Renato Maurício Prado comenta desempenho de Lionel Messi na Copa do Mundo 2014

Messi, um rei sem consolo: "Nós, os da frente, erramos"

Apesar da fraca atuação de Messi na final seria injusto dizer que ele foi mal na Copa do Brasil. Graças a ele a Argentina conseguiu chegar onde chegou (basta lembrar os seus quatro gols e o passe decisivo para Di Maria marcar contra a Suiça). Mas daí a receber o prêmio de melhor jogador da Copa foi um tremendo exagero. Pra mim, o craque do Mundial foi o holandês Robben.

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 14.07.2014

Renato Maurício Prado comenta a emoção de Alemanha 1 x 0 Argentina

Alemães comemoram e Brasil emociona o mundo

Tensa, como costumam ser as finais, a decisão entre Alemanha e a Argentina não chegou a ser tecnicamente um grande jogo — muito pelo contrário. O 0 a 0, porém, manteve a emoção no ar durante os 120 minutos de bola rolando. A maior decepção mesmo foi a atuação de Lionel Messi, discretíssimo. Perdeu um gol que não costuma perder, no início da etapa final, e pareceu sentir o músculo da perna após o chute cruzado, que passou rente à trave.

Daí pra frente, pouco foi visto em campo. A impressão que ficou é a de que só não saiu por ser quem é, na esperança de que numa jogada ainda pudesse decidir, mesmo fora de suas condições ideais. E a oportunidade até apareceu, no último minuto da prorrogação, numa falta que ele mesmo sofreu e cobrou, muito alto, longe da baliza alemã.

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 14.07.2014

Queensland tourism figures falling

July 13, 2014

Amy Remeikis

Queensland state political reporter

Fewer tourists are coming to Queensland, and they are also spending less money.

Fewer tourists are coming to Queensland, and they are also spending less money.

The shine has yet to return to the Sunshine State’s tourism market, with Queensland’s visitor numbers still in decline.

The latest National Visitor Survey for the year ending March 2014 revealed domestic travel numbers grew across the country, with overnight travellers and expenditure increasing by 4 per cent and visitor nights up 1 per cent.  The survey takes into account both business and holiday visitation and expenditure.

Day trips across the nation dropped by 4 per cent, but there was no change to day trip expenditure.

Fewer tourists are coming to Queensland, and they are also spending less money.

Fewer tourists are coming to Queensland, and they are also spending less money. Photo: Glenn Hunt

But while New South Wales and Victoria saw increases in overnight trips, visitor nights and expenditure, Queensland’s numbers declined.

Overnight visitors dropped by 2 per cent, while NSW saw an increase of 6 per cent and Victoria 7 per cent. In NSW, visitor nights increased by 1 per cent and in Victoria 3 per cent. Queensland saw a -3 per cent change. But the biggest loss was in expenditure – NSW claimed a 10 per cent increase, while Victoria clocked a 4 per cent jump. Queensland lost 1 per cent.

Overall, Queensland’s share of the domestic visitor market dropped to 22.8 per cent.

But it wasn’t all bad news – the tropical north Queensland region saw a 5.8 per cent jump in total results, with the region’s tourist resurgence continuing – the survey recorded a 10.4 per cent increase in holiday makers.

The survey also ended before the Easter holiday period, which was a success for Queensland.

But as one of the four pillars the Queensland government touts as crucial to the state’s economic recovery, the numbers reveal there is still a long way to go.

Tourism Minister Jann Stuckey preferred to look at the bright side. Ms Stuckey pointed to results which showed a four per cent growth between January and March this year, compared to the same time last year. Over a three year period, Queensland’s domestic visitation grew by 3 per cent, while spending increased by 6 per cent.

“Tourism numbers will fluctuate from season to season, but it’s encouraging to see a three per cent increase in visitors and a six per cent increase in visitor spending over three years [trend],” she said.

“We are taking a long term approach to tourism after Labor mismanagement saw Queensland lose its position as Australia’s number one holiday destination.

“The government’s strong 20-year plan for tourism, Destination Success, provides a shared purpose and common goal between industry and government to deliver on our targets.”

Source : The Sydney Morning Herald

Argentina chega a Buenos Aires com uma grande recepção dos torcedores

Um rastro de destruição em Buenos Aires, brigas no Maracanã e decepção total no Terreirão do Samba, reduto dos “hermanos” no país após a derrota da Argentina na final da Copa do Mundo. No dia seguinte, porém, tudo isso foi deixado de lado. No lugar de tristeza e irritação, a recepção aos jogadores no país foi em tom de heroísmo e carinho. A delegação chegou a Buenos Aires na manhã desta segunda-feira com festa e seguiu para o centro de treinamento em Ezeiza, onde foi recebida pela presidente do país, Cristina Kirchner, que exaltou a performance da seleção no Brasil. Uma recepção que estava marcada para ocorrer no Obelisco, um dos principais pontos turísticos da capital argentina, no entanto, foi cancelada.

– Agradeço a todos. Ontem senti um orgulho imenso pela forma como defenderam as cores da Argentina. Dignidade, orgulho e capacidade. Calaram a boca de muitos que não acreditavam em vocês. Demonstraram que com garra, equipe e paixão em campo é possível conseguir triunfos. Vocês foram uns leões – disse a presidente, que, entretanto, admitiu que não assistiu a partida alguma da seleção na Copa.

Torcida Chegada ARgentina (Foto: Agência EFE)
Torcedores cercam o ônibus com os jogadores da Argentina na chegada a Buenos Aires (Foto: Agência EFE)

 

 

MESSI AGRADECE, E SABELLA SE “VINGA”

Entre a delegação, o tom também foi de orgulho. Considerado o melhor jogador da Copa pela Fifa, Messi exaltou a união do elenco e agradeceu o apoio da torcida.

– Este grupo tão unido nos levou até a final. Agradeço a todos pelo apoio. Demos uma grande alegria ao país tendo chegado à final e jogando de igual para igual com o rival. Nos fizemos mais fortes do que nunca. Agora seguiremos trabalhando para dar mais alegrias ao país.
– disse o craque.

Rojo Chegada ARgentina (Foto: Agência EFE)
Lateral Rojo acena para os torcedores argentinos (Foto: Agência EFE)

 

O técnico Alejandro Sabella, que ainda não tem sua continuidade no cargo confirmada, foi só elogios a seus comandados. Segundo ele, o reconhecimento ao grupo é merecido.

– Esta equipe merece o reconhecimento. Demos 100%. Espero que estejam satisfeitos. Este grupo deixou a pele em cada jogada – afirmou, ao diário Olé.

Cristina Kirchner argentina (Foto: Reprodução / Twitter)
Vingança: Sabella joga água em Lavezzi (Foto: Reprodução / Twitter)

 

Sabella, inclusive, demonstrou bom humor. Em determinado momento, se viu ao lado de Lavezzi e resolveu brincar com o atacante, que durante o jogo contra a Nigéria jogou água no treinador após levar uma bronca. Ao lado de Kirchner, o técnico pegou uma garrafa e a ofereceu ao jogador, como se o desafiasse a repetir o ato.

Mascherano, um dos principais nomes da Argentina na Copa, também agradeceu o apoio dos torcedores, mas não escondeu a frustração com o vice.

– Gostaríamos de ter voltado de outra forma, nada mais. Mas obrigado a todos. Deixamos valores de como competir. Espero que tenhamos marcado um caminho e possamos seguir crescendo – disse o volante do Barcelona.

 

Cristina Kirchner e Messi argentina (Foto: Agência Reuters)
Cristina Kirchner e Messi na Argentina (Foto: Agência Reuters)

Renato Maurício Prado comenta o que a Alemanha fez para derrotar a Argentina

Assim como fez contra o Brasil, a Alemanha buscou a vitória na base de seu envolvente toque de bola. A significativa diferença foi que, na maioria das vezes, os alemães acabaram falhando na hora de concluir, muito pela marcação a que eram submetidos e também pelos poucos espaços que encontravam.

O lindo gol de Gotze só foi garantir a sofrida e magra vitória por 1 a 0 e a conquista da Copa, aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação!

E pensar que, na semifinal, em menos de trinta minutos de jogo, a seleção brasileira já estava humilhada e eliminada, com 5 a 0, no placar…

E o Felipão ainda tem coragem de falar que fez um “bom trabalho”?!?

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 14.07.2014

Hora do Faro e Programa Eliana registram péssima audiência em confronto com a final do Mundial

4364011985_bcb9ee4bd4_z

A final da Copa do Mundo 2014  monopolizou a audiência e prejudicou o desempenho dos programas de auditório do SBT e Record.

Neste domingo, 13, o Domingo Legal registrou apenas 4 pontos, e se manteve na terceira colocação, atrás do Domingo Show, da Record, que marcou 5,5 pontos.

O Programa Eliana, que enfrentou na íntegra a final do Mundial, alcançou apenas 4 pontos, a sua pior média no ano. A atração do SBT, no entanto, conquistou a vice-liderança isolada. O Hora do Faro, da Record, marcou apenas 3 pontos.

Os números são prévios e podem sofrer alterações – para mais ou para menos – no consolidado.

O Planeta TV