James Akel comenta o salário miserável que a Band quer pagar para repórter de celebridades

14e24-logo_band_p

Parece que a TV Band ainda não entendeu que não adianta ter um apresentador de show ganhando bem e o restante do povo recebendo pouco.

Nesta semana um repórter de artistas, daqueles que mostram bastidores, recebeu uma oferta de trabalho que assusta o mercado de tão baixa.

Deste jeito não tem programa que se mantenha bem.


Escrito por jamesakel@uol.com.br às 09h06 no dia 29.07.2014

Fim da linha: Ronaldinho Gaúcho deixa o Galo após dois anos

Fim da linha: Ronaldinho Gaúcho deixa o Galo após dois anos

© AFP

O Atlético-MG confirmou nesta segunda-feira a saída de Ronaldinho Gaúcho da equipe. O jogador havia comemorado o título da Recopa Sul-Americana, na semana passada, em tom de despedida e não se reapresentou com o restante do elenco para o jogo contra o Sport, na Ilha do Retiro, onde não ficou nem no banco de reservas. Após alguns dias em que a certeza de sua saída foi crescendo, ele confirmou sua decisão de rescindir o contrato com o clube.

Nesta segunda, a assessoria de imprensa do Galo fez o anúncio, pouco tempo depois de o técnico Levir Culpi afirmar que tinha sido notificado pela diretoria que não poderia mais contar com o jogador em seu elenco. “Em reunião com Assis, nessa manhã, na casa do presidente Alexandre Kalil, ficou acertada a rescisão de Ronaldinho Gaúcho. O jogador estará na Cidade do Galo, quarta-feira, onde concederá entrevista coletiva ao lado do presidente”, dizia o comunicado à imprensa.

O último jogo do camisa 10 foi, então, tão brilhante quando sua passagem pelo Atlético-MG: a vitória por 4 a 3 sobre o Lanús, da Argentina, na decisão da Recopa Sul-americana. Resultado que deu ao Galo mais uma taça no período em que contou com o armador. “Não conto mais com Ronaldinho. Está rescindido seu contrato. Acabou o ciclo dele. É um ídolo de todos nós, carismático, mas é assim que funciona”, disse Levir Culpi.

Ronaldinho Gaúcho estava no Galo desde 2012, período no qual recuperou o bom futebol e acumulou três títulos, sendo o maior de todos a histórica Copa Libertadores de 2013. Ele ainda liderou o Galo ao título do Campeonato Mineiro em cima do arquirrival Cruzeiro e fechou seu ciclo levantando a taça da Recopa. Foi também com a camisa atleticana que ele retornou à Seleção Brasileira sob o comando de Luiz Felipe Scolari, ficando, no entanto, de fora da lista para a Copa do Mundo da FIFA.

Por outro lado, sua maior decepção veio com a eliminação na semifinal da Copa do Mundo deClubes da FIFA Marrocos 2013 diante do Raja Casablanca, um torneio no qual o Galo depositava bastante esperança. Aos 34 anos, ele totalizou 88 partidas e 28 gols pelo clube e ainda não deu pistas de onde deve jogar agora, com clubes americanos, o Queens Park Rangers e o Besiktas, que já havia o procurado no ano passado, aparecendo como as mais prováveis opções.

 

FIFA.COM

Grêmio anuncia volta de Luiz Felipe Scolari após 18 anos

Grêmio anuncia volta de Luiz Felipe Scolari após 18 anos

© Getty Images

Menos de um mês depois de sua participação na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, Luiz Felipe Scolari já está de volta ao futebol. Nesta terça-feira, o Grêmio anunciou o retorno do treinador, que teve uma passagem vitoriosa pelo clube gaúcho na década de 90. Ele vai assumir o time na décima colocação do Campeonato Brasileiro.

“Estou muito contente e retornar ao clube que sempre tive carinho. Quero realizar novamente um grande trabalho”, afirmou em comunicado o treinador, que terá a companhia de Flávio Murtosa e Ivo Wortmann na comissão técnica, ao  lado de André Jardine. Fábio Mahseredjian segue à frente da preparação física do Tricolor.

O presidente do Grêmio, Fábio Koff, viajou na manhã desta terça a São Paulo, para se encontrar com Felipão. Os dois conversaram durante a tarde, e o acerto foi feito rapidamente. Também participou do encontro o diretor jurídico do Grêmio, Gabriel Vieira.

Em princípio, o ex-técnico da Seleção Brasileira indicou que se afastaria dos gramados por um período, priorizando o convívio familiar, querendo descansar após terminar a Copa do Mundo em quarto lugar. No entanto, segundo informações da Rádio Bandeirantes, até mesmo a família já apoiaria a ideia de um retorno ao Tricolor gaúcho. A amizade de longa data com o presidente Fábio Koff também pesou na decisão.

Foi na gestão de Koff, entre 1993 e 1996, que Luiz Felipe Scolari conquistou uma Copa Libertadores, um Brasileirão, uma Copa do Brasil, uma Recopa Sul-Americana e dois estaduais. O técnico ainda teve outra passagem pelo Tricolor, em 1987, quando foi campeão gaúcho e obteve o maior período de invencibilidade da história do clube, com 32 jogos sem derrota naquele ano.

Felipão hegará a Porto Alegre e será apresentado oficialmente pelo time que tinha Enderson Moreira no comando tático até o fim de semana – a equipe foi derrotada pelo Coritiba, de virada, por 3 a 2. O próximo compromisso será contra o Vitória, no sábado, em Salvador.

 

FIFA.COM

A troca de gentilezas entre Silvio Santos e Edir Macedo

A troca de gentilezas entre Silvio Santos e Edir Macedo

Silvio Santos tem sido bastante generoso com Edir Macedo. No último domingo (27), em seu programa, ele exibiu uma longa reportagem sobre a inauguração do Templo de Salomão, que vai acontecer em São Paulo esta semana, e enalteceu todo o tempo a ideia que teve o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus pela obra.

Esta admiração pelo Bispo Macedo, no entanto, é antiga. Em entrevista à Veja em 2000, uma testemunha relatou que Silvio Santos foi à um culto da Universal negociar a multa rescisória de Ratinho, que estava na Record em 1998. Tirado a peso de ouro, Silvio queria pagar a multa, mas um valor bem inferior ao que estava no contrato. A multa era de R$ 44 milhões, o dono do SBT disse que depois de anos na Justiça ele pagaria no máximo R$ 22 milhões e propôs dar R$ 14 milhões. Edir aceitou.

Silvio Santos então ficou tão embasbacado com o poder de oratória de Edir Macedo que passou a pedir que um de seus empregados gravasse as falas do bispo para que pudesse ouvir no carro. Macedo ganhou um fã incondicional, já que Silvio assistiu pessoalmente um de seus cultos na última fileira.

Há quase quatro anos, o “Domingo Espetacular” produziu uma senhora reportagem sobre os 80 anos de vida de Silvio Santos. Mas ele só ficou sabendo da existência da matéria no ano passado, quando cruzou com o comandante Hamilton no salão do Jassa. Agradeceu a Record no ar.

Talvez como uma forma de retribuir a gentileza, Silvio tem falado que vai à inauguração do Templo de Salomão depois de amanhã (31). Este aliás, que Silvio fez questão de frisar: “Não importa quanto custou”. A obra saiu pela bagatela de R$ 680 milhões. Foi necessário importar pedras de Hebron, em Israel, 10 mil cadeiras da Espanha até mesmo pés de oliveira, que vieram do Uruguai porque se adaptaram melhor ao clima paulistano.

É claro que não tem como esquecer o fato de Silvio Santos ser judeu. E para quem não sabe, o Templo de Salomão foi o primeiro templo de Jerusalém a ser construído, e era um local de cultos judaicos, antes mesmo de Jesus Cristo nascer.

NaTelinha

 

Números de anteontem do TV TOTAL

London 2012

País Visualizações
Sinal BrazilBrazil 632
Sinal Estados UnidosEstados Unidos 149
Sinal PortugalPortugal 14
Sinal United KingdomUnited Kingdom 5
Sinal ChileChile 4
Sinal AustráliaAustrália 3
Sinal MoçambiqueMoçambique 3
Sinal Korea, Republic ofRepública da Coreia 2
Sinal EspanhaEspanha 2
Sinal MéxicoMéxico 2
Sinal ItalyItaly 1
Sinal CanadáCanadá 1

Tom Barros comenta que vai atacar aqueles que não respeitarem os jornalistas na Arena Castelão

Intolerância

Certamente o leitor deve estar surpreendido com a postura contundente que assumi nas observações de hoje. Deixei de lado o tom moderado que costumo usar, mesmo quando o assunto é grave e polêmico. Motivo simples: minha paciência esgotou. Minha tolerância chegou ao fim. Não suporto ver meus colegas cronistas tratados como intrusos ou como se estivessem pedindo favor. Todos estão trabalhando. Abro as baterias em defesa da classe. É apenas o começo.

 

Tom Barros-Jogada-Diário do Nordeste-29.07.2014

Tom Barros comenta que Ferruccio Feitosa fez muito pela Arena Castelão

Contraste

Ferruccio Feitosa é educado, distinto, respeitoso. Sou admirador da sua maneira de bem tratar as pessoas. Sei do seu amor pelo Castelão, pois dele foi o gestor maior. Mas lamento dizer que não estão à sua imagem e semelhança os que agora se arvoram de “donos” da nova praça. Com estes o relacionamento azedou como em boa hora o Diário do Nordeste denunciou.

 

Tom Barros-Jogada-Diário do Nordeste-29.07.2014