Juiz não marca nenhum pênalti e revolta presidente do Flamengo: “Cadê o pênalti que eu comprei?”

Durante o jogo, Luxa mostrava o relógio para o árbitro e cobrava o pênalti (FOTO: Marcelo de Lima Henrique)

Durante o jogo, Luxa mostrava o relógio para o árbitro e cobrava o pênalti
(FOTO: Marcelo de Lima Henrique)

Se você acredita em Deus, comece a rezar, pois o Flamengo jogou, mas nenhum pênalti o juiz marcou. Num Maracanã lotado, que recebeu o maior público do Brasileirão,  – 66.000 torcedores, todos em condicional -, o juizão não atendeu aos pedidos da torcida, não marcou o tão esperado pênalti e decepcionou a nação flamenguista. O fato revoltou o presidente do Mengão, que cobrou publicamente explicações da CBF a respeito do caso.

“Cadê o pênalti que eu comprei? Quando você vai à padaria e compra meia dúzia de pães, você recebe o que comprou. O futebol é o único negócio no qual você paga, mas não leva. Por isso estamos tão atrasados, com clubes endividados e levando goleadas de 7 a 1 em casa numa Copa do Mundo”, disse Eduardo Bandeira de Mello

Inflamada com o fato, a torcida jogou moedas (roubadas) no árbitro e o chamou de mercenário: “O Flamengo jogou e não marcaram pênalti. O torcedor não tem obrigação de entender isso, porque torcedor é paixão e é duro para eles verem o time em campo sem a ajuda da arbitragem. Alguma coisa aconteceu e o dindin não caiu na conta do árbitro”, disse Luxemburgo.

Este fato bizarro não acontecia desde 1926, quando o jogo entre Flamengo e Bangu terminou empatado em 1 a 1, com gol de Léo Moura.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.