Fortaleza 1 x 1 Ceará

A marcação forte predominou durante a maior parte do Clássico-Rei, que ficou no 1 x 1

A marcação forte predominou durante a maior parte do Clássico-Rei, que ficou no 1 x 1 
(Foto: Divulgação/CearaSC.com)

O equilíbrio marcou o primeiro jogo entre Ceará e Fortaleza no ano de 2014. Os dois times se enfrentaram nesta tarde, pela quarta rodada do Campeonato Cearense 2014 e o resultado foi 1 x 1, em um jogo muito disputado e com poucas chances de gol. O resultado deixou o Alvinegro com cinco pontos na tabela da competição.

O primeiro tempo começou com os dois times se estudando dentro de campo. O Vozão tentava levar perigo através de lançamentos longos de Ricardinho e Rogerinho, porém, o ataque do Vovô não prevaleceu nos lances. Enquanto isso, o Fortaleza não levava perigo e não se encontrava em campo.

Aos 21 minutos, em jogada ensaiada, Souza tocou para Ricardinho, que cruzou na medida para Sandro. O zagueiro apareceu em velocidade na área e desviou de cabeça para o fundo das redes, abrindo o placar do Clássico-Rei. Em desvantagem, o rival do Vozão tentou empatar aos 28 minutos, quando Robert chutou rasteiro, mas Luís Carlos defendeu.

O empate do Fortaleza aconteceu aos 37 minutos, quando Walfrido chutou colocado e Luís Carlos fez grande defesa, porém, Robert aproveitou o rebote para mandar para o gol e deixar o placar em 1 x 1. Nos minutos finais, o jogo seguiu cheio de emoções e, com mais posse de bola, o Alvinegro pressionava.

Com 43 minutos, de jogo, o meio-campista Rogerinho partiu ao ataque, deixou a marcação para trás e chutou cruzado, mas a defesa conseguiu cortar, evitando maior perigo. Este foi o último lance de perigo da etapa inicial do jogo, que ficou empatado em 1 x 1.

No segundo tempo, o jogo seguiu muito igual e os dois times criavam poucas oportunidades no ataque. Com 12 minutos, Sérgio Soares colocou Assisinho na vaga de Souza e, em seguida, Ricardinho chutou rasteiro, mas Luís Carlos fez a defesa. Aos 16 minutos, o volante arriscou novamente, mas o camisa 1 adversário também levou a melhor.

O Fortaleza respondeu somente aos 17 minutos, quando Marcelinho Paraíba recebeu cruzamento e cabeceou, mas mandou para fora. Dois minutos depois, Rogerinho mandou na cabeça de Sandro, que finalizou bonito, mas o goleiro Luís Henrique salvou a equipe adversária.

Para dar novo fôlego ao time, o treinador alvinegro colocou Vicente na vaga de Hélder Santos e aos 33 minutos o Vozão quase marcou, quando Ricardinho cobrou falta com efeito e viu o zagueiro adversário se jogar na bola para afastar o perigo. O Fortaleza respondeu da mesma forma, mas a cobrança de falta de Corrêa parou nas mãos de Luís Carlos.

Querendo os três pontos, o Alvinegro teve nova chance aos 41 minutos, quando Assisinho fez boa jogada individual e chutou colocado, porém, o goleiro adversário conseguiu defender. Depois, Sérgio Soares colocou Marcos na vaga de Rogerinho e o Vozão ganhou mais poder ofensivo.

Já nos acréscimos, Marcos fez boa jogada e cruzou para Bill, que tentou finalizar, porém, a bola passou na pequena área e a zaga rival conseguiu evitar o gol alvinegro. Esta foi a última chance de perigo do jogo, que terminou em 1 x 1, mostrando o quão disputado foi o primeiro Clássico-Rei desta temporada.

O resultado deixa o Ceará com cinco pontos na tabela do Campeonato Cearense 2014 e agora, o Mais Querido volta seus pensamentos para a disputa da Copa do Nordeste, no qual, o Vozão enfrentará o América/RN, pelas semifinais da competição. O grupo se reapresenta amanhã e começa a trabalhar para o jogo da próxima quarta-feira, 12/03.

 

Ceará Sporting Club

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.