BOMBA: Novo time de Ronaldinho Gaúcho é conhecido após gafe em site

Uma gafe parece ter colocado fim às especulações sobre o destino de Ronaldinho Gaúcho. O jogador que encerrou o contrato amigavelmente com o Atlético-MG esta semana já decidiu qual sera o seu próximo clube: o New York Red Bulls, dos Estados Unidos.

A informação, ainda não confirmada oficialmente, foi feita através de um erro no site oficial do clube americano, que parece ter divulgado antes da hora, uma notícia sobre o acerto do jogador com o clube, e ainda um vídeo, no qual o craque brasileiro fala da expectativa do novo desafio na carreira.

A notícia, que ficou no ar no site por menos de 10 minutos, foi retirada rapidamente, mas o suficiente para que milhares de torcedores do clube pudessem ver o brasileiro vestindo a camisa do clube americano e bem descontraído no vídeo de boas vindas.

Em um print tirado da primeira página do site, é possível ver uma reprodução do vídeo do jogador, exibida no destaque do site, e plano de fundo do craque com a camisa do clube. Foto: Assis

No vídeo que tem cerca de 2 minutos, Ronaldinho agradece a oportunidade dada pelo Atlético-MG, de mostrar como o seu nome pode fazer comque um clube desconhecido seja conhecido mundialmente, e brincou com uma estigma que o persegue, o fato de ser um grande apreciador de bebidas destiladas com energético: “Acho que não teria escolha melhor, eu adoro Red Bull, principalmente misturado com um cavalinho”, disse fazendo alusão ao whisky Cavalo Branco, muito utilizado na mistura com energéticos. Após a brincadeira, um funcionário do clube entregou ao jogador uma lata do energético que dá nome ao clube, arrancando risadas do jogador brasileiro que finalizou: “Joga o copo pro alto e vamos beber”, referindo-se à música que o jogador gravou com a dupla sertaneja João Lucas & Marcelo (veja aqui).

A expectativa é que R10 deva ser apresentado oficialmente no time norte-americano ainda esta semana, mas só poderá entrar em campo no próximo ano, quando começa a liga norte americana. Enquanto isso, especulações dizem que o Ronaldinho pretende abrir um bar com o amigo, e ex jogador, Adriano Imperador.

 

Fluminense entra com recurso e garante presença no Fifa 15; Fred estará na capa

Os desenvolvedores trabalharam duro para fazer Fred se movimentar no game (FOTO: Immobile)

Os desenvolvedores trabalharam duro para fazer Fred se movimentar no game
(FOTO: Immobile)

O game de futebol “Fifa 15″ não terá os clubes e jogadores do campeonato brasileiro, informou a Electronic Arts, na última quarta-feira (30). A notícia pegou todos de surpresa e um dos clubes mais fortes do país – no sentido tapetônico -, resolveu agir. O Fluminense estendeu oficialmente o tapete tricolor nos gramados do vídeo game, entrou com um recurso e garantiu presença no jogo.

O advogado do clube, Mário Bittencourt, contou como foi o projeto: “O Fluminense existe fora do campo, seja nos tribunais, seja no vídeo game. Portanto, não podemos perder nossa força em um dos principais jogos. Entramos com recurso e o Fluzão estará no jogo. Inclusive, disputando a Champions League. E se o player for eliminado jogando com o Fluminense, terá inúmeras chances de retornar ao jogo usando tapetão e virada de mesa”, disse.

Outra novidade oriunda do recurso é a presença do atacante Fred na capa. Segundo dirigentes do clube carioca, a inserção da imagem do jogador foi só para castigar a Fifa por ter tirado o Flu do game.

A presença do Fluminense deixou o jogo menos real, já que no Fifa 15 o centroavante Fred se mexe.

 

Tom Barros dispara críticas contra a administração da Arena Castelão

Image-0-Artigo-1669749-1
Image-1-Artigo-1669749-1

Estranho silêncio

Quem cala, consente. O silêncio dos gestores diante das fortes críticas contra a forma de entregar a terceiros o Castelão construído com dinheiro público leva a uma conclusão: procedem os argumentos apresentados. Um absurdo tamanho que ninguém ousou contestar. Estranho também o silêncio dos deputados que, tendo uma tribuna para falar, fingem desconhecer a questão. E embarcam também na comprometida postura silente. O problema está aí e não terá fácil solução. O tempo cuidará de mostrar o resultado de tudo isso. Queira Deus que eu esteja errado. Se assim for, terei a humildade de reconhecer meu equívoco. Mas, por enquanto, mantenho a posição: o Castelão deveria ser gerenciado pelo Estado assim como o “Presidente Vargas” é gerenciado pela prefeitura.

Não cola

Desde a inauguração, em 1973, até antes da reforma para a Copa, o Castelão não precisou de terceiros para sustentá-lo. Foram 39 anos. E serviu para jogos, shows, encontros religiosos católicos (Queremos Deus) e encontros evangélicos, enfim, ocupação normal sem problemas. Agora, porque modernizado, o Estado não tem como arcar com a manutenção?

Que não pode…

Quem não pode com o pote não pega na rodilha. Se não tinham condições de segurar o novo Castelão visto que os preços da manutenção subiriam à estratosfera, por que admitiram a reforma? E observem que, no antigo Castelão, a capacidade era para 130 mil pessoas. Hoje, bem menor, em torno só de 63 mil pessoas. Para um bom entendedor…

Recordando

1973. Campo Lyrio Callou, hoje Inaldão em Barbalha. Cariri x Guarani/J. O saudoso Foguinho (Francisco de Assis) no início de sua brilhante carreira na Rádio Progresso. A partir da esquerda, em pé, encostado na mesa, o Foguinho que morreu no dia 15 passado. Sentados, na mesma ordem: Leto Rocha, Chico de Nita, o comentarista Wilton Bezerra e João Hilário. (Colaboração de Sávio Aires, de Barbalha).

Lição da vida

Aprendi a defender a classe com o querido e saudoso Afrânio Peixoto, brilhante comentarista na década de 1950 e dirigente de emissoras de rádio e TV. Nunca esqueci sua revolta quando Dino Sani, campeão do mundo de 1958, tratou mal um repórter. Afrânio levantou-se e ordenou que fosse dada uma reposta dura ao campeão.

Foi no PV

Esse repórter que Dino tratou mal fui eu. Afrânio dirigia a Rádio Uirapuru. Aconteceu em 1967. Eu, jovem ainda, fiquei atônito ante a grosseria do jogador Dino. Afrânio não admitiu a ofensa e ordenou fosse dada uma resposta, o que foi feito pelo narrador (não sei se Júlio Sales ou Zé Cabral). Hoje, qualquer bobinho quer destratar cronista esportivo.

Exclusão

Gostaria muito que o presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, viesse a público, confirmar ou não, se sabe do propósito de eliminarem de campo os cronistas esportivos. Estes teriam acesso apenas a uma zona mista, imitação da usada na Copa do Mundo. Gente, Campeonato Brasileiro é uma coisa, Copa do Mundo é outra bem diferente.

Tradições e costumes. Nos nossos campeonatos, não há superlotação nos estádios, exceto nas grandes decisões. Há amplos espaços. Não compliquem o trabalho que a crônica cearense já vem assim realizando há 70 anos. Não sejam bobos imitadores de Jérôme Valcke, aquele francês secretário geral da Fifa, que cutucava o governo brasileiro e, quando aqui chegava, era bajulado por todos. Temos nossos métodos de cobertura com base nas tradições e costumes. Acabem com invencionices ridículas.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste-31.07.2014

Vitória 01.08.2014

Isabel Vilela_Juliana Silveira

Sabrina lembra que o atestado entregue por Iago a delegacia tinha o nome de Ziggy e questiona se Iago realmente esteve em uma clínica. Supondo que o atestado seja falso, Sabrina acredita que Iago pode ser autor de vários crimes, inclusive a morte de Felipe. Iago se mostra ofendido com a suspeita de Sabrina. Estranhando a parceria entre Artur e Iago, Sabrina desconfia de que exista algo a mais nesse reencontro. Bernardo acha um absurdo Sabrina acusar Iago de ter matado Felipe. Yone diz que Priscila precisa da autorização de sua mãe para demiti-la. Determinada, Priscila expulsa Yone da escola, mas ela diz que irá voltar. Para que a mãe não questione a demissão, Priscila decide inventar que Yone tentou seduzir Dinho. Matilde oferece ajuda como testemunha caso Yone precise, mas ela afirma que Valéria não vai duvidar de sua palavra contra a de Priscila. Dinho é chamado na diretoria. Yone diz a Dante que deixou recado para a mãe de Priscila e espera uma resposta. Paulão duvida de que Dinho aceite ajudar Priscila. Dinho diz que não fez nada, mas Priscila avisa que ele vai aprontar. Tadeu confirma para Alex que Bárbara é infiltrada da polícia. Bárbara diz para Alex que Laíza é morta por Iago se descobrir que ele é bandido. Iago diz a Bernardo que Gregório vai pagar pela morte de Felipe, se lembra da noite em que assassinou o rapaz e lamenta para Bernardo a perda do irmão. Diana chama Iago de fingido e mentiroso, pois sabe que ele está ajudando Artur a prejudicar Gregório. Mossoró cobra Laíza por esconder que estava junto com Iago e diz que ela está sendo envenenada por Artur. Laíza assume que virou sócia de Mossoró para conseguir informações para Iago. Diana afirma que Bernardo vai se arrepender de não acreditar em Gregório. Mossoró dá uma chance a Laíza e resolve manter a sociedade no bar. Iago convence Bernardo a ser o treinador do haras Arminho. Diana não gosta de saber que Mossoró e Laíza fecharam acordo. Artur diz a Clarice que a vingança chega ao fim se Gregório perder a corrida e vender o haras para ele. Mossoró diz que não que vai desistir do bar por causa de Artur, deixando Diana decepcionada. Luciene oferece sua casa para Beatriz e Mossoró se encontrarem. Renata revela a Sabrina que Quim está envolvido com um grupo neonazista. Bruno e Virgulino estranham ao verem Quim junto com Priscila e Paulão. Sabrina diz a Renata que vai investigar os neonazistas. Iago pede ajuda a William para impedir que Vitória ganhe a corrida, garantindo a derrota de Gregório. Luciene e Edu ficam surpresos ao encontrarem Bernardo no haras Arminho. Diana sente uma tonteira ao visitar Vitória na cocheira. Bernardo analisa os dados dos cavalos e jóqueis. Beatriz diz a Mossoró que eles precisam fugir, pois não aguenta mais os encontros escondidos. Priscila e Iago se encontram.

Contra Futebol, “Vitória” iguala melhor audiência desde estreia

Isabel Vilela_Juliana Silveira

Juliana Silveira interpreta Priscila na trama –  Divulgação/Record

Com um período menor de confronto contra “Império” e por vários minutos disputando com o Futebol, “Vitória” alcançou expressivos índices de audiência nesta quarta-feira (30).
A novela de Cristianne Fridman obteve média de 8 pontos, igualando assim seu melhor desempenho desde a estreia, em junho. O folhetim também se posicionou na vice-liderança no ranking do Ibope, algo considerado raro nos outros dias da semana.
O resultado de “Vitória” também é destaque diante da programação da Record. A novela, que já chegou a ser uma das mais baixas audiências de toda a grade, foi a mais vista nesta quarta ao lado do “Jornal da Record”, “Cidade Alerta” e “José do Egito” – todos com 8 pontos cada.
Nos dias em que a novela vai ao ar totalmente contra “Império”, os índices costumam oscilar entre 4 e 5 pontos, sendo uma das menores médias da grade da emissora paulista.
Esses índices são consolidados e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo.
NaTelinha