Insatisfeito, Santos quer renegociar contrato de futebol com a Globo

Santos logo.svg

Um dos times de futebol mais populares e renomados do país, o Santos está insatisfeito com o atual modelo de negociação da Globo para adquirir os direitos de transmissão dos campeonatos.

Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, o atual presidente do alvinegro praiano, Odílio Rodrigues, quer uma nova mudança de formato na roda de negociações para os direitos.

Uma das maiores reclamações de Odílio é que o clube recebe pouco dinheiro e seus jogos quase não são exibidos em televisão aberta.

O comandante disse para amigos próximos que é favorável à volta das negociações coletivas, como era na época que existia o Clube dos 13, que foi implodido em 2011, quando sem concorrência de Globo e Record, os direitos chegaram a ser vendidos para a RedeTV!, porém, os clubes recusaram a venda e, um por um, negociaram contrato com a emissora carioca.

Neste ano, o futebol na Globo tem marcado médias entre 14 e 20 pontos na Grande São Paulo, uma das mais baixas dos últimos anos. Porém, vale lembrar que nenhum time paulista disputa a Copa Libertadores este ano, o que ajudou os números a abaixarem.

 

NaTelinha

Globo anuncia Galvão Bueno ancorando o “Jornal Nacional” durante a Copa

Ex-jogadores Roberto Carlos e Juninho Pernambucano são contratados

https://i2.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/fdcc78306f283a475d1838e522b8ddb0.jpg

Divulgação/TV Globo

A Globo anunciou, através de seu site oficial na manhã desta terça (1), praticamente todo o planejamento do que fará em sua cobertura da Copa do Mundo de 2014, que acontecerá no Brasil.

Entre os dias 2 de junho e 14 de julho, o “Jornal Nacional” será apresentado por Galvão Bueno e Patrícia Poeta, de onde a seleção brasileira estiver. Falando em Seleção, a Globo colocará oito equipes de reportagem seguindo todos os passos dos atletas, 24 horas por dia. São 1.496 profissionais credenciados, mais de 18.900 diárias de hotel e mais de 4.000 passagens de avião para a equipe.

A emissora carioca promete também exibir todos os 64 jogos do Mundial, sendo 56 ao vivo e outros 8 em compactos de uma hora. Para isso, o canal anunciou a contratação de ex-jogadores para comentarem na Copa, que serão somados a Walter Casagrande Jr., Caio Ribeiro, Junior e Roger Flores.

Além de Ronaldo, que já trabalhou na Copa das Confederações, a Globo anunciou o ex-lateral Roberto Carlos e o ex-meia Juninho Pernambucano. O contrato de ambos vale só até o fim do Mundial, mas dentro da Globo especula-se que, dependendo da avaliação do público, o contrato de Juninho possa ser renovado.

Já a equipe de narradores da Globo terá Galvão Bueno, Cleber Machado, Luis Roberto, Rogério Correa, Rembram Jr e Alex Escobar, a grande novidade para este ano.

A Copa do Mundo no Brasil acontecerá de 12 de junho até 13 de julho, e além da Globo, Band, ESPN Brasil, Fox Sports, SporTV e Band Sports transmitirão o maior evento esportivo do mundo.

NaTelinha

Rogério Forcolen está criando confusão na Record Rio

Após brigar com o editor chefe do Balanço Geral RJ, as relações de Rogério Forcolen com a direção do programa são tensas. O jornalista foi punido e ficou suspenso por uma semana da apresentação do jornal local. A alta cúpula da Record RJ também não está satisfeita com a audiência do Balanço Geral. Internamente comenta-se que houve um arrependimento de ter contratado Forcolen, que vinha se destacando no SBT.

O Planeta TV

Fifa assumirá Castelão a partir de 22 de maio

a1

Apesar da orientação da Fifa, o show de Roberto Carlos está confirmado para o dia 5-FOTO: KID JÚNIOR

A Fifa vetou a utilização dos estádios da Copa do Mundo para jogos do Brasileiro das Séries A, B e C a partir do dia 21 de maio. Nesta data, a entidade assume a responsabilidade por todas as arenas para iniciar a preparação para os jogos do Mundial. No Castelão, a data prevista é uma quinta-feira, 22 de maio. A última partida marcada para o estádio pela Série B será o jogo entre Ceará e Paraná, no dia 10 de maio, pela 4ª rodada.

A medida inclui ainda os estádios que receberão treinos das seleções da Copa, como o Presidente Vargas, deixando para os clubes da Capital as opções do Domingão e do Alcides Santos.

Shows

Está confirmado ainda que os estádios doMundial não receberão mais shows até o fim do torneio. “A agenda de shows está suspensa desde a apresentação do cantor Elton John na Arena Fonte Nova, no dia 22 de fevereiro, e só será retomada após a Copa do Mundo”, diz uma nota divulgada pelas concessionárias do Maracanã, da Arena Fonte Nova e da Arena Pernambuco.

A decisão não se refere à Arena Castelão, que tem marcado show do cantor Roberto Carlos para o próximo sábado, dia 5 de abril. Apesar da recomendação contrária da Fifa contra a realização do evento, os organizadores confirmaram o evento.

Diário do Nordeste – Jogada – 01.04.2014

Jornais alemães dizem que “Fuleco” significa “ânus”

fuleco

Segundo a Fifa, “Fuleco” é a junção de “futebol” e “ecologia”. Foto: Divulgação

O mascote da Copa do Mundo do Brasil foi vítima de uma mal-entendido pela imprensa alemã. O jornal “Die Welt“, um dos mais conhecidos da Alemanha, noticiou que “Fuleco” significa “ânus” na linguagem popular brasileira.

O assunto foi repercutido por diversos jornais do país e da Áustria. O principal comentário da mídia era como o significado do nome do mascote seria uma “vergonha” para a Fifa e para a organização brasileira do evento.

Na segunda-feira (31), dois jornais que falaram sobre o assunto, “Bild” e “Hamburger Morgenpost”, explicaram que o nome do “pobre Fuleco” na verdade vem da junção de “futebol” e “ecologia”, como afirma a Fifa.

Os veículos relataram que foi um “brincadeira de mal gosto” que surgiu quando um internauta postou um verbete no Dicionário Informal. Este site é escrito por qualquer usuário e possui 54 definições para “Fuleco”, mas todos os nomes surgiram depois da criação do mascote.

As notícias foram criticadas pelo blog Bildblog, que mostra erros na imprensa alemã, e considerou o fato como uma mancada do jornal “Die Welt” e da mídia do país por darem a informação semchecar a sua veracidade.

Após receber diversos comentários negativos, inclusive de brasileiros, o jornal publicou em seu site uma justificativa da autora da matéria. Ela afirma que o termo faz referência à “linguagem dos escravos africanos no Brasil“.

 

Diário do Nordeste – 01.04.2014