireya, porque, para o seu azar, o esporte não tem mais, na ilha de Fidel, as antigas condições para formar supertimes como os do século passado.

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 28.09.2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.