Sem receber nenhum cartão no Ceará, Eduardo mira títulos no Vovô

Com disciplina, meio-campista alvinegro quer manter boa fase do time. Jogador esteve em campo pelo Vovô em 25 partidas desde que chegou, em 13 de abril

Eduardo, meio-campista do Ceará (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

Eduardo, meia do Ceará, ainda não recebeu nenhum cartão (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

Desde que foi contratado por empréstimo pelo Ceará, junto ao Fluminense, em 13 de abril, o meia Eduardo não recebeu nenhum cartão vermelho e muito menos um amarelo, nas 25 partidas em que atuou com a camisa alvinegra. Enquanto ele esteve em campo, o Ceará venceu 15 partidas, empatou quatro e perdeu apenas quatro. E é focado neste bom retrospecto que o camisa 7 enfrentará o Botafogo, em casa, pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira (3), pelas oitavas de final do torneio. No jogo de ida, o Vovô derrotou o Fogão, por 2 a 1.

– Fico muito feliz com essa marca. Ficar 25 jogos sem receber nenhum cartão é muito complicado, principalmente para quem atua no setor de meio-campo, como eu. Mas isso é normal para mim. Desde criança, eu aprendi a jogar limpo. É possível desarmar e até chegar firme sem ser desleal ou desrespeitar o adversário. Eu cresci com isso na cabeça e acho que é saudável manter esse estilo de jogo – pontuou.

Na última partida pela Série B do Campeonato Brasileiro, o Ceará venceu o Luverdense e retomou a liderança, sagrando-se campeão simbólico do 1º turno. Antes, na quarta-feira, o clube surpreendeu o Botafogo, no Maracanã, com vitória por 2 a 1. E um dos gols foi de Eduardo. Essa foi a quarta vez consecutiva que o Alvinegro de Porangabuçu venceu o primeiro jogo dos confrontos da Copa do Brasil jogando fora de casa. Além do Botafogo, o Ceará derrotou o Internacional, em Porto Alegre, e a Chapecoense, em Chapecó, pelo mesmo placar.

– Não importa onde vamos jogar e nem contra quem, temos de pensar sempre em buscar a vitória. Contra a Chapecoense, foi assim, contra o Inter, que é um dos líderes da Série A, também, então não tinha porque a gente mudar isso. Na quarta-feira, o nosso time entrou com o mesmo espírito de jogo. Respeitamos o Botafogo, mas entramos totalmente ligados e acreditando na vitória. Vencemos por 2 a 1, mas poderíamos ter feito até mais, tudo isso pela persistência em buscar um bom resultado. Sabemos que ainda não há nada garantido, mas vamos jogar em casa, com o apoio da torcida, e vamos lutar até o final – disse.

A partida de volta contra o Botafogo será nesta quarta-feira (3), às 22 horas. O Ceará pode até mesmo perder por 1 a 0 que ainda assim se classifica. Caso avance de fase, o Vovô enfrenta o vencedor de Grêmio x Santos.

GLOBO ESPORTE.COM

Por renda, Bota jogará contra Flamengo e Corinthians na Arena Amazônia

Em nota oficial, clube pede “compreensão” dos torcedores cariocas devido ao retorno financeiro que as partidas a serem realizadas em Manaus terão

Arena Amazônia Honduras x Suíça (Foto: Silvio Lima)

Arena Amazônia sediou partidas da Copa do Mundo e receberá jogos do Bota (Foto: Silvio Lima)

O Botafogo mandará suas partidas contra Corinthians e Flamengo, pelas 28ª e 31ª rodada do Brasileirão, respectivamente, em Manaus, na Arena Amazônia. A justificativa do clube para a troca de mando de campo, do Rio de Janeiro para o Amazonas, é o retorno financeiro que as partidas poderão ter. Em nota oficial divulgada em seu site, o Botafogo afirma que a renda será utilizada para o pagamento de salários dos jogadores, que estão atrasados no clube.

Confira a nota completa:

“O Botafogo FR informa que os jogos contra o Corinthians, válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, e Flamengo, pela 31ª rodada, ambos sob o mando de campo do clube, serão realizados na Arena Amazônia, em Manaus.

O clube pede a compreensão dos torcedores do Rio de Janeiro para a importância do retorno financeiro dessas partidas, destacando o compromisso com os jogadores de utilizar a renda para o pagamento dos salários”.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Mat Ryan out to cement No.1 Socceroos spot

September 3, 2014 – 9:00AM

Mat Ryan.

Mat Ryan. Photo: Peter Rae

LIEGE, Belgium Feeling his position in the Socceroos goal is far from safe, gloveman Mat Ryan plans to put the harsh lessons learned at the World Cup into practice against Belgium.

Ryan conceded nine goals in three games in Brazil but is set to retain his spot as first-choice keeper in Thursday’s friendly in Liege, Australia’s first post-World Cup outing.

However with nearest rival Mitch Langerak getting game time recently at Borussia Dortmund and the likes of Adam Federici back playing regularly with English Championship side Reading, Ryan says there’s pressure to perform.

“There’s pressure in every position in the national team and if you’re complacent at any level really, another player is going to step up and take that spot off you,” said Ryan, who plays in Belgium with Club Brugge.

“In a national team environment, you’ve got to be picked on your form and it’s good for (Langerak) and guys like Federici, who have been getting regular game time again.

“It creates good depth for the position.”

Ryan performed well in Brazil but spent plenty of time picking the ball out of the back of the net as Australia’s defence struggled against the attacking might of Spain, the Netherlands and Chile.

The former Central Coast goalkeeper admits it wasn’t a dream tournament but looks back on it as a priceless learning experience.

“I’d foreseen going there to have gone a bit better and hopefully kept a clean sheet and not conceded so many goals,” Ryan said.

“But in hindsight, it was my first time competing at that level.

“You can sit there on your TV and watching those games being played in the English Premier League and those bigger leagues but I think international is even another step further than that.

“The likes of who we played against, we’re not going to come across too much better in the future.

“So hopefully these games coming up, if I get the nod I can show what I learned from over there and hopefully put in some better performances.”

Ryan was named goalkeeper of the year in Belgium last season and has made a strong start in the new campaign for Brugge, who sit sixth in the league and recently clinched Europa League qualification.

In his second year in Belgium, Thursday’s match is a home friendly of sorts for Ryan but he said the build-up to the game had been muted following the European nation’s quarter-final exit at the World Cup.

“Speaking to the public and a few guys on my team, I think it’s a bit of a split perception of how they did,” Ryan said.

AAP

Source : The Sydney Morning Herald