Athletics Australia offer 100-metre record holder Melissa Breen minimal assistance

April 17, 2014 – 5:49PM

David Polkinghorne

SPORTS REPORTER AT THE CANBERRA TIMES

Melissa Breen says she's disappointed by the level of her  funding and Athletics Australia does not see her as "an investment for the future".

Melissa Breen says she’s disappointed by the level of her funding and Athletics Australia does not see her as “an investment for the future”. Photo: Katherine Griffiths

How much is being Australia‘s fastest  woman worth? According to Athletics Australia’s funding announcement on Thursday it’s about $4000.

Canberra sprint queen Melissa Breen thinks AA’s decision to give her third-tier funding at Commonwealth Games level – two ranks below AA’s world class and international levels – shows it still doesn’t believe she’s a prospect for the future.

That’s despite Breen breaking Melinda Gainsford-Taylor’s 20-year-old 100m record and setting a new mark of 11.11 seconds at the ACT track championships in February. She has also improved her personal best every year for the past three years.

As part of the new National Athlete Support Structure, her CG funding level gives her access to the AIS facilities, including physiotherapy, and about $4000 funding for expenses.

Breen said she already had access to the AIS and has had her physio costs covered since she became Australia’s fastest woman.

She spoke to both AA head coach Eric Hollingsworth and high performance director Simon Nathan on Thursday following their decision.

“Athletics Australia has not deemed me as an investment for the future, they’ve put me on six-month Commonwealth Games funding … they still do not believe I can make it to Rio [de Janeiro Olympic Games in 2016],” Breen said.

“I find it really disappointing that after breaking an Australian record and running the standard needed for the international category of NASS, which is 11.21seconds, I am not seen yet as an investment for the future.

“It’s nice to be recognised, but I thought after breaking the Australian record and [setting a personal best] for the third season in a row, it would be seen that I was on a positive direction towards Rio.”

The 23-year-old admitted it was a “kick in the guts”, but she was determined not to let it distract her from preparing for  the Commonwealth Games in Glasgow in July.

She leaves to compete at the Stawell Gift on Friday, where she’s not only trying to win the Women’s Gift, but become the first woman to make it to the semi-finals in the men’s.

Breen has been in a heavy training block since the Australian track championships in Melbourne two weeks ago as she builds towards chasing a medal in Glasgow.

“It’s not going to stop me from running fast,” she said.

“It was always their decision. It’s fine because we did it before and we can do it again.

“I have a great team around me in Canberra who fully believe and support me.”

Nathan said the decision didn’t show a lack of respect for Breen, but he said AA wanted to see how Breen would perform on the international stage.

He understood how Breen could feel like AA didn’t believe in her, but he hoped she could produce a similar time to her record at a major meet.

Nathan wished he had more funding so he could give more assistance to all his athletes, but he stood by the category Breen had been placed in.

All funding will be reassessed in September after Glasgow.

“At this point of time we want to see a bit more to see whether or not she’s a long-term prospect,” Nathan said.

“She’s absolutely run the time and that’s a fantastic achievement for her and her coach, that’s great.

“It’s a very tough event the women’s 100 metres, we’re judging against global top eights at championships so what we need to see from her is consistency of those fast times and to reproduce those fast times at major championships.

“Absolutely no lack of respect, it’s a great time, a really good performance, but what this program is about is global top eights.”

Breen will begin her Stawell Gift campaign on Saturday.

Source :The Sydney Morning Herald

Pilotos do “Programa da Sabrina” não teriam agradado à Record, diz jornal

 

Pilotos do "Programa da Sabrina" não teriam agradado à Record, diz jornal

Os pilotos do “Programa da Sabrina”, que nada mais são que edições de teste feitas para avaliação, não teriam agradado à alta cúpula da Record, segundo informa o Jornal Extra.

A suposta rejeição ao material que foi enviado para a direção da emissora teria sido responsável por instaurar um clima de tensão nos bastidores, o qual se acentua ainda mais a medida que a gravação definitiva e a estreia se aproximam.

Uma das estratégias adotadas pela Record é escalar nomes de seu próprio casting para dividir espaço com Sabrina no palco, amenizando assim a sua responsabilidade. Também comenta-se que a espontaneidade da apresentadora estaria sendo controlada pela direção.

NaTelinha

Rede Record divulga estreias de Domingos Meirelles, Rafael Cortez e novela Vitória

Juliana Silveira vai interpretar uma neonazista  na novela Vitória

 

A Record, aos poucos, vai divulgando a data de estreia de suas novidades para 2014. Algumas já estão em vias de estrear, como “Aprendiz Celebridades”, “Programa da Sabrina”, a tão esperada atração de Sabrina Sato, e “Hora do Faro”, novo programa dominical de Rodrigo Faro.

Porém, outros lançamentos só tiveram as datas divulgadas nesta quinta (17), em anúncio feito pela assessoria de imprensa da emissora da Barra Funda.

O “Repórter Record – Investigação”, comandado por Domingos Meirelles, irá estrear no próximo dia 28 de abril, uma segunda, às 22h15. A intenção do canal com a estreia é barrar os bons índices do “Máquina da Fama”, apresentado por Patrícia Abravanel no SBT.

Outra estreia é o “Me Leva Contigo”, de Rafael Cortez. O programa de namoros vai ao ar a partir do dia 9 de maio, uma sexta, às 22h15. Em uma entrevista recente, Rafael falou sobre a atração, que marcará sua volta para a televisão, já que não emplacou mais nada depois do “Got Talent Brasil”: “São garotas com conteúdo, personalidade, que representam todos os tipos da sociedade brasileira. De um elevador descem caras muito bonitos, legais e descolados. O primeiro a descer sou eu. Mas, infelizmente, não posso namorá-las. Preciso ser profissional, segurar a onda e guardar os meus brios no lugar certo. O programa é bem pouco roteirizado. Serei eu mesmo, mesmo que isso signifique falar bobagem e ser editado por dizer algo muito bizarro ou uma piada sem graça. E não tem essa de ‘encontrar sua cara-metade’. Vamos promover encontros, e as pessoas fazem o que elas quiserem”.
 

Outra estreia previamente agendada é o da novela “Vitória”, substituta de “Pecado Mortal”, que está sendo escrita por Cristianne Fridman. Ao contrário de algumas especulações, que diziam que a trama de Carlos Lombardi iria até julho ou agosto, não é isso que deve acontecer.

“Vitória” deve estrear mesmo em junho, perto da Copa do Mundo de 2014, em dia que ainda será definido e divulgado pela direção da Record.

 

NaTelinha

Demissões de motoristas causa transtornos na Record

 

As demissões de motoristas na Record estão criando um problema operacional e outro trabalhista. Explica-se: em alguns casos, a emissora está obrigando assistentes de equipes de reportagem e de produção a dirigirem o carro da emissora, o que caracteriza dupla função. A situação é pior porque, há duas semanas, a Record demitiu 40 profissionais de equipes de externas.

 

Rede Record está demitindo motoristas

 

A Record está demitindo motoristas. Somente nesta semana, foram dispensados mais de duas dezenas. Alguns profissionais estão sendo substituídos por motoristas terceirizados, de uma empresa de Celso Macedo, irmão do bispo Edir Macedo, que já domina as áreas de segurança e a de limpeza. Nos bastidores da emissora, comenta-se que todos os motoristas serão demitidos.

 

SBT define data do retorno da Roda a Roda

  O SBT definiu a estreia do Roda a Roda às quartas-feiras: 30 de abril, a partir das 21h45. Com a mudança, a novela Rebelde será encurtada e o Programa do Ratinho começará mais tarde, às 22h30. Apresentado por Silvio Santos aos domingos, o game show tinha previsão de ir ao ar ontem (16), e chegou a ser adiado para o dia 23.

Ministério da Justiça veta reprise de Cobras & Lagartos à tarde na Globo

Daniel Oliveira em cena de Cobras & Lagartos em que um barco com Mariana Ximenes explode
Por DANIEL CASTRO, em 17/04/2014 · Atualizado às 14h15

O Ministério da Justiça enterrou hoje (17) os planos da Globo de reprisar no Vale a Pena Ver de Novo um de seus maiores sucessos dos últimos dez anos, a novela Cobras & Lagartos (2006), que alçou João Emanuel Carneiro ao primeiro time de autores da Globo. A novela das sete teve média de 39 pontos na Grande SP, mesma audiência de Avenida Brasil (2012), três a mais do queAmor à Vida (2013) e dez a mais do que Em Família (2014).

Em despacho publicado no Diário Oficial da União, o ministério negou pedido da Globo para reclassificar Cobras & Lagartos como imprópria para menores de 10 anos. Durante sua exibição, em 2006, a novela protagonizada por Lázaro Ramos, Taís Araújo, Mariana Ximenes e Carolina Dieckmann foi acusada de abusar nas doses de sexo e violência para o horário das 19h. Um dia antes do final, o Ministério Público Federal entrou com uma ação contra a Globo. Pressionado, o Ministério da Justiça a reclassificou de livre para imprópria para menores de 12 anos, mas apenas depois de seu encerramento.

Como programa impróprio para menores de 12 anos, a novela não poderia ir ao ar nem às 19h. Somente depois das 20h. A Globo tentou neste ano adaptar Cobras & Lagartos para o Vale aPena Ver de Novo. Enviou 10% da novela reeditada para o governo federal. O ministério, no entanto, diz que a obra permanece com “conteúdos de insinuação e apelo sexual, lesão corporal, exposição ao perigo e a situações constrangedoras, menção a drogas ilícitas e preconceito”, o que, pelas normas da Classificação Indicativa, são incompatíveis com o selo de dez anos.

O governo federal, então, manteve Cobras & Lagartos vetada antes das 20h por conter violência, sexo e drogas lícitas.

Medidas como essa explicam porquê a Globo reprisa tanta novela de Walcyr Carrasco e Benedito Ruy Barbosa.