Árbitro Heber Roberto Lopes é banido do quadro de árbitros da CBF

HISTÓRICO:  juiz não pipoca e deixa de marcar pênalti para o Corinthians pela 1° vez na história (FOTO: Amarilla)

HISTÓRICO: juiz não pipoca e deixa de marcar pênalti para o Corinthians pela 1° vez na história
(FOTO: Amarilla)

O Grêmio precisou de apenas três minutos no segundo tempo para garantir a vitória em cima do Corinthians. O placar 2 a 1 com dois de Barcos firmou a festa na Arena. Contudo, dois lances causaram uma grande mudança no quadro de árbitros da CBF. O árbitro Heber Roberto Lopes foi banido pela CBF após expulsar o corintiano Guerrero e não marcar pênalti em um lance de bola na mão, na área gremista.

No lance em questão, ocorrido aos 44 minutos do segundo tempo, Romarinho ficou com sobra na área, após tentativa de Romero. O atacante bateu com o pé direito, e a bola tocou no braço esquerdo de Werley, aberto pelo movimento que fazia o beque tricolor. Segundo José Maria Marin, presidente da CBF, lances como este não podem passar em branco.

“A diretriz é a seguinte: caiu na área, é pênalti para o Corinthians; bateu no ombro, é mão e pênalti para o Corinthians. Aí a bola bate na mão, mesmo sem intenção, e o Heber não marca nada? E todos os cursos que demos sobre como favorecer o Corinthians? Não aprendeu nada? Pois é, não tenho outra escolha a não ser bani-lo do quadro de árbitros da CBF”, disse.

O ex-atleta do Corinthians e atual comentarista de arbitragem da Rede Globo, Paulo César de Oliveira, disse que o juiz cavou a própria cova: “Eu sempre disse que para nascer um pênalti para o Corinthians, são necessárias duas quedas: uma na área do adversário, outra na conta do juiz. O Heber esqueceu da primeira e não aproveitou a bola na mão para se consagrar”, disse.

O técnico Mano Menezes detonou o juiz na imprensa e acabou sendo criticado pelos jogadores. Segundo os atletas, o treinador não deveria externar um problema do grupo, muito menos expor um companheiro de clube. Um dos jogadores afirmou: “Tem que chamar o Heber no vestiário e resolver lá dentro”.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.