Portuguesa 1 x 1 Boa Esporte

 1 x 1 

23ª RODADA
NO RETORNO DE BENAZZI, LUSA ARRANCA EMPATE NO FIM CONTRA O BOA ESPORTE
Gol aos 44 minutos do segundo tempo evita nova derrota da Portuguesa no primeiro jogo da terceira passagem do técnico pelo clube
Portuguesa e Boa Esporte entraram em campo na noite desta terça-feira, no Canindé, em São Paulo, com objetivos distintos. Enquanto a Lusa tinha a reestreia do técnico Vagner Benazzi (quinto a treinar a equipe em 2014) para tentar fugir da zona de rebaixamento, o Boa queria se aproximar do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Os times fizeram um duelo truncado e de poucas oportunidades. Em contra-ataque, o Boa abriu o placar aos 38 do segundo tempo, com Morato. Luciano Castán, aos 44, subiu mais que a zaga adversária e evitou mais uma derrota dos donos da casa: 1 a 1.

Com o resultado, a Portuguesa chegou aos 18 pontos, mas permanece na 18ª colocação. Já o Boa Esporte foi aos 35, seguindo na sexta posição da Série B, a quatro pontos do G-4.

Na próxima rodada, a Lusa viaja a Natal para enfrentar o América-RN, na Arena das Dunas, sexta-feira, às 19h30 (de Brasília). Já o Boa Esporte recebe o Paraná, no estádio municipal de Varginha, sábado, às 21h.

Portuguesa X Boa Esporte (Foto: Mauro Horita / Agência estado) 
Allan Dias divide bola com Tomas, na noite desta terça-feira (Foto: Mauro Horita / Agência Estado)

 

O jogo

O Boa Esporte tomou as rédeas desde o início. Com cinco minutos, a equipe de Varginha já tinha desperdiçado duas chances claras de gol. Com o tempo, a Portuguesa conseguiu se encontrar defensivamente e não deu mais espaços ao ataque do Boa. O problema era a bola chegar para os atacantes. Sem muita criatividade por parte das duas equipes, a partida ficou truncada no meio-campo, e o primeiro tempo não teve outras emoções.

Os times voltaram do vestiário com a mesma postura, e o jogo permaneceu morno até os 38 minutos, quando Wellington puxou contra-ataque para o Boa e passou para Karanga, que dividiu com Brinner. Na sobra, Morato soltou a bomba para acertar o ângulo esquerdo de Rafael Santos e fazer um golaço. Desesperada, a Lusa foi para cima. E a pressão deu resultado. Aos 44, Junior Alves levantou bola na área, em cobrança de falta lateral, e encontrou Luciano Castan, que cabeceou no canto esquerdo de João Carlos e igualou o marcador.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.