Números do TV TOTAL nos últimos 365 dias

 

Country

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Views

Brazil FlagBrazil 199,589
United States FlagUnited States 11,645
Portugal FlagPortugal 6,487
United Kingdom FlagUnited Kingdom 610
France FlagFrance 515
Canada FlagCanada 469
Australia FlagAustralia 401
Germany FlagGermany 381
Japan FlagJapan 370
Spain FlagSpain 326
Argentina FlagArgentina 321
Italy FlagItaly 286
Mexico FlagMexico 269
Switzerland FlagSwitzerland 254
Angola FlagAngola 229
Turkey FlagTurkey 216
Russian Federation FlagRussian Federation 196
Colombia FlagColombia 185
Chile FlagChile 181
Mozambique FlagMozambique 150
Norway FlagNorway 143
India FlagIndia 126
New Zealand FlagNew Zealand 122
Netherlands FlagNetherlands 122
Cape Verde FlagCape Verde 118
Sweden FlagSweden 118
Venezuela FlagVenezuela 104
Peru FlagPeru 102
Poland FlagPoland 100
Korea, Republic of FlagRepublic of Korea 86
Uruguay FlagUruguay 83
Paraguay FlagParaguay 80
Belgium FlagBelgium 79
Indonesia FlagIndonesia 77
Ireland FlagIreland 59
Bolivia FlagBolivia 56
Taiwan, Province of China FlagTaiwan 51
Greece FlagGreece 51
Luxembourg FlagLuxembourg 48
Saudi Arabia FlagSaudi Arabia 47
Ecuador FlagEcuador 47
Israel FlagIsrael 41
United Arab Emirates FlagUnited Arab Emirates 40
South Africa FlagSouth Africa 40
Hungary FlagHungary 38
Ukraine FlagUkraine 36
Austria FlagAustria 35
Croatia FlagCroatia 33
Malaysia FlagMalaysia 33
Pakistan FlagPakistan 32
Romania FlagRomania 32
Egypt FlagEgypt 26
Dominican Republic FlagDominican Republic 26
Viet Nam FlagViet Nam 25
Philippines FlagPhilippines 25
Bulgaria FlagBulgaria 25
Czech Republic FlagCzech Republic 23
Qatar FlagQatar 23
Hong Kong FlagHong Kong 23
Serbia FlagSerbia 22
Kuwait FlagKuwait 20
Algeria FlagAlgeria 20
Finland FlagFinland 19
Denmark FlagDenmark 18
Panama FlagPanama 18
Costa Rica FlagCosta Rica 17
Nicaragua FlagNicaragua 17
Morocco FlagMorocco 17
Singapore FlagSingapore 17
Puerto Rico FlagPuerto Rico 16
Albania FlagAlbania 14
China FlagChina 14
Lithuania FlagLithuania 12
Sao Tome and Principe FlagSao Tome and Principe 11
Lebanon FlagLebanon 11
French Guiana FlagFrench Guiana 10
Thailand FlagThailand 10
Senegal FlagSenegal 9
Malta FlagMalta 9
Kenya FlagKenya 9
Bangladesh FlagBangladesh 8
Georgia FlagGeorgia 8
Guatemala FlagGuatemala 8
Ghana FlagGhana 7
Slovakia FlagSlovakia 7
Kazakhstan FlagKazakhstan 6
Macao FlagMacao 6
Nigeria FlagNigeria 5
Latvia FlagLatvia 5
Andorra FlagAndorra 5
Aruba FlagAruba 5
El Salvador FlagEl Salvador 5
Guadeloupe FlagGuadeloupe 4
Martinique FlagMartinique 4
Bosnia and Herzegovina FlagBosnia and Herzegovina 4
Iraq FlagIraq 4
Sri Lanka FlagSri Lanka 4
Haiti FlagHaiti 4
Slovenia FlagSlovenia 4
Honduras FlagHonduras 4
Estonia FlagEstonia 4
Moldova, Republic of FlagMoldova 3
Cuba FlagCuba 3
Palestinian Territory, Occupied FlagPalestinian Territory, Occupied 3
Cyprus FlagCyprus 3
Armenia FlagArmenia 2
Libya FlagLibya 2
Syrian Arab Republic FlagSyrian Arab Republic 2
Belarus FlagBelarus 2
Nepal FlagNepal 2
Iceland FlagIceland 2
Jersey FlagJersey 2
Montenegro FlagMontenegro 2
Congo FlagCongo 2
Monaco FlagMonaco 2
Gibraltar FlagGibraltar 2
Tunisia FlagTunisia 2
Yemen FlagYemen 2
Mauritius FlagMauritius 2
Zambia FlagZambia 1
Réunion FlagRéunion 1
Azerbaijan FlagAzerbaijan 1
Burundi FlagBurundi 1
Guam FlagGuam 1
Equatorial Guinea FlagEquatorial Guinea 1
Sudan FlagSudan 1
Cameroon FlagCameroon 1
Jordan FlagJordan 1
Namibia FlagNamibia 1
Jamaica FlagJamaica 1
Trinidad and Tobago FlagTrinidad and Tobago 1
Myanmar FlagMyanmar 1
Marshall Islands FlagMarshall Islands 1
Cayman Islands FlagCayman Islands 1
Burkina Faso FlagBurkina Faso 1
Macedonia, the former Yugoslav Republic of FlagMacedonia, the Former Yugoslav Republic 1
Timor-Leste FlagTimor-Leste 1
Belize FlagBelize 1
Cambodia FlagCambodia 1
Mali FlagMali 1
Papua New Guinea FlagPapua New Guinea 1
Côte d'Ivoire FlagCôte d’Ivoire 1

Vasco entra com recurso no STJD pedindo pontos do Atlético Paranaense

Roberto Dinamite coletiva do Vasco  (Foto: Luiz Ackermann / Agência O Globo)

 

O que era um estudo virou um recurso, e na tarde desta segunda-feira, poucas horas depois de chegar de Joinville, a diretoria do Vasco decidiu entrar com ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva para ganhar os pontos da partida contra o Atlético-PR. Com a bola rolando, o clube paranaense ganhou por 5 a 1. A partida, no entanto, ficou paralisada por mais de 70 minutos, acima do limite máximo permitido para adiamento ou suspensão, segundo Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol – o prazo das diretrizes da CBF fala em 30 minutos de paralisação e mais 30 de acréscimo. O Vasco vai tentar provar que o clube causador da paralisação – no caso, o Atlético-PR – era responsável pela segurança do jogo. Sendo assim, seria declarado perdedor pelo placar de 3 a 0.

O vice-presidente de futebol do Vasco, Ercolino de Luca, confirmou que o recurso vascaíno será apresentado nesta terça-feira no tribunal desportivo.

– Vamos tentar entrar com o recurso. Está dentro da lei, do artigo que diz o limite para acréscimo. O clube tentou que a partida não reiniciasse, mas o árbitro foi pressionado a continuar o jogo – diz o dirigente, referindo-se a ações de dirigentes do Atlético-PR e da CBF. – Ele não queria voltar com a partida. Disse que poderia ser responsabilizado pelo que acontecesse.

O diretor jurídico do Vasco, Gustavo Pinheiro, aguardou apenas o retorno do presidente Roberto Dinamite de Curitiba, e a estratégia foi aprovada depois de poucos telefonemas entre a cúpula do futebol. O mandatário vascaíno assinou o recurso, e o clube entra nesta terça-feira com a ação no STJD, ainda dentro do prazo de 48 horas após a partida.

No artigo 21 do regulamento de competições da CBF, entre os motivos previstos para uma partida ser adiada, interrompida ou suspensa estão: “falta de garantia”, “conflitos ou distúrbios graves, no campo ou no estádio”, “procedimento contrário à disciplina por parte dos componentes do clubes e/ou de suas torcidas” e ainda “ocorrência extraordinária que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida”. No parágrafo único, as diretrizes da CBF preveem que o jogo interrompido pode ser suspenso se a causa da paralisação não acabar em 30 minutos, com possibilidade de acréscimo de mais 30 minutos, caso o árbitro entenda que o motivo da paralisação será resolvido.

A partida entre Atlético-PR e Vasco foi paralisada aos 17 minutos do primeiro tempo, quando o time carioca perdia por 1 a 0. A briga entre torcidas organizadas na arquibancada e os atendimentos de feridos paralisaram o jogo por 73 minutos, diz o árbitro na súmula da partida. Treze minutos a mais do que o previsto no regulamento da competição. O texto diz que o árbitro pode, “a seu critério”, suspender o jogo mesmo que o chefe de segurança ofereça garantias.

Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD, diz que é prematuro dizer se o Vasco tem chance de sucesso em sua empreitada.

– Tem que aguardar o protocolo e encaminhamento à Procuradoria para análise. Tentar rediscutir resultado de jogos após o encerramento do campeonato passa a idéia de desespero por tudo o que não se fez dentro dos gramados durante o ano para salvar do rebaixamento, no caso. Mas é precipitado falar sem avaliar os documentos e argumentos dos interessados.

 

GLOBO ESPORTE

Libertadores 2014: restam apenas cinco vagas para a competição

Globo Esporte

taça comemoração Atlético-MG Libertadores (Foto: Maurício Paulucci)

 

A 55ª edição da principal competição sul-americana de clubes começa a ganhar forma na próxima quinta-feira, às 22h de Brasília. A Confederação Sul-Americana de Futebol vai sortear os grupos da Taça Libertadores da América 2014. O evento ocorrerá na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. Dos 38 participantes, apenas cinco ainda não são conhecidos: um argentino, um boliviano, um brasileiro e dois chilenos.

A disputa ocorrerá entre 29 de janeiro e 13 de agosto, com uma pausa para a Copa do Mundo no Brasil. A Conmebol ainda não divulgou o formato do sorteio deste ano.

Confira a situação dos classificados de cada país:

ARGENTINA

Vélez Sarsfield: supercampeão da temporada 2012/13
Newell’s Old Boys: campeão do Torneio Final
Argentina 3: campeão do Torneio Inicial
Arsenal de Sarandí: campeão da Copa Argentina
Lanús: melhor desempenho na Copa Sul-Americana 2013

A última vaga será do campeão do Torneio Inicial, e quatro times disputam o título: Vélez, San Lorenzo, Newell’s e Lanús. Em caso de igualdade em pontos, haverá jogo-desempate. Se o título não ficar com o San Lorenzo, que é o atual líder, ficará com um time já classificado. Desta forma, o Lanús ocuparia a posição Argentina 3 e entraria direto na fase de grupos. O River Plate (segundo melhor do país na Sul-Americana) seria beneficiado, ocuparia a posição Argentina 5 e jogaria a pré-Libertadores (confira a tabela do Campeonato Argentino).

BOLÍVIA 

Bolívar: campeão do Clausura 2013
Bolívia 2: campeão do Apertura 2013
Oriente Petrolero: vice-campeão do Clausura 2013

O líder do Apertura, Bolívar, já está classificado. Na vice-liderança – e com a vaga até o momento – está o The Strongest. Faltam duas rodadas.

BRASIL 

Atlético-MG: campeão da Libertadores 2013
Cruzeiro: campeão do Brasileiro 2013
Flamengo: campeão da Copa do Brasil 2013
Grêmio: vice-campeão do Brasileiro 2013
Atlético-PR: terceiro colocado no Brasileiro 2013
Brasil 6: Botafogo ou Ponte Preta

O Atlético-PR disputará a pré-Libertadores. O Botafogo também jogará a fase prévia se tiver a classificação confirmada. Para isso, precisa torcer para que a Ponte Preta não seja campeã da Copa Sul-Americana. Se a Macaca vencer a disputa com o Lanús, fica com a vaga. O clube de Campinas também disputaria a pré-Libertadores.

CHILE  

Unión Española: campeão do Torneio Transición
Chile 2: campeão do Apertura 2013
Chile 3: campeão da Liguilla do Torneio Apertura 2013

Universidad Católica e O’Higgins se enfrentam nesta terça-feira e definem quem é o campeão do Apertura. A Liguilla é disputa pelos times que se classificam entre 2º e 5º no Apertura e define a última vaga do Chile na Libertadores.

COLÔMBIA 

Atlético Nacional: campeão do Apertura 2013
Deportivo Cali: melhor pontuação na temporada 2013
Independiente Santa Fe: segunda melhor pontuação na temporada 2013</b>

EQUADOR 

Emelec: campeão do Apertura 2013
Independiente José Terán: vice-campeão equatoriano
Deportivo Quito: terceiro colocado (joga a pré-Libertadores)

MÉXICO 

Santos Laguna: 1° lugar na fase classificatória do Apertura 2013
León: 2° lugar na fase classificatória do Apertura 2013
Monarcas Morelia: 3° melhor colocado na fase classificatória do Apertura 2013

PARAGUAI

Nacional: campeão do Apertura 2013
Cerro Porteño: campeão do Clausura 2013
Guaraní: melhor time excetuando-se os dois campeões (joga a pré-Libertadores)

PERU

Peru 1: Real Garcilaso ou Universitario
Peru 2: Real Garcilaso ou Universitario
Sporting Cristal: melhor campanha entre os demais times (joga a pré-Libertadores)

Real Garcilaso e Universitario são os finalistas do campeonato e são os dois representantes do país na fase de grupos. O campeão ficará com a posição Peru 1. O vice fica com a posição Peru 2.

URUGUAI

Peñarol: campeão uruguaio
Defensor Sporting: vice-campeão uruguaio
Nacional: melhor pontuação geral da temporada (joga a pré-Libertadores)

VENEZUELA 

Zamora: campeão da temporada 2012/2013
Deportivo Anzoátegui: vice-campeão da temporada 2012/2013
Caracas: melhor campanha entre os demais (joga a pré-Libertadores)

Ingressos: segunda fase de vendas chega a 1,2 milhão de pedidos

A Fifa divulgou nesta segunda-feira que quase 1,2 milhão de ingressos foram solicitados em 24 horas. A segunda fase de vendas começou no domingo. De acordo com a entidade, cerca de 86% dos pedidos são de torcedores do Brasil.

De acordo com a entidade, 1.179.363 bilhetes foram solicitados até a manhã desta segunda. Após o Brasil, Estados Unidos, Argentina, Chile, Colômbia, México, Austrália, Inglaterra e França aparecem como países com mais pedidos.

Nesta fase, há dois tipos de venda (ambos com sorteio para determinar os compradores). Na primeira, para o público geral, estão disponíveis entradas para 62 jogos – as exceções são a abertura e a final. Na segunda opção, apenas torcedores nativos ou residentes nos países envolvidos nos jogos de interesse podem se cadastrar para a compra. Neste caso, segundo a Fifa, haverá ingressos para a abertura exclusivos para brasileiros e croatas.

A venda segue aberta no site oficial da Fifa até as 9h (de Brasília) do dia 30 de janeiro. A entidade máxima do futebol faz questão de ressaltar que nesta nova fase não será preciso ter pressa, pois todos os candidatos terão a mesma chance. Seja o pedido feito no primeiro dia ou no fim de janeiro.

Opções para entrega

No momento da compra os torcedores poderão escolher se preferem buscar pessoalmente seus ingressos ou recebê-los por meio de um serviço pago de entrega. Quem comprou bilhetes na primeira fase de vendas e estiver interessado em recebê-los em suas residências precisa solicitar este serviço no site da Fifa até o dia 30 de janeiro de 2014.

 

GLOBO ESPORTE

Consolidados GRANDE SP 08/12/2013

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/6ad60533bd43c1c940ed7e044b0623e9.jpg

Divulgação/Band

 

Confira os destaques de audiência deste domingo (08), dia em que a briga pela atenção do telespectador é sempre muito acirrada. Os dados são consolidados e referem-se a um grupo de telespectadores da Grande São Paulo.

Globo

A estreia de “Divertics” derrubou 2 pontos o horário em comparação com a semana passada. O humorístico de Jorge Fernando registrou 10,5 pontos. A última rodada do Campeonato Brasileiro, com a partida entre Coritiba e São Paulo, marcou 13 pontos de média. Fausto Silva com seu “Domingão” liderou com 14.

Temperatura Máxima 10
Sintonize – 10
Divertics – 10,5
Campeonato Brasileiro – 13
Domingão do Faustão – 14
Fantástico – 19,5
Junto e Misturado – 11

Record

O “Domingo da Gente” registrou ontem seu pior desempenho: 4 pontos. Mesmo ao vivo, os números não foram bons e o programa ficou no terceiro lugar, juntamente com “O Melhor do Brasil”, que teve 6.

O “Domingo Espetacular” cravou dois dígitos de média e a vice-liderança.

Domingo da Gente – 4
O Melhor do Brasil – 6
Domingo Espetacular – 10
Tá Tudo em Casa (Especial de Fim de Ano) – 5
Tela Máxima – 4

SBT

O “Domingo Legal” voltou a vencer o “Domingo da Gente” e alcançou 6 pontos. Eliana ficou na vice-liderança com 7 e Silvio Santos ficou abaixo do que costuma registrar. Se posicionou em terceiro lugar com 8 pontos.

Domingo Legal – 6
Eliana – 7
Programa Silvio Santos – 8

Band

O futebol da Band marcou os mesmos 4 pontos de sempre. E o “Pânico na Band” registrou 6 pontos, consolidando sua queda a cada semana que passa.

Campeonato Brasileiro – 4
Terceiro Tempo – 4
Pânico na Band – 6

 

NaTelinha

Video: is Qantas’ new TV commercial a hit or a miss?

Video: is Qantas' new TV commercial a hit or a miss?

Qantas has unveilled a new advertising campaign aimed at getting back to the basics of why people choose to fly with the airline.

While timed to coincide with the launch of its new uniform this week, the TV commercial uses this as a springboard to assure travellers that “It’s about more than a new look”.

Ironically, following “You’re the reason we fly”, the new campaign is quite literally “All about Qantas”.

“The reason we went with ‘It’s About’ is because it focuses on the things that matter most to our passengers” explains Olivia Wirth, Qantas Group Executive for Brand, Marketing and Corporate Affairs. “That’s arriving on time, in flight entertainment, food and wine and friendly service.”

The TV spot also promotes the Qantas travel experience with an emphasis on smarter faster checkin, lounges (putting Sydney’s first class lounge in the spotlight) and the Q Streaming wireless entertainment system.

Watch the new Qantas TV commercial below: 

Other elements of Qantas’ brand will be overhauled as part of the campaign and using a palette of colours from the new uniform, including the inflight Qantas magazine and safety video.

This is Qantas’ first brand campaign since the airline ditched the short-lived You’re The Reason We Fly campaign in June this year, along with the Atlas theme created by Silverchair frontman Daniel Johns.

But with the new campaign in development for several months, Qantas had no idea it would be launched into the middle of a maelstrom over the airline’s very future.

 

Australian Business Traveller

Jetstar adds Adelaide flights, but at the cost of Darwin

Jetstar adds Adelaide flights, but at the cost of Darwin

Jetstar will boost its presence in Adelaide but slash flights from Darwin as the low-cost airline rejigs its schedule in the face of “increased capacity and competition, particularly on international routes from foreign carriers”, the airline says.

Adelaide will see a new route to Auckland along with non-stop flights to Bali this month, while four of Jetstar’s Airbus A320 aircraft will be based in Adelaide from 31 March 2014.

The City of Churches will also get a new cabin crew and pilot base “to pave the way for additional services”, according to Jetstar Australia and New Zealand CEO David Hall.

“Basing four aircraft at Adelaide will allow us to expand our schedule and add one extra daily flight between Melbourne and Adelaide and Sydney and Adelaide respectively.”

However, with three of those A320s being relocated from darwin, the top end capital will see several services cut back or dropped altogether.

From 31 March 2014 Jetstar will axe its four times weekly service from Darwin to Manila and Tokyo, drop two Darwin-Brisbane flights per week (with the schedule going back to daily) and pull one weekly Darwin-Denpasar flight, with that route also going back to daily.

The Darwin-Singapore service will also be wound back from nine flights per week to one per day, with that flight being handed over to the Singapore-based Jetstar Asia.

The only upside is that flights between Darwin and Cairns will be bumped up from three per week to daily.

“Jetstar has been clear in the past that our flying from Darwin is among the most marginal on the network” Jetstar’s Hall said. “These changes will ensure we maintain the highest productivity of our aircraft and reflect our strategy to deploy aircraft on routes to meet market demand.”

Adelaide, on the other hand, has been a growth centre for Jetstar, Hall says.

“It makes sense to base aircraft where there is more network growth as it keeps our fares low and ensures we have the flexibility to optimise our network and adapt to changing market conditions… we believe the establishment of a dedicated crew base will provide a solid foundation to continue to grow low fares from the capital of South Australia.”

 

Australian Business Traveller

Don’t make me go back to ‘racist’ Australia: Boat race protester

December 10, 2013 – 8:03AM

Julian Drape

The Oxford crew look on as protester Trenton Oldfield swims in the water and disrupts the Xchanging University Boat Race between Oxford and Cambridge University on the River Thames on April 7, 2012.

The Oxford crew looks on as protester Trenton Oldfield disrupts the boat race between Oxford and Cambridge in 2012. Photo: Getty Images

Australian boat race protester Trenton Oldfield will be allowed to stay in the United Kingdom after an immigration tribunal judge said the activist had made a positive contribution to British society.

Mr Oldfield has successfully appealed a decision of Home Secretary Theresa May to deport him on the basis his presence in Britain was ‘‘not conducive to the public good’’.

Immigration tribunal Judge Kevin Moore will make his official determination within 10 days but told Monday’s tribunal hearing that he would be finding in favour of the 37-year-old.

Trenton Oldfield was found guilty of causing a public nuisance in 2012 after disrupting the 158th Oxford v Cambridge boat race.

Oldfield’s request for a visa was refused on the grounds his presence in Britain is not ‘conducive to the public good’. Photo: Getty Images

‘‘It would be my intention to allow your appeal,’’ the judge told Mr Oldfield in London.

Advertisement

‘‘There is no doubt in my view to your character and the value you are to UK society generally.’’

Mr Oldfield told an immigration tribunal hearing that if he was deported from the UK his British wife and five-month-old baby daughter wouldn’t move to Australia with him because it’s a “racist country”.

He fronted the tribunal in London after his request for a spousal visa was refused by the government on the grounds his presence in Britain is not “conducive to the public good”.

The 37-year-old activist has lived in the UK for more than 10 years.

In April 2012 Mr Oldfield swam into the path of the Oxford and Cambridge rowing crews, as they raced down the Thames, in a protest against elitism and inequality. He was subsequently jailed for seven weeks.

“Australia is a particularly racist country,” Mr Oldfield said on Monday when explaining that if deported he would be separated from his wife Deepa Naik, 36, and child.

Mr Oldfield said Ms Naik had never visited Australia and couldn’t live there because some Indians in the community had suffered violent racist attacks.

There was also everyday “passive water-cooler racism”, he said.

“Our home is here. Australia is on the other side of the world.”

Mr Oldfield told immigration judge Kevin Moore that if he were allowed to stay in the UK – which he said he loved – “I give you my word we won’t be here (in a tribunal) again”.

The Australian said when he swam in the Thames in 2012 he’d recently returned to the UK after caring for Ms Naik’s father as he was dying of cancer.

He said he was saddened to realise that wealthier people could afford better drugs and have a better quality of life when gravely ill.

“I think I was vulnerable in terms of realising how short life can be,” Mr Oldfield told the hearing before breaking down in tears.

“I think I was very emotional. When you walk around London you see pockets of deprivation that still exist. I think I was heartbroken.”

His lawyer, Stephanie Harrison QC, said the boat protest wasn’t of sufficient gravity or seriousness to justify his deportation.

“His presence is neither undesirable or contrary to the public good,” she said, adding that separating him from his wife would be a “disproportionate” punishment.

Ms Harrison said the judge had “unfettered discretion” to overturn Home Secretary Theresa May’s decision to kick him out of the country.

It’s expected Judge Moore won’t make a ruling for four to six weeks.

AAP

The Sydney Morning Herald

Paulo César Norões comenta que o Fortaleza poderia contratar Júnior Xuxa , mas ….

Júnior Xuxa se apresenta ao ABC (Foto: Divulgação/ABC)

 

Camisa 10

Se não acertar com Marcelinho Paraíba, Fortaleza vai atrás de um jogador com as mesmas características – experiente e diferenciado, com capacidade de liderança no grupo. Junior Xuxa chegou a fazer parte dos planos, mas passado recente do meia não ajuda. Não conseguiu se firmar em nenhum clube, este ano. Aliás, nunca mais foi o mesmo do Icasa.

 

Paulo César Norões -Diário do Nordeste-Jogada-09/12/2013