Audiência de Rebelde no dia 20/11/2013

A reprise de “Rebelde”, do SBT, surpreendeu a direção da Record na noite desta quarta-feira (20/11). A trama mexicana alcançou a minissérie “A Bíblia” e garantiu a vice-liderança à emisora de Silvio Santos.

Durante o confronto, “Rebelde” e “A Bíblia” empataram, com 8 pontos cada. A Globo, com futebol, liderou com 30. Um ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande São Paulo.

O Planeta TV

Audiência da novela Além do Horizonte no dia 21/11/2013

O capítulo de “Além do Horizonte”, que foi ao ar na noite desta quinta-feira (21/11), bateu um novo recorde negativo de audiência na Globo.

De acordo com dados consolidados, a novela de Carlos Gregório e Marcos Bernstein registrou apenas 18 pontos de média. No confronto, a Record, com o “Cidade Alerta”, marcou 10, e – por alguns minutos – ameaçou a liderança da Globo quando o Ibope apontava 15 pontos para a folhetim.

“Além do Horizonte” também acumula a pior desempenho para a faixa, com apenas 20 pontos. A antecessora, “Sangue Bom”, fechou com 25.

O Planeta TV

Globo lança oficialmente o Divertics

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/dc2ba1906754ce278f5ad3652b5bdf59.jpg

Fotos: Divulgação/TV Globo

 

A Rede Globo lançou nesta quinta-feira (21) seu novo humorístico, “Divertics”, que estreia no dia 08 de dezembro.

Na coletiva de imprensa, a aposta da emissora se mostrou ousada e que pode ter vida longa, inclusive migrando para outras faixas horárias, embora o diretor Jorge Fernando tenha negado “qualquer pretensão, apenas querer fazer bem”.

Chamou a atenção dos jornalistas presentes o tamanho e a definição do telão do programa, as diversas “geringonças” do cenário (o nome inclusive foi cogitado como título do programa, confidenciaram) e uma apresentação que começou com bailarinos, Le Parkour, acrobatas, o grupo Afro Lata e Jorge Fernando descendo do teto pendurado por uma corda, tudo assistido de perto por sua mãe, dona Hilda.

O investimento

O primeiro sinal de que a Globo acredita nessa proposta é o tamanho do investimento. Os 18 episódios da primeira temporada da atração estão sendo gravados num estúdio no Polo Cinema e Video, 200 metros quadrados maior do que o disponível no Projac e dedicado exclusivamente ao programa.

Elenco e criação tem se reunido no espaço nos últimos três meses. A redação tem mais de dez nomes de diversas áreas, principalmente programas de humor, comediantes stand up, criadores de espetáculos de improviso e até mesmo novelistas.

A ideia

Uma ideia de Claudio Torres Gonzaga (criador do “Comédia em Pé” e diversos quadros do “Fanstástico”) encontrou a direção de Jorge Fernando para um formato que ainda não se viu na TV.

Um programa com esquetes ao vivo, na frente da plateia, onde as transições também são um show. “Quero surpreender o público. Quando eles acham que algo vai vir daqui, vem dali. Esse é o show. Nao existe mais essa opção na TV”, defende Jorge Fernando, que possui 35 novelas no currículo. Já Claudio Torres queria que todos os tipos de esquetes fossem possíveis, dentro de um cenário que lembra o galpão de uma fábrica, a todo tempo produzindo novas ideias.

O elenco


O elenco do “Divertics” é vasto, abordando várias gerações e estilos, desde o sutil Luiz Fernando Guimarães até o “caricato” Leandro Hassum – termo usado pelo colega David Lucas, o mais jovem da turma.

Mariana Armellini e Rafael Infante vem da internet e do improviso, Nando Cunha, de programas humorísticos populares (ele mesmo lembrou da “Escolinha do Barulho”, na Record) e Ellen Roche e Roberta Rodrigues foram trazidas de papéis cômicos de destaque em novelas. Para completar, há participações do próprio Jorge e de sua mãe, dona Hilda – “trabalhando com 90 anos”, lembrou o diretor.

Liberdade

Os pontos fortes do programa são os esquetes e uma certa liberdade. No que parece uma aproximação com um pedido do público, brincou-se com tudo (mas com cuidado, nas palavras de Cláudio Torres).

Há participações especiais tirando sarro de si mesmas, o que só parece fortalecer o conceito: Silvio de Abreu, Regina Casé, Rogéria, Edson Cellulari e até mesmo Renato Aragão, numa cena de delegacia onde levanta a acusação de estarem “roubando seus bordões”. A cena parece emblemática: é engraçada, cutuca o politicamente correto e as eternas mágoas com cópias, e ao mesmo tempo é popular e refinada, já que abusa da metalinguagem.

Os quadros

Além dos esquetes, há “20% de transições que são um show”, na definição de Jorge Fernando, de Le Parkour a acrobatas.

Há cenas que são comentadas no ar pelo próprio Jorge, como um diretor que tem liberdade para interferir durante a cena. Há quadros dentro dos containers da fábrica, que tem uma linguagem mais aproximada da novela. Há quadros num palco central e tambem há espaços para jogos de improvisação, com a participação e sugestões da plateia, e comandados pelo diretor/apresentador.

Há alguma inspiração com a internet? “Só queremos todos os públicos com a gente. Inclusive quem busca o humor da internet”, explicou um Cláudio Torres bastante consciente do mercado.

O “Divertcs” estreia no dia 08 de dezembro, a partir das 15h.

 

NaTelinha

Audiência “A Praça É Nossa” no dia 21/11/2013

https://i2.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/c21fc0ae155af84ccca0d5f582610de4.jpg

Divulgação/SBT

 

Nesta quinta-feira (21), mais uma vez “A Praça é Nossa” garantiu a vice-liderança para o SBT.

No ar entre 23h e 00h29, o humorístico de Carlos Alberto de Nóbrega registrou 8 pontos de média, contra apenas 4 da Record e 24 da Globo.

Logo depois, o “Conexão Repórter” também ficou em segundo lugar.

Exibido das 00h30 às 01h28, o documentário “À procura de um novo amanhecer” teve 5 pontos de média, contra 3 da Record e 12 da Globo.

Esses dados são consolidados e referem-se a um grupo de telespectadores da Grande SP.

 

NaTelinha

Qantas unveils new 717 aircraft with business class on Canberra routes

November 23, 2013

A Qantas 717 approaches Melbourne airport.

A Qantas 717 approaches Melbourne airport. Photo: Craig Abraham

Qantas has unveiled the first of five upgraded aircraft for the busy Canberra route, featuring an all-new business class aimed at corporate clients and government MPs and officials.

QantasLink executive manager John Gissing said the renovated Boeing 717 aircraft would be used on selected Canberra-Brisbane, Canberra-Sydney and Canberra-Melbourne flights.

”This is a wonderful product for our corporate customers and our government customers,” he told reporters in Canberra on Friday.

Qantas had started flying the aircraft on Tuesday.

Advertisement

Mr Gissing said Qantas provided more services in and out of Canberra than any other operator.

On Canberra routes, its main competitor is Virgin, now at the centre of a row after Qantas boss Alan Joyce said Virgin’s foreign backing allowed it to run at a loss at the expense of Qantas.

Mr Gissing said each market where Qantas operated had its tensions and challenges.

This is the first time Qantas has operated two-class aircraft on Canberra routes.

The upgraded aircraft features 12 business class and 98 economy class seats.

Business class passengers have leather-lined seats, and can watch movies streamed to Qantas-supplied iPads. AAP

The Canberra Times