Renato Maurício Prado comenta Flamengo 4 x 2 Palmeiras

Flamengo 4 x 2 Palmeiras

Duas vitórias e duas derrotas. Um saldo ruim para o futebol carioca, no final de semana. Principalmente porque um dos triunfos foi na Segunda Divisão, com o Vasco batendo o Atlético-GO, em São Januário (uma vez de portões fechados) por 3 a 0. O lateral Marlon foi o destaque, com dois gols – Douglas, de falta, marcou o outro. Uma grande atuação vascaína? Longe disso. Mas foi um resultado importante: a primeira vitória, em três rodadas, levando o Vasco à sétima posição na tabela.

Na primeira divisão, o Fluminense, que liderava, com 100% de aproveitamento, foi a maior decepção, ao ser surpreendentemente batido, em casa, pelo Vitória, por 2 a 1. A torcida encheu o Maracanã, com mais de 50 mil presentes, mas o time frustrou a expectativa geral por uma grande atuação . Até foi superior ao adversário, no primeiro tempo, mas não conseguiu marcar. E, após o intervalo, surpreendido com um gol de Marquinhos, num chute da entrada da área (que desviou em Fred), se desarticulou e acabou sofrendo o segundo (do mesmo jogador). Quando descontou, com Wagner, impedido, já era tarde.

Nos jogos de hoje, o Botafogo acabou derrotado pelo Bahia, na Fonte Nova, por 1 a 0, gol de Maxi Biancucchi: o novo ataque, formado por Emerson e Zeballos, desta vez, não funcionou: o paraguaio acabou substituído por Wallyson, e até o tanque Ferreyra foi acionado, no lugar de Daniel, mas nada adiantou. O resultado deixou o Glorioso na penúltima posição da tabela. A vitória, na próxima rodada, contra o Criciúma, no Maracanã, é fundamental para Wagner Mancini ter um mínimo de tranquilidade para trabalhar. Será Carlos Alberto capaz de melhorar o até agora inoperante meio-campo alvinegro?

O melhor resultado foi mesmo o do Flamengo, que saiu perdendo do Palmeiras por 1 a 0 e, depois, 2 a 1, mas conseguiu virar, no segundo tempo, vencendo por 4 a 2. Nos primeiros 45 minutos, o rubro-negro sentiu muito a falta de um armador de verdade. Jayme de Almeida iniciou a partida com Negueba (!!!) no meio e Nixon, Alecssandro e Paulinho, na frente. Não deu certo. Após o intervalo, com Lucas Mugni substituindo Nixon (e assumindo a função de armador), o time melhorou bastante e a vitória veio com dois gols de Alecssandro e um de Márcio Araújo (Paulinho marcara, na etapa inicial). Mugni participou ativamente de dois gols.

Ao que tudo indica, o argentino deverá ser o titular no Fla-Flu da próxima rodada. Resta saber se conseguirá repetir a boa atuação. Talento, ele tem, mas, de uma maneira geral, os rubro-negros que entram bem e são mantidos no time, na rodada seguinte, não vêm conseguem confirmar.

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 05.05.2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.