Marcelo Parada vai comemorar o aumento da audiência do SBT Brasil hoje em uma pizzaria

ee94e-mundonovelas_sbtretomasuaprogramac3a7c3a3o

Nesta quinta-feira, Marcelo Parada vai reunir toda a equipe do “SBT Brasil” em uma pizzaria, para comemorar o crescimento de audiência observado nos últimos tempos.

Toda a redação do jornal foi convidada.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Destaque contra o América-RN, Bill valoriza vitória na Arena Castelão

Atacante foi bem atuante e marcou o segundo gol do Ceará na partida da última terça-feira. Com resultado, Vovô encosta no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro

Comemoração do Ceara contra o América-RN (Foto: LC Moreira / Agência estado)

Comemoração do Ceará contra o América-RN (Foto: LC Moreira / Agência Estado)

Ele tentou de bicicleta, deu assistência e foi o autor do segundo gol do Ceará contra o América-RN, na vitória por 2 a 0, nesta terça-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Sobre a vitória, Bill fez questão de exaltar a importância do triunfo na trajetória alvinegra nesta Segundona.

– Já estamos colados no G-4 (o Vovô está a um ponto do Vasco, na quinta posição). Faremos dois jogos fora agora, onde é importante somar pontos para que retornemos à zona de classificação.

Neste discurso, Bill lembrou ainda que sua atuação foi decorrência do empenho de todos em campo.

– Seguiremos jogando como equipe. Sem privilegiar um ou outro. Joguei bem, mas todos atuaram como costumamos. E isso é o que fez, de fato, a diferença – pontuou.

No próximo sábado, o Ceará vai a Campinas para enfrentar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, a partir das 16h10.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Os homens são de Marte… E é pra lá que eu vou vira seriado

Após sucesso no teatro e no cinema, “Os homens são de Marte… E é pra lá que eu vou”, da Monica Martelli,  vira série no GNT, a partir desta quinta, 22h30.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Ceará tem até amanhã, 26, para inscrever reforços para a Série B, e segundo a comissão técnica e diretoria, só chegarão se uma grande oportunidade de mercado surgir

28b96-escudo_cearc381-ce

Se ainda quiser reforçar seu elenco para as a reta final da Série B, a diretoria do Ceará precisa correr. Amanhã, encerram-se as inscrições de novos jogadores para a competição nacional.

Porém, reforçar o elenco alvinegro a esta altura do campeonato, restando 13 rodadas para o fim da Série B, só em caso de uma grande oportunidade no mercado, segundo diretoria e comissão técnica.

“Estamos atentos ao mercado, de olho em alguma oportunidade para reforçar o Ceará. Mas não traremos um jogador só para fazer parte do bolo. Ele tem que ser a cereja do bolo. Não adianta chegar aqui e não fazer a diferença. Ele teria que chegar, entrar em campo e ser titular. Se aparecer uma oportunidade, teremos que repensar”, declarou o presidente em exercício do clube, Robinson de Castro.

O técnico Sérgio Soares também foi na mesma linha. “Eu sempre digo que não existe essa de grupo fechado. Só quando encerrar as inscrições de jogadores. Nosso grupo é forte e já mostrou isso. Estou satisfeito com as opções que temos”.

Além do treinador, o presidente do Vovô também elogiou a qualidade do elenco.

“Na minha avaliação temos um plantel muito bom, não deixa a desejar a nenhum clube da Série B, e é um dos melhores da competição. E não sou só eu que estou dizendo isso. Os adversários, imprensa do Sul do país, disseram isso. Portanto, confiamos que esse elenco levará o Ceará para a Série A”, finalizou ele.

Time base

O Ceará na Série B tem um time base consolidado – nove jogadores atuaram mais de 70% das partidas na Série B – com apenas o goleiro Luis Carlos e o zagueiro Diego Ivo, titulares desde o início da campanha, fazendo um menor número de jogos devido às lesões: ambos fizeram apenas 13 jogos nesta Série B.

No mais, os titulares do time de Sérgio Soares estão consolidados, com Nikão, João Marcos, Ricardinho e Samuel atuando 21 jogos, Eduardo, Magno Alves, Bill e Vicente em 20 jogos, e Sandro, em 19.

Com uma equipe base forte, as opções para o treinador alvinegro apresentam um nível desigual. Além dos 11 titulares, o treinador utilizou outros 21 jogadores durante a Série B, sendo que alguns deles foram sub-utilizados. Assisinho, Everton, Leandro Brasília, Maranhão, Robinho e Tiago, não chegaram a três jogos nesta Série B.

Como opções imediatas, estão jogadores como Jaílson (15 jogos), Lulinha e Souza (12), Gil (11), Alex Lima e Marcus Vinícius (10), Felipe Amorim e Marcos (9), Lima (8), Hélder, Anderson e Michel (7) e Amaral (6).

A prova que um reforço ainda pode cair bem no elenco é o caso de Wellington Carvalho. O zagueiro, ex-Fluminense, chegou no início deste mês de setembro e, aproveitando a insegurança de Alex Lima e Anderson, foi titular nos últimos três jogos.

A diretoria cogita até contratar mais um zagueiro, o que seria de agrado de Sérgio Soares.

“Nossa necessidade é no setor defensivo. Do meio para frente estou satisfeito. Ali, só se aparecer algum jogador diferente”, norteou o treinador.

Palmeiras de olho no zagueiro Sandro

Depois de Grêmio e Atlético/PR demonstrarem interesse no zagueiro Sandro, agora é vez do Palmeiras sondar o camisa 3 do time alvinegro.

De acordo com o jornal Diário de S. Paulo, o técnico do Verdão, Dorival Júnior, estaria de olho no defensor do Ceará. Diferentemente da Série B, na 1º Divisão do Campeonato Brasileiro, o prazo para inscrever novos atletas só será encerrado na próxima semana, dia 3 de outubro.

Em crise e lutando contra o rebaixamento, os dirigentes do Palmeiras prometem uma pesada reformulação no elenco, com a dispensa de jogadores e a chegada de reforços, principalmente de clubes da Série B.

O assédio ao grupo de jogadores do Ceará não é novidade para a diretoria alvinegra. No auge das boas campanhas nesta Série B e durante a Copa do Brasil, as sondagens e até propostas foram apresentadas em Porangabuçu. Magno Alves, Nikão, Sandro, Ricardinho e o técnico Sérgio Soares foram alguns dos alvinegros assediados por clubes da Série A do Brasileiro.

Por outro lado, a diretoria do Ceará nunca escondeu a sua forma de trabalhar com relação a uma possível saída de alguns jogadores. “Não queremos que ninguém saía, mas, se pagarem a multa rescisória, não temos como segurar”, comentou o presidente Robinson de Castro.

Vladimir Marques
Repórter

 

Diário do Nordeste – Jogada – 25.09.2014