Técnico do Cruzeiro justifica eliminação: “Sentimos falta do árbitro Leandro Vuaden”

Sem Vuaden, o Cruzeiro de Marcelo Oliveira é o rei do morre-morre (FOTO: Verón)

Sem Vuaden, o Cruzeiro de Marcelo Oliveira é o rei do morre-morre
(FOTO: Verón)

 

O Cruzeiro obteve um fiasco daqueles na Libertadores. Após eliminação diante do poderoso San Lorenzo, o abatido técnico Marcelo Oliveira absolveu seus jogadores e atribuiu o vexame a uma ausência.

“Sentimos falta do maior responsável pelo título Mineiro, o apito amigo, que não jogou hoje. Não conseguimos inscrever o Leandro Vuaden a tempo para a fase de mata-mata e deu no que deu. Você acha que o Vuaden validaria aquele gol do San Lorenzo? Teria dado impedimento e expulsado o jogador argentino por tentar induzir o árbitro ao erro”, disse o treinador.

O juiz celeste estava nos camarotes do Mineirão apoiando seus companheiros e foi ovacionado pela torcida. Para retribuir o carinho, Vuaden mostrou a medalha de campeão mineiro, deu autógrafos e tirou fotos com os fanáticos, mas depois da partida foi flagrado chorando.

Para comemorar a classificação do seu time, o Papa soltou a fumaça azul e vermelha no Vaticano.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.