Privacidade faz EUA fugir de hotel e priorizar estadia no CT do São Paulo

Preocupada com a segurança, seleção aproveita conforto das instalações tricolores
entre períodos de treinos e evita assédio em região movimentada da capital paulista .

CT São Paulo estadia Estados Unidos na Copa do Mundo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Bastaram dois dias de estadia no Brasil para a seleção dos Estados Unidos perceber que terá muito mais tranquilidade no CT do São Paulo, onde treina, do que no hotel em que se hospeda na região da Avenida Paulista, uma das mais movimentadas da cidade. Por isso, a comissão técnica definiu que vai passar o maior tempo possível utilizando a estrutura do clube tricolor. No hotel, as atividades vão se resumir a jantares e palestras. A recomendação é para que ninguém saia para passear, pelo menos nos primeiros dias de preparação.

Nesta terça, entre sessões de treinos de manhã e à tarde, o elenco não saiu do CT: todos aproveitaram o refeitório, dormiram em quartos com TV e internet wi-fi e brincaram no salão de jogos. A estrutura do CT tem 20 apartamentos duplos, academia, centro de reabilitação física (o Reffis) e piscina, entre outras facilidades.

Nos intervalos entre os treinos, os jogadores podem descansar ou jogar sinuca, por exemplo, como alguns jogadores fizeram nesta terça. O lateral-direito Fabian Johnson gostou do que viu.

– É tudo ótimo por aqui, ótimos campos, ótima estrutura. Não vimos muita coisa em São Paulo, mas o que temos neste centro de treinamento é fantástico – destacou o lateral.

Jornalistas americanos presentes na cobertura da seleção também elogiaram a estrutura. O São Paulo inaugurou recentemente uma sala de imprensa remodelada, com auditório e espaço maior para trabalho. Steven Goff, repórter do Washington Post, afirmou que o CT do São Paulo é considerado ideal para os padrões de segurança e privacidade colocados pelos EUA.

CT São Paulo estadia Estados Unidos na Copa do Mundo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Um dos quartos onde os jogadores podem descansar no período de treinos (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

– Não deve haver um lugar melhor no Brasil, por isso o (técnico) Jurgen Klinsmann quis logo garantir esse centro de treinamento para a seleção. É realmente de alto nível, como vemos nas principais ligas, e também no futebol americano – destacou Goff.

A segurança é outro fator que faz a seleção ficar mais tempo no CT, onde o acesso é bem mais controlado e só há uma entrada. No hotel, há um temor maior pela presença de curiosos e torcedores, apesar da presença diária de policiais nas redondezas – a Polícia Militar faz ronda 24 horas por dia na região da Alameda Santos, endereço do hotel dos americanos.

CT São Paulo estadia Estados Unidos na Copa do Mundo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Sala de imprensa agradou aos jornalistas americanos (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Assim, o primeiro contato dos jogadores com os fãs vai ocorrer só na quarta-feira, quando os EUA fazem o treino aberto exigido pela Fifa. A capacidade será de 700 torcedores, que serão revistados por seguranças americanos antes da chegada ao CT. À tarde, se Klinsmann decidir por folga, os jogadores terão tempo livre para passear. Será a única janela livre em São Paulo até a estreia na Copa do Mundo, dia 16, contra Gana, em Natal – os americanos estão no Grupo G, completado por Alemanha e Portugal.

 

GLOBO ESPORTE .COM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.