Raja Casablanca 2 x 1 Monterrey

A surpresa Raja no caminho do Galo

© Getty Images

O técnico Cuca preferia enfrentar o mexicano Monterrey, para evitar surpresas na estreia da Copa do Mundo da FIFA 2013. No entanto, será justamente contra a zebra Raja Casablanca que os brasileiros iniciarão sua campanha rumo ao título mundial. Depois de derrotar o Auckland City no último minuto, a equipe local voltou a aprontar na competição ao vencer os mexicanos por 2 a 1, na prorrogação, e marcou encontro com o Galo na semifinal do dia 18 de dezembro.

Antes em má fase e de técnico novo após uma série de derrotas, o campeão marroquino de 2013 agora aparece revigorado e com armas perigosas para incomodar o campeão da Libertadores. A principal delas, aliás, entrou em ação antes mesmo de a partida começar: sua fanática e barulhenta torcida, que canta sem parar em espanhol, árabe e francês e promete lotar também o estádio em Marrakech. Sem parar de vibrar um minuto sequer, os quase 40 mil espectadores em Agadir colocaram pressão nos mexicanos desde o início e explodiram junto com o time após o apito final.

Outra destas armas que Cuca e o Galo terão de prestar atenção apareceria no decorrer da primeira etapa. Com ao menos cinco defesas importantes, em chutes perigosos de Neri Cardoso – um deles cara a cara que poderia ter definido a vitória na segunda etapa – e Cesar Delgado, Khalid Askri fechou o gol marroquino, mostrando que o sábado seria dos mais complicados para os campeões da CONCACAF.

E se contava com grande atuação do goleiro, no ataque o Raja mostrou força com arrancadas ousadas. Em uma delas, o lateral Zakaria El Hachimi recebeu no meio da área, mas se afobou na hora de concluir. Pouco depois, ele apareceu pela ponta, cruzou e viu o goleiro Jonathan Orozco falhar feio, deixando a bola livre para o aniversariante Chemseddine Chtibi marcar.

Outro que se destacava era Mouhssine Iajour, que teve a chance de marcar no fim do primeiro tempo, quando seu chute quase sem ângulo atravessou toda a linha do gol, e também no segundo. E mesmo que tenha visto o Monterrey criar as melhores chances, foi com frieza que o Raja decidiu sua classificação na prorrogação, quando o marfinense Kouko Guehi completou de cabeça um escanteio da esquerda.

O Monterrey ainda tentou desesperadamente chegar ao empate, em cruzamento na área e em chute de Humberto Suazo no finzinho, mas não conseguiu, aumentando a série de maus resultados para equipes mexicanas em Mundiais – e a sua também, que já incluía eliminações precoces na atual Liga dos Campeões e no Campeonato Mexicano.

Por outro lado, o Raja Casablanca segue fazendo história na competição 13 anos após perder as três partidas no torneio realizado no Brasil – uma delas para o Corinthians. E o Galo que fique ligado para não se tornar uma nova surpresa nessa caminhada do campeão marroquino.

 

FIFA.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.