Enfoque Na Telinha: O desgaste do formato “Show de Calouros”; Ratinho ainda usa

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/e7f2199481cd95ecac8b2cd7482c47b8.jpg

Reprodução

 

O formato que consiste em trazer aspirantes a cantores (amadores ou profissionais) num palco e dar um prêmio ao vencedor não é novidade. Foi bastante utilizado por Silvio Santos na década de 1980. Posteriormente, houve muitos “genéricos”.

Atualmente, os programas que fazem uso de calouros precisam se reinventar, como é o caso do formato holandês “The Voice”, que nada mais é que um “show de calouros” com ares de superprodução, deixando de lado o simplismo.

Entrar candidato por candidato e tentar a sorte, mesmo se a situação for cômica, já não atrai mais o público. Precisa ter algo a mais.

“Dez ou Mil”

O “Programa do Ratinho” vem fazendo uso do quadro, como aconteceu segunda-feira (25), com jurados consagrados como Leão Lobo e Décio Piccinini, além de Nadja Haddad, Arnaldo Saccomani e o humorista Pedro Manso.

Tudo isso sem uma produção caprichosa, contando apenas com o bom (ou mau) humor dos jurados e o “talento” dos candidatos. O resultado? Apenas 3,5 pontos de média no Ibope.

Em 2007, no “Você é o Jurado”, onde o público julgava os candidatos por telefone, ao vivo, sob o comando de Ratinho, o investimento também não obteve resultados e a atração saiu do ar rápido. Raul Gil, que não muda seu programa há muitos anos, permanece com calouros e o que se vê é um ostracismo de dar dó. A audiência gira em torno dos 4 pontos e não alimenta briga por nada.

“The Voice”

A grande sacada foi o “The Voice”, que com toda aquela produção, os “técnicos” e “batalhas”,conseguiram se reinventar. E sacada maior, foi a Globo apostar tanto no programa e jogá-lo para depois da novela das 21h.

O resultado não poderia ser melhor. Audiência alta (entre 25 e 27 pontos), chegando a mais de 30 de pico, alavancando “Amor & Sexo” e batendo recordes.

“Got Talent Brasil” e “Ídolos”, na Record, também não tiveram tanto destaque por aqui. Embora tentassem fugir um pouco do comum, não conseguiram. E mesmice por mesmice, o público passou longe.
A coluna Enfoque NT é diária! Confira todos os dias uma crítica diferente sobre o mundo da TV; 

Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br – Twitter: @Forato_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.