As tantas mudanças na novela da Record passam impressão de bagunça

O autor Carlos Lombardi com o diretor Alexandre Avancini na festa de lançamento da novela "Pecado Mortal"

O autor Carlos Lombardi com o diretor Alexandre Avancini na festa de lançamento da novela “Pecado Mortal”

Num dia, a Record anuncia a mudança do horário de “Pecado Mortal” para a semana seguinte, inclusive com a possibilidade não levada à frente de exibir um compacto dos quase 100 capítulos iniciais.

No outro, é uma atriz, no caso Mel Lisboa, que pede licença e deixa o trabalho no meio do caminho, apresentando como justificativa o seu desejo de se dedicar inteiramente a uma peça de teatro, cujos ensaios ainda nem tiveram início.

Agora, sem que nada indicasse para outro desfalque, foi a vez do diretor Alexandre Avancini pegar o boné e pedir substituição, porque vai participar da implantação de um novo horário da teledramaturgia.

A pergunta que fica é: será que essa novela do Carlos Lombardi, do jeito que vai, chega até o fim? Ou será que está faltando vontade por parte da direção da emissora, para dizer o mínimo, em colocar ordem na casa?

A impressão que passa, para todos aqui do lado de fora, é da mais completa bagunça. Pior é que pode não ser apenas impressão.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.